Vale vaga na semi! JF Vôlei faz tira-teima com Lavras

Kerber (braços abertos) foi destaque na quinta

  A noite deste sábado, dia 23, é de decisão para o JF Vôlei. A partir das 20h, os juiz-foranos enfrentam o Lavras Vôlei, no Sul de Minas, no terceiro e último jogo da série melhor de três partidas nas quartas de final da Superliga B. Quem vencer, avança à semifinal e encara Botafogo, disputando um lugar na Superliga Nacional 2019/2020.

  O terceiro jogo só acontece na noite deste sábado, no Ginásio do Lavras Tênis Clube, pois, na última quinta, dia 21, os juiz-foranos bateram o mesmo Lavras, por 3 sets a 0 (25/22, 25/17 e 25/23), também no Sul de Minas, empatando a série em uma vitória para cada equipe. O primeiro embate, no dia 16, em Juiz de Fora, havia terminado em 3 a 1 (25/19, 25/21, 14/25 e 25/22) para o time visitante.

‘Atuação memorável’

  Eleito o melhor em quadra na quinta, o oposto William Kerber, destacou o empenho dos companheiros em acertar para empatar a série. “Tivemos uma atuação memorável. Toda a equipe se empenhou ao máximo para corrigir os erros cometidos em Juiz de Fora e anular os melhores fundamentos deles. Conseguimos, de forma impecável. Graças a Deus, consegui ajudar com uma atuação muito boa”, comemora.

Nota publicada pelo Lavras no Facebook

  Segundo o técnico do JF Vôlei, Marcos “Marcão” Henrique, “Estamos crescendo na hora certa. Mérito total ao grupo por essa vitória. Soubemos jogar bem, principalmente na parte ofensiva. Diminuímos os nossos erros de ataque, mesmo com o passe quebrado. O Kerber foi fundamental”, destaca o treinador.

Confusão

  Ao final da partida vencida pelos juiz-foranos em Lavras, a torcida do Sul de Minas se revoltou e atirou objetos e copos com líquidos na quadra, segundo relatos pelas redes sociais de quem acompanhava o jogo. O diretor técnico do JF Vôlei, Maurício Bara, foi alvo de parte do que foi atirado. O comportamento do torcedor gerou uma postagem do próprio Lavras Vôlei, pedindo que as atitudes não se repitam (veja na foto ao lado).

  Segundo Bara, o foco do jogo deste sábado tem que ser em quadra. “É concentrar no jogo. Já jogamos com casa cheia antes. É focar em completar a missão de classificar para a semifinal. Acredito que o comportamento da torcida vai melhorar, pois foi muito desagradável, e o próprio torcedor sente isso”, confia.

Como vencer

Marcão destaca pontos a melhorar para ganhar a vaga

  Kerber sabe que a terceira partida vai ser com mais pressão, mas espera que ele e seus companheiros consigam a virada na série. “Estamos eufóricos para o jogo deste sábado. Ansiosos e concentrados para repetirmos o que fizemos, e levar a vaga da semifinal para Juiz de Fora. Sabemos que a torcida deles estará presente em peso para nos atrapalhar. Mas com muita concentração e foco, levaremos esse jogo”, acredita.

  Marcão, além do fator arquibancada, aponta o que deve melhorar para o JF Vôlei conquistar a vaga. “Não podemos mais errar saques como temos errado. Temos que agredir e complicar mais a recepção deles, e a marcação de bloqueio ser um pouco mais efetiva. Vai ser uma pressão maior ainda. Mas precisamos ter calma nos momentos decisivos, mantendo a vontade que os jogadores têm. O ambiente do ginásio contra é normal e conseguimos focar em jogar nesta quinta. Essa é a ideia principal”, deseja. 

Outras vagas

As quartas estão definidas, exceto JF Vôlei x Lavras

  A série entre JF Vôlei e Lavras foi a única das quartas de final da Superliga B a ir para o desempate. Os demais confrontos foram definidos na última quinta, com a segunda vitória dos times que haviam vencido a primeira partida, fazendo assim 2 a 0 na série melhor de três.

  O Botafogo bateu a APAV/Canoas com dois 3 a 0, e agora espera o vencedor de JF Vôlei x Lavras. A APAN/Blumenau superou a Upis/Brasília com um 3 a 2 e um 3 a 0. Já o Anápolis passou pelo São José com um duplo 3 a 1. APAN e Anápolis fazem uma semifinal da Superliga B 2019. Os dois finalistas da competição estarão na Superliga Nacional 2019/2020.   

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Facebook JF Vôlei; Lucilia Bortone/Sacando o Vôlei

Artes: Toque de Bola com informações da CBV

Deixe seu comentário