Incrível: vem aí o “Bosque IOR”!

Na foto, da esquerda: Jackson Moreira (Coordenador de Projetos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária – Sedeta – da PJF), Renata Meirelles (analista ambiental do Instituto Estadual de Florestas – IEF) e Manoel Resende (coordenador do Ibitipoca Off Road Edição Histórica – 30 Anos!

  Às vésperas do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 05 de junho, o Ibitipoca Off Road (IOR) concretiza mais uma meta do seu planejamento sustentável: o reflorestamento com espécies nativas.

  Após contar com a participação do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), nas edições de 2015 e 2017, promovendo a neutralização do evento e da e-Ambiental nas ações de coleta de lixo eletrônico, a edição de 30 anos vai escrever mais uma página na história do rally de regularidade mais charmoso do Brasil.

Reflorestamento

  Em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e a Prefeitura de Juiz de Fora, a organização do rally concedeu o nome Ibitipoca Off Road ao projeto de reflorestamento de uma área no Parque da Lajinha, na cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

Bosque IOR

  O “Bosque IOR” será composto, num primeiro momento, do plantio de espécies nativas da Mata Atlântica, cedidas pelo IEF, que irão receber, a princípio, os nomes dos campeões das 29 edições do enduro (1990 a 2018) das principais categorias das motos e dos carros.

 Plantio de campeões

  A parceria entre as instituições prevê também um plantio extra de mudas com os nomes dos campeões de todas as categorias da edição deste ano, em comemoração aos 30 anos do rally, e o subsequente plantio de mudas a cada edição do enduro, sempre homenageando os campeões das categorias principais.

Entidades envolvidas

Reunião na Prefeitura de Juiz de Fora contou com IEF, IOR e Secretarias de Meio Ambiente e Atividades Urbanas (Semaur) e Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária (Sedeta)

  O acordo foi firmado na segunda-feira, dia 27 de maio, em reunião na Prefeitura de Juiz de Fora e contou com representantes do IEF, IOR e das Secretaria de Meio Ambiente e Atividades Urbanas (Semaur) e Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária (Sedeta).

   Também estão previstas, no acordo, ações de educação ambiental no Parque da Lajinha e otimização do turismo local, além do fortalecimento da Plataforma de Bioquerosene e Renováveis em Juiz de Fora (projeto que utiliza a macaúba como fonte geradora de renda e insumos e transforma a cidade na primeira região do Brasil a ter uma cadeia integrada para a produção de diesel verde e querosene renovável).

 

Texto e fotos: Misto Quente Comunicação

Este post tem 2 comentários

  1. Manoel Resende, estou na Itália , guarda uma muda pra eu plantar, quando voltar!!???

  2. 1000TIM

    parabens pela grande ideia de preocupar com ha nossa natureza show!!!!!

Deixe seu comentário