Alguma coisa está fora da ordem! Joga o jogo

Jogadores do Ajax literalmente abatidos depois da virada sofrida com três gols de Lucas

“Alguma coisa está fora da ordem, fora da nova ordem mundial” (Caetano Veloso)

Em quatro dias, o futebol tupiniquim e estrangeiro viveu, em campo, uma autêntica tsunami sobre os “idiotas da objetividade” e o “óbvio ululante” (expressões de  Nelson Rodrigues).

Sul do Brasil

“Brasileirão. Porto Alegre, 21 minutos de partida: Grêmio 3, Fluminense 0. Nunca um time que sequer chegou à final do Carioca e que até agora não entrou na área do adversário conseguirá evitar um vexame histórico. Melhor trocar de canal?

Placar: Grêmio 4, Fluminense 5.

Nos Beatles

Copa dos Campeões. Liverpool x Barcelona. O que os ingleses têm que fazer? Vencer por pelo menos três gols de diferença. Não dá. Salah vai jogar? Não. Messi e Suarez confirmados? Sim. Ah, faz favor, fã dos Reds: antecipe sua carta ao velho e bom Noel e espere sentado.

Placar: Liverpool 4, Barcelona 0.

Hoje não?

Ajax, em casa, termina o primeiro tempo vencendo o Tottenham por 2 a 0, somando três de vantagem no placar agregado. De novo: (outros) ingleses têm que balançar as redes três vezes, desta vez num período só, e não ser vazados, para chegar à final da Champions. Ora, nem se um combinado “LiverFlu” entrasse em campo!

Placar: Ajax 2, Tottenham 3 (todos os gols do brasileiro Lucas)

Nas Gerais

Libertadores. Cruzeiro classificado, pé nas costas, 15  pontos em cinco jogos e nenhum gol sofrido, recebe o Emelec. É certo que vai ganhar, mesmo sem todos os titulares. A única dúvida é se irá levar um gol, o que não aconteceu até aqui, e “manchar” o currículo.

Placar: Cruzeiro 1, Emelec 2.

“Joga o jogo/E não chia que um bom jogador /Joga o jogo”

(João Bosco)

 

Texto: Ivan Elias

Deixe seu comentário