Depois do tapetão! Fajardo disputa caneco no AM a partir desta quarta

Manaus (branco) e Fast vão fazer a final do Amazonense

  O Campeonato Amazonense já era para ter terminado. Mas, um imbróglio no tapetão paralisou a competição antes do primeiro jogo da final. Na noite desta segunda, dia 22, a situação foi definida Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM), e o sanjoanense radicado em Juiz de Fora, Welington Fajardo, vai poder colocar seu comandados do Manaus em campo para disputar o título com o Fast Clube. 

   A primeira das duas partidas da decisão está agendada pela Federação Amazonense de Futebol (FAF) para a quarta, dia 24, às 21h. O segundo jogo está previsto para sábado, às 16h. A pedido dos clubes, ambos os embates que definirão o título do Amazonense 2019 serão no Estádio Ismael Benigno, a Colina.

Em vantagem

Fajardo prevê jogos finais duros contra o Fast

  Por ter melhor campanha, o time de Fajardo tem a vantagem de jogar por dois empates ou derrota e vitória pela mesma diferença de gols. “A parada não foi boa, mas vamos tentar retomar o embalo e fazer dois grandes jogos. Apesar de jogarmos por dois resultados iguais, o Fast é um adversário tradicional e será duríssimo”, prevê Welington, falando com exclusividade para o Portal Toque do Bola.

  Antes mesmo do resultado do julgamento desta segunda, Fajardo se disse tranquilo e que seus comandados estão prontos para a finalíssima do Amazonense. “O time está muito bem. Desde que eu cheguei aqui, fomos campeões do returno invictos em 11 jogos. Dentro de campo, vem correspondendo. Estamos preparados para jogar na quarta-feira a final do campeonato”, garantiu o ex-técnico do Tupi e campeão da Taça Minas de 2009 com o clube juiz-forano.

Entenda o caso

Naça (azul) x Manaus (branco): anulação negada 

  O Nacional-AM entrou no TJD-AM com pedindo de anulação do jogo no qual empatou em 0 a 0 com o Manaus, treinado por Welington Fajardo, e que acabou campeão do segundo turno, no dia 10 de abril. O resultado deu ao Manaus uma vaga na decisão do Amazonense, contra o Fast Clube, cujas partidas deveriam ter sido realizada nos dias 13 e 20 de abril. Mas, a alegação do Naça na Justiça Desportiva foi que dirigentes do Gavião do Norte facilitaram a invasão de um torcedor no gramado da Colina.

  Na última segunda, o pleno do TJD-AM, por 6 votos a 1, manteve o time de Fajardo como campeão do segundo turno. Assim, a decisão terá início na próxima quarta. Dirigentes e advogados do Nacional ainda estudam recorrer ao Superior Tribunal de justiça Desportiva (STJD), o que poderia adiar novamente ou mesmo anular o resultado de campo das finais do Campeonato Amazonense.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos com informações do globoesporte.com/am

Fotos: Janailton Falcão/Manaus FC; Facebook Nacional FC; e Facebook Manaus FC

   

Deixe seu comentário