Carga maior! Veja informações sobre ingressos de Baeta x Atlético na 4ª

Arte divulgada pelo Tupynambás nesta segunda-feira, já com todos os potos de venda depois do aumento da carga de ingressos

  O Tupynambás confirmou através de sua assessoria na manhã desta segunda, dia 18, o aumento na carga de ingressos para a partida contra o Atlético, na próxima quarta, dia 20, às 21h30, no Estádio Muncipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora. 

  Aos 5 mil ingressos inicialmente colocados à venda desde a última sexta, dia 15, somam-se agora mais 4990 bilhetes, totalizando assim 9990 entradas para aquisição do torcedor. Por conta da expectativa de aumento na procura de entradas para a partida, a direção do Baeta disponibilizará mais dois pontos de venda.

Onde comprar?

  Além da sede social do clube (Rua Delorme Lousada, 32, Poço Rico), do posto da Liga de Futebol de Juiz de Fora (Calçadão da Rua Halfeld, em frente ao Banco do Brasil), da Cirúrgica Equilíbrio (Rua São Mateus, 422, São Mateus) e do bar São Bartolomeu (Rua São Mateus, 41, São Mateus), os ingressos serão vendidos também nas lojas Camorra (Rua Mister Moore, 63, Centro) e Shopping do Clubes (Rua Halfeld, 622, loja 42, Centro).

  Os ingressos para Tupynambás x Atlético custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Crianças menores de 12 anos não pagam, desde que compareçam ao Mário Helênio devidamente documentadas e acompanhadas por um responsável no dia da partida.

  O clube anfitrião espera confirmar a vaga nas quartas-de-final da competição, que volta a disputar após mais de 50 anos afastado da primeira divisão do futebol estadual.

  Já os visitantes chegam embalados pela vitória sobre o América por 3 a 2, domingo, no Mineirão, resultado que garantiu a primeira colocação na fase de classificação com uma rodada de antecedência.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Arte: Tupynambás FC

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário