Galinho empacado!

Na foto com 9 mais o goleiro na marcação, União parou o Tupi

  Pelo segundo jogo consecutivo, o time sub-20 do Tupi não consegue marcar e sair do 0 a 0 no Campeonato Mineiro da categoria. Depois da igualdade sem gols com a Patrocinense, fora de casa, neste sábado, dia 25, o Galinho teve novo placar em branco com o União Luziense, desta vem em Juiz de Fora.

  Ciente de que seu time dominou tanto a partida deste sábado como a anterior, o técnico carijó, Wesley Assis, se disse preocupado. “Preocupa para a sequência. Porque com o grupo qualificado que temos não podemos ficar dois jogos sem marcar um gol sequer. Nem sem vencer. Mas só através do trabalho que vamos melhorar. Calçar as sandálias da humildade, colocar o pezinho no chão e trabalhar e, no próximo jogo, acertar o que erramos”, aconselha.

Folga forçada

Wesley está preocupado com dois jogos sem marcar

  Por conta da desistência do Democrata de Sete Lagoas da competição após seu início, o Tupi somará mais três pontos na próxima série de jogos sem precisar entrar em campo. O próximo compromisso dos alvinegros está marcado para o dia 15 de junho, contra o Uberlândia, atual líder da competição, novamente em Juiz de Fora. Tempo para Assis trabalhar com seus garotos e voltar bem para uma sequência de três jogos difíceis.

  “O tempo de inatividade já está programado. Vamos trabalhar forte nessas duas semanas. Queremos fazer jogos e treinos intensos. Vou sentar com a diretoria para buscar alguns amistosos de nível alto. Porque a próxima sequência de jogos contra Uberlândia, Cruzeiro e Atlético (os dois últimos em Belo Horizonte) vai ser dura. Mas temos totais condições de fazer bons jogos e pontuar”, projeta.

Parou na trave

  O Galinho dominou a partida deste sábado desde seu início, mas não conseguiu criar chances claras com bola rolando. No primeiro tempo, dois escanteios seguidos, nos quais o meia Gabriel Tchó Tchó tentou o gol olímpico, aos 27 minutos, foram as melhores oportunidades de marcar. Mas, o goleiro Keven afastou ambas.

Classificação do Mineiro sub-20

  Na segunda etapa, o domínio do Tupi continuou amplo, mas as chances ainda não apareciam. Assim, o Galinho começou a arriscar de fora. Aos 25 minutos, Tchó Tchó, da intermediária, fez Keven trabalhar de novo. E a melhor oportunidade do Tupi surgiu aos 37 minutos, quando o meia Max arriscou de fora, Keven espalmou como deu e, na sobra, o centroavante Patrick dominou e acertou a trave próxima ao ângulo. “O goleiro deles teve uma tarde inspirada. Aquela é uma bola que vai chutar duas, três e ela não vai bater ali”, lamentou Assis, o lance que poderia ter dado a vitória ao Carijó.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Toque de Bola

Arte: Toque de Bola com informação da Federação Mineira de Futebol  

Deixe seu comentário