Chave do Tupi! Hercílio Luz luta contra queda estadual antes de volta ao cenário nacional

Estádio do Hercílio tem sido o ponto forte na temporada

  Em má fase no Campeonato Catarinense de 2019, o Hercílio Luz prioriza a briga contra o rebaixamento antes de pensar no Campeonato Brasileiro da Série D.

 A duas rodadas do fim da fase de classificação e na nona colocação com 12 pontos ganhos, o time hercilista tem duelos difíceis diante de Marcílio Dias e Criciúma, que brigam por vaga no G-4.

  Além de vencer suas partidas, o alvirrubro tem que torcer contra o Metropolitano, que está um ponto a frente e é a primeira equipe fora do Z-2.

  Ao lado de Tupi, Novorizontino/SP e Itaboraí/RJ no grupo A14 da competição, o Leão do Sul volta ao cenário nacional após conquistar a vaga através do Estadual de 2018. Sob o comando do experiente técnico Oliveira Canindé, a equipe da cidade de Tubarão, localizada no litoral catarinense, tem um bom desempenho nas partidas que disputa em casa, no Estádio Aníbal Torres Costa.

Velhos conhecidos

Ex-Tupi, Léo Costa chegou ao Hercílio Luz no fim de 2018 para a disputa da Taça Santa Catarina (foto: Tupi)

  O elenco hercilista conta com alguns nomes conhecidos do torcedor Carijó. O volante Léo Costa, que atuou pelo Tupi na temporada de 2018, atualmente defende a equipe catarinense.

  Em entrevista exclusiva ao Toque de Bola, o atleta lamentou a fase do time, mas ressaltou a força do elenco para evitar a queda no estadual.

  “Estamos brigando para não cair, mas o Campeonato Catarinense é um campeonato muito disputado, muito equilibrado. Aqui não temos times gigantes como em Minas Gerais. As equipes grandes levam o estadual tão sério quanto as competições nacionais, o que dificulta muito o campeonato. Depende de nós e temos condições de evitar a queda”, disse o meia.

  Mesmo reconhecendo a má fase, Léo Costa exaltou a estrutura de trabalho do clube. “A estrutura é muito boa, a gestão é organizada, pagam rigorosamente em dia. Desde que cheguei não houve um dia sequer de atraso. É um clube muito organizado mesmo e que merece crescer ainda mais”, completou.

  Além do volante ex-carijó, o Hercílio Luz conta com o meia-atacante Vinícius Pacheco. Criado na base do Flamengo, o atleta de 33 anos tem passagens por Paraná, Figueirense, Grêmio e clubes da Europa e chegou ao Leão do Sul no início da temporada de 2019.

“Mágoa nenhuma”

  Léo Costa deixou o Tupi em agosto de 2018, logo após o rebaixamento do alvinegro para a série D do Brasileirão. Sobre o reencontro com o ex-time em 2019, o volante espera grandes jogos, tanto em Tubarão quanto em Juiz de Fora. “Sabemos da situação extracampo do Tupi, que tem atrapalhado muito, mas sabemos que o clube tem camisa e grandes jogadores vão querer essa oportunidade na série D para mostrar seu valor. Tenho certeza que o Tupi vai montar uma equipe competitiva”, observa.

  Questionado quanto à forma como saiu do clube, Léo disse não ter mágoa do Tupi e ter um carinho muito grande por tudo que viveu no alvinegro.

  “Mágoa nenhuma. Ainda tenho pendências financeiras com o Tupi e espero resolver isso o mais rápido possível, mas tenho um carinho muito grande pelas pessoas que trabalham lá. A torcida eu não tenho o que reclamar. Até hoje me mandam mensagem pedindo pra voltar. Sair de portas abertas de um clube como o Tupi, para mim, é muito gratificante. Hoje eu defendo o Hercílio e vou fazer de tudo para vencer o Tupi e os outros adversários do grupo”, finalizou.

A história e a tabela

Leão foi bicampeão estadual na década de 50

  Com 100 anos recém completados em dezembro de 2018, o Hercílio vai para a sua segunda participação em campeonatos nacionais. Na primeira, na Taça Brasil de 1959, o Leão foi eliminado pelo Athletico Paranaense após duas derrotas – 2 a 1, em Tubarão, e 1 a 0, em Curitiba.

  A maior conquista do clube foi o bicampeonato estadual em 1957 e 1958. Além disso, o torcedor se orgulha de ter sido o primeiro clube catarinense a disputar uma competição nacional, exatamente a Taça Brasil de 1959.

  Na estreia da Série D, o Hercílio Luz visita o Itaboraí no Rio de Janeiro. Na sequência, recebe Novorizontino e Tupi, em Tubarão. Na primeira rodada do returno, a equipe catarinense visita o Carijó em Juiz de Fora e segue para Novo Horizonte, para medir forças, mais uma vez, com o Novo Horizontino. Por fim, fecha a primeira fase em casa diante dos adversários da primeira rodada.

Texto: Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola, Divulgação/Hercílio Luz e Tupi 

Deixe seu comentário