Define! Módulo 2 aponta semifinalistas e rebaixado

Classificação do Módulo 2 do Campeonato Mineiro

  A última rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro do Módulo 2, que ocorre neste sábado, dia 20, reserva grandes emoções na definição de classificados para as semifinais e de quem irá cair para a Segunda Divisão de 2020.

  A última vaga na próxima fase está entre duas equipes, enquanto cinco clubes têm chances de rebaixamento.

A classificação

  Apesar de classificados, Coimbra, Serranense e Uberlândia ainda brigam pela primeira colocação geral da Primeira Fase. Isso porque nas semifinais e finais, com jogos de ida e volta, o clube de melhor campanha na fase de classificação tem o direito de jogar o segundo duelo em casa.

  Além dos três clubes acima, já classificados, Nacional de Muriaé e CAP Uberlândia disputam a quarta vaga.

  A equipe da Zona da Mata pode se classificar com um empate diante do Athletic, em Muriaé, desde que o CAP não vença o Democrata de Sete Lagoas por mais de cinco gols de diferença, fora de casa.

Jogos da rodada decisiva de classificação

O rebaixamento

  De acordo com o regulamento do Campeonato Mineiro, os dois clubes com menor pontuação são rebaixados. No entanto, com a desistência do Tricordiano às vésperas do início da competição e seu consequente rebaixamento, apenas uma equipe que, de fato, entrou em campo, sofrerá o descenso.

  A amarga vaga para a Segunda Divisão de 2020 tem diversos candidatos. Segundo a classificação divulgada pela Federação Mineira de Futebol, o América de Teófilo Otoni é quem integra a zona do rebaixamento antes da última rodada da Primeira Fase. No entanto, além do Dragão, Democrata de Sete Lagoas, Uberaba, Athletic e Ipatinga também têm chances de cair na competição.

Lembra deles? 

Torcedores foram presos logo após a ação

  A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante dos 14 membros da Torcida Organizada Raça Jovem, do Ipatinga, que invadiram a sede da Pantera Cor de Raça, torcida do Democrata de Governador Valadares, no último dia 8/4.

  O juiz responsável pelo caso, Éverton Villaron de Souza, relatou que converteu a prisão em preventiva porque entendeu que os acusados viajaram no intuito de cometer a ação, que foi praticada com violência, associação criminosa e subtração de bens.

  Segundo a Polícia Civil, os torcedores podem responder por roubo qualificado, dano, associação criminosa e corrupção de menores. Eles foram encaminhados para a Cadeia Pública de Governador Valadares, onde aguardam julgamento.

Texto: Toque de Bola

Foto: Roberto Higino/Arquivo Pessoal; Vilmar Silva/Garra Esportes; Instagram Coimbra Sports; Instagram Serranense

Artes: Toque de Bola, com informações da Federação Mineira de Futebol

Deixe seu comentário