Dois candidatos. Ou três?

Léo seria nome mais cotado para candidatura da situação

    As eleições no Tupi serão promovidas somente em outubro deste ano, mas o pleito já tem dois candidatos colocados, além da possibilidade de uma terceira candidatura.

  Nos últimos dias, os envolvidos nas campanhas já colocadas se movimentaram e uma possível nova candidatura ganhou contornos. Em cima do lance, o Toque de Bola revela com exclusividade alguns bastidores do momento político no Carijó.

  Além de José Luiz Mauler Júnior (Juninho) e Cloves Santos, concorrentes já colocados ao triênio 2020-2022, um terceiro candidato pode surgir no pleito do Tupi em outubro. De acordo com alguns atores ligados ao processo sucessório do Carijó, a atual gestão, comandada pela presidente Myrian Fortuna, estaria disposta a viabilizar uma candidatura própria.

  O nome do filho da presidente e atual médico do clube, Leonardo Freguglia, seria o mais forte no momento. Mas também são ventilados os nomes do ex-presidente do clube, Áureo Fortuna, e do atual diretor administrativo, Bernardo Fortuna. Por enquanto, as conversas seriam incipientes, por conta do foco na tentativa de recuperação do time na Série D do Brasileiro.

Juninho concorrerá à presidência do Tupi

  Bate-bola

  Nesta quarta, dia 22, Juninho, atual presidente do conselho deliberativo do Tupi e candidato confirmado à presidência do clube desde outubro de 2018, esteve em Santa Terezinha. Em treino recreativo, bateu bola com jogadores, integrantes da comissão técnica e funcionários. O fato chamou a atenção, pois é algo incomum nos treinamentos, mesmo rachões, acompanhados pelo Toque nos últimos anos, caracterizando-se claramente como um ato de campanha.

  Nos bastidores, as informações são de que foi o presidente do Conselho quem teria apresentado Ademir Fonseca ao grupo de jogadores. Juninho teria participado das negociações para a volta do treinador ao Carijó. Além da contratação do novo técnico, aos esforços do candidato estaria sendo associada outra tratativa de destaque: o retorno do centroavante e ídolo do torcedor do Tupi, Ademilson, a Santa Terezinha. Fontes ligadas à diretoria negam as duas situações.

Cloves é candidato a presidente da oposição

Lançamento

  Já a candidatura colocada como oposição à atual gestão tem Cloves Santos, ex-vice presidente de finança e do conselho gestor do Tupi entre 2008 e 2016 – com uma pausa no primeiro semestre 2013 -, como candidato a presidente.

  O grupo, que conta com o apoio de um movimento de torcedores carijós denominado SOS Tupi, tem promovido ações desde o início do ano para concretizar a chapa, que parece ter vingado e tem lançamento oficial marcado para o domingo, dia 26, em um hotel da cidade.

  Uma tentativa de aproximação entre Juninho e os opositores inclusive já teria sido tentada pelo atual presidente do conselho, segundo fontes próximas a ambas as candidaturas. O movimento acabaria sendo abortado, de acordo com informações de bastidores, após consultas às bases dos grupos.

*O Portal Toque de Bola enviou perguntas aos dois candidatos já em campanha visando à eleição do Tupi. Assim que ambos responderem aos questionamentos, as respostas serão publicadas simultaneamente. Caso uma terceira candidatura seja confirmada, o Portal também encaminhará as questões a este participante do pleito e publicará seus posicionamentos, dentro dos princípios de isonomia da cobertura do processo eleitoral carijó.*

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Júnior Ayupe/Tupi FC e reprodução Pautando o Esporte/JF TV Câmara

Este post tem 2 comentários

  1. daniel dos santos lauro

    agora é a hora de mudanças pois do jeito que esta não pode ficar pois se ficar assim o tupi vai acabar fechando as portas e acabando de vez com o futebol profissional

  2. Eurico Moura

    Gostaria de esclarecer a este destacado e conceituado site esportivo, que no que diz respeito ao candidato da Chapa SOS TUPI, Cloves Santos, o que se segue:
    1º) Não se trata de lançamento Oficial da chapa e sim uma confraternização entre associados, afinados com os objetivos da Chapa, em comemoração aos 107 anos de fundação do Tupi Foot Ball Club.
    2º) Não tem a menor procedência, fundamento , seria algo inadmissível, totalmente contrário a nossa linha de conduta em relação ao que almejamos para o Tupi.

    Assim sendo, paralelamente as respostas que serão dadas por Cloves Santos ao questionamento do Toque de Bola, acrescente-se estes esclarecimentos.

    Atenciosamente
    Eurico Moura
    Sócio e colaborador da SOS TUPI

Deixe seu comentário