Semifinais! Cruzeiro vence o América, Boa e Atlético ficam no empate

Fred marcou três vezes sobre o Coelho

  Com o centroavante Fred marcando três vezes em tarde inspirada, o Cruzeiro venceu o clássico com o América, por 3 a 2, ampliando sua vantagem no confronto pela semifinal do Campeonato Mineiro 2019, neste domingo, dia 31, no Independência. Os gols americanos foram marcados pelo zagueiro Diego Jussani e o atacante Jonatas Belusso. O resultado dá à Raposa a vantagem de poder ser derrotada por um gol de diferença na partida de volta da semifinal, no próximo sábado, dia 6, no Mineirão.

  No sábado, dia 30, o Boa Esporte recebeu o Atlético e ambos os times não saíram do zero no marcador. Assim, o Galo manteve a vantagem de poder empatar no domingo, dia 7, no Mineirão, para ir à decisão. O jogo foi marcado pela utilização do assistente de vídeo (VAR) para a arbitragem pela primeira vez na história do Campeonato Mineiro. Já no primeiro tempo, o recurso foi importante para apontar irregularidades em dois lances que resultariam em gols atleticanos. Na segunda etapa, foi também decisivo na expulsão do volante Zé Welison.

Fred três vezes

  A primeira partida da semifinal entre Cruzeiro e América começou equilibrada, com os dois times jogando com marcação forte no meio de campo. Mas, a Raposa conseguiu sair na frente em uma de suas jogada mais características. Aos 17 minutos, o lateral-esquerdo Egídio cruzou na cabeça de Fred que estufou as redes americanas. Após o gol, o clube celeste controlou as ações e quase ampliou, mas foi mesmo para o intervalo com a vantagem mínima.

Fred comemora seu terceiro gol com Marquinhos Gabriel

  Na volta do jogo, o Cruzeiro pressionou, e o segundo gol saiu aos seis minutos. O atacante Robinho tomou a bola do volante Zé Ricardo, invadiu a área e rolou para Fred marcar, assumindo a liderança da artilharia do Mineiro e colocando 2 a 0 no placar. Atrás, o América se lançou à frente e diminuiu o placar aos 12. Após o escanteio cobrado por Neto Berola, Diego Jussani ganhou no alto e cabeceou no ângulo, sem chances para Fábio.

Não deu

  Quando o Coelho se adiantava para tentar o empate, o Cruzeiro ampliou novamente o placar.O zagueiro Dedé lançou para o meia Marquinhos Gabriel que cruzou rasteiro para Fred tocar para a rede, colocando 3 a 1 no placar aos 25 minutos. Aos 38, o América ainda diminuiu de novo. Neto Berola cobrou falta da direita e Jonatas Belusso, desviou para colocar o marcador em 3 a 2. Mas, não houve tempo para o empate, e a Raposa venceu a primeira partida da semifinal.

Em Varginha

Rafael Traci consulta o VAR em Varginha

  O confronto entre Boa e Atlético começou movimentado, mas sem chances claras de gol para os dois lados. Os atleticanos dominavam, mas as poucas conclusões até a metade da primeira etapa não assustavam o goleiro Renan Rocha. Até que, aos 26 minutos, sua rede balançou. O centroavante Ricardo Oliveira  chutou e, no rebote, Maicon Bolt mandou para dentro. Mas o lance foi anulado pelo VAR, por impedimento do autor do gol.

  O auxílio do vídeo anulou outro gol do Atlético ainda no primeiro tempo. Aos 34 minutos, o atacante Luan recebeu cruzamento de Bolt e mandou a bola para a rede. Mas o VAR apontou outro impedimento de Bolt na origem da jogada. Assim, o domínio atleticano da primeira etapa não se traduziu em gols.

VAR expulsa

Atleticanos chegaram a comemorar o gol de Luan, anulado pelo VAR

  Na volta dos vestiários, o Atlético partiu decidido para a abrir o marcador, dominou o início da segunda etapa, mas não conseguia finalizar. Aos 14 minutos, os atleticanos perderam o volante Zé Welison, expulso. Depois de bola dividida na intermediária, o jogador alvinegro acertou as travas da chuteira na coxa do oponente. A princípio, o árbitro Rafael Traci não havia notado o lance, mas, alertado pelo VAR da sua gravidade, foi ao monitor e decidiu pela expulsão do jogador do Galo.

  Mesmo com dez em campo, o Atlético não se fechou e partiu para cima. Mas as finalizações atleticanas ou não eram precisas ou paravam no seguro goleiro Renan Rocha. Aos 25 minutos, Luan arriscou de fora, e a bola pegou na trave do Boa. Mas, a partir dos 30 minutos, os donos da casa mudaram o domínio da partida, e foram tentar a vitória. Aos 36, o time de Varginha reclamou de pênalti, quando a bola tocou na mão do lateral-esquerdo atleticano Fábio Santos na área, mas a arbitragem mandou seguir. Apesar da pressão, os donos da casa não conseguiram marcar, e a partida terminou mesmo em 0 a 0.  

Confira as fichas das partidas de ida das semifinais do Campeonato Mineiro 2019:

BOA ESPORTE 0 x 0 ATLÉTICO

Melão – semifinal do Campeonato Mineiro

Árbitro: Rafael Traci

Assistentes: Helton Nunes e Celso Luiz da Silva

Árbitro de vídeo: Héber Roberto Lopes

Cartões amarelos: Jair (Atlético); Ferreira (Boa Esporte)

Boa Esporte: Renan Rocha; Chiquinho, Fernando Fonseca, Ferreira, Wenderson, César Sampaio, Gabriel Vieira (Alan), Claudeci (Edenilso), Jayme (Dênis), Kaio Cristian e Gustavo Henrique. Técnico: Cesinha

Atlético: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello, Fábio Santos, Zé Welison, Jair (Elias), Luan, Cazares, Maicon Bolt (Geuvânio) e Ricardo Oliveira (Lucas Cândido). Técnico: Levir Culpi

AMÉRICA 2 x 3 CRUZEIRO

Independência – semifinal do Campeonato Mineiro 

Gols: Fred aos 17 do 1T, e aos 6 e 25 do 2T (Cruzeiro); Diejo Jussani aos 12 do 2T e Jonatas Belusso aos 38 do 2T (América) 

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Bruno Boschilia e Felipe Alan Costa de Oliveira
Árbitro de vídeo (VAR): Wagner do Nascimento Magalhães

Cartões amarelos: Robinho, Orejuela e Egídio (Cruzeiro); França (América)

América: Fernando Leal, Ronaldo, Diego Jussani, Paulão e João Paulo, Zé Ricardo, Christian, Matheusinho (França) e Felipe Azevedo (Neto Berola); Júnior Viçosa e Marcelo Toscano (Jonatas Belusso). Técnico:Givanildo Oliveira
Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rafinha (Vinícius Popó), Marquinhos Gabriel (Jadson) e Fred (Sassá).
Técnico: Mano Menezes 

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Vinnicius Silva/Cruzeiro e Bruno Cantini/Atlético

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário