Mineiro: Galo de BH lidera, Carijó não reage e Caldense vence a primeira

Classificação do Mineiro 2019 após sete rodadas (incompletas)

  A sequência do drama do Tupi, de namoro firme com o rebaixamento, a troca de liderança (agora pertence ao Atlético) e uma chuva forte que atrasou o clássico entre América e Cruzeiro, no Estádio Independência, marcaram a sétima rodada do Campeonato Mineiro.

  O complemento ocorreu nesta segunda-feira, 19h, com URT 1 x 0 Tupynambás, em Patos de Minas (clique aqui e veja como foi a partida).

Regulamento

  Restam quatro rodadas para o encerramento da fase de classificação. De acordo com o regulamento, os oito primeiros colocados seguem para a disputa da segunda fase, quartas-de-final, em jogos únicos – cruzamentos primeiro x oitavo, segundo x sétimo, terceiro x sexto e quarto x quinto, com vantagem para os quatro primeiros na pontuação.

  Os  dois piores colocados ao final das 11 rodadas estarão automaticamente rebaixados para o Módulo 2 do estadual de 2020.

  Oitava rodada: juiz-foranos em casa

Jogos da oitava rodada do Campeonato Mineiro. Clique para ampliar

 A  oitava rodada será aberta com Tupi x Patrocinense, sábado, às 15h30, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O alvinegro juiz-forano precisa desesperadamente da vitória para tentar evitar o rebaixamento.

  Já o compromisso do Baeta no final de semana está programado para 11h, também em Juiz de Fora. Vai receber o Guarani, de Divinópolis. 

    Tombense bate o Villa

  Na partida que inaugurou a rodada, o Tombense recebeu o Villa Nova na tarde de sábado, no Estádio José Américo de Almeida Filho. Com forte chuva, o Leão do Bonfim marcou primeiro com Ramires, mas, em 10 minutos, levou a virada do Tombense, que marcou com Juan e Lucas Chapecó. No segundo tempo, Cássio Ortega fez mais um para o Gavião Carcará e fechou a conta: 3 a 1. 

 Galo da capital supera  Carijó

 

Lance de Atlético 2 x 0 Tupi

O Atlético é o novo líder do Campeonato Mineiro. Após bater o Tupi por 2 a 0 no último sábado, no Estádio Independência, o alvinegro ultrapassou Cruzeiro e América na tabela.

 Depois de um primeiro tempo pouco movimentado, o time da capital cresceu na segunda etapa e conseguiu marcar duas vezes, com Alerrandro e Vinícius. O Carijó segue na briga contra o rebaixamento e permanece no Z-2.

 Clique aqui e veja todos os detalhes da partida entre os Galos.

 Caldense desencanta

  No primeiro jogo do domingo, a Caldense venceu pela primeira vez na competição: 2 a 1 sobre o Boa Esporte, no estádio Doutor Ronaldo Junqueira. Os gols da partida curiosamente foram marcados de pênalti. Primeiro com Gindre, logo no primeiro lance do jogo, fazendo para o Boa. Felipe Baiano, duas vezes, anotou para os anfitriões. 

 Guarani empata no fim

  Patrocinense e Guarani empataram em 1 a 1 na tarde deste domingo, no Estádio Pedro Alves, em Patrocínio. O time da casa saiu na frente com Davi, de pênalti, mas sofreu o empate aos 47 minutos da segunda etapa com Charles. Com o resultado, o CAP agora soma nove pontos, enquanto o Bugre tem cinco pontos.

  Clássico “zerado”

  O duelo entre América e Cruzeiro ficou marcado por fortes chuvas, o que atrasou o início da partida. Em um clássico de poucas emoções, Coelho e Raposa não saíram de um empate em 0 a 0, resultado que garantiu ao Atlético a liderança.

JOGOS

TOMBENSE 3 x 1 VILLA NOVA

Estádio José Américo de Almeida Filho

Gols: Juan aos 9 do 1T, Lucas Chapecó aos 19 do 1T e Cássio Ortega aos 23 do 2T (Tombense); Ramires aos 4 do 1T (Villa Nova)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto

Assistentes: Marconi Albert Vieira e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo

Tombense: Felipe, Bruno Ferreira, Lincoln, Reynaldo e Bruninho; Rodrigo (Marquinhos), Lucas Chapecó (Everton Galdino), Trindade, Juan (Vander); Cássio Ortega e Denilson. Técnico: Ricardo Durbscky.

Villa Nova: Georgemy, Alan Silva, Marquinhos, Gabriel e Iury; Denilson, Ramires, Renato Bruno (Felipe) e Luiz Fernando; Zotti (Jonathan Bryan) e Higor (Jean Carlos). Técnico: Eugênio Souza.

 

CALDENSE 2 x 1 BOA ESPORTE

Estádio Doutor Ronaldo Junqueira

Gols: Felipe Baiano aos 42 do 1T e 13 do 2T (Caldense); Gindre a 1 do 1T (Boa Esporte)

Árbitro: Wanderson Alves de Souza

Assistentes: Frederico Soares Vilarinho e Marciano Pires de Lima

Cartões Amarelos: Rodolfo, Edu Pina, Jean, Lorran e Joel (Caldense); Wenderson, Gustavo e Victor (Boa Esporte)

Caldense: Omar, Lazarini (Danrlei), Renato, Rodolfo, Edu Pina; Jean, Felipe Baino, Judson, Júlio (Joel); Reginaldo, Lorran (Robson). Técnico: Mauro Fernandes

Boa Esporte: Renan Rocha, Chiquinho, Victor, Fernando, Wenderson; César Sampaio (Denis), Allan (Kaio Cristian), Maicon Douglas; Gindre, Gustavo e Lucas Gomes (Jayme). Técnico: Tuca Guimarães

 

PATROCINENSE 1 x 1 GUARANI

Estádio Pedro Alves do Nascimento

Gols: Davi aos 27 do 2T (Patrocinense) e Charles aos 47 do 2T (Guarani)

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira

Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Emílio Junio Nascimento Santos

Cartões Amarelos: Bruno, Diego, Alberto e Davi (Patrocinense) e Emerson, Renato, Magalhães e Charlles (Guarani)

Patrocinense: Júlio César, Kellyton (Ângelo), Diego Borges, Betão e Ian Barreto; Bruno Moreno, Davi, Dedê (Arilson) e Pavani; Tony Galego e Val Barreto (Leandro Oliveira). Técnico: Rodrigo Fonseca

Guarani: Leandro, Rodrigo Dias (Yuri), Paulão, Élder, Magalhães; Alemão, Renato Xavier, Ewerton Maradona; Paulo Morais (Leomir), Douglas Santana (Charles) e Pedrinho. Técnico: Gian Rodrigues

 

 

AMÉRICA 0 x 0 CRUZEIRO

América x Cruzeiro: muita chuva e nada de gol

Estádio Independência

Árbitro: Ronei Cândido Alves

Assistentes: Magno Arantes Lira e Marcyano da Silva Vicente

Cartões Amarelos: Diego Jussani, Júnior Viçosa, José Ricardo, Juninho e Jonatas Belusso (América) e Raniel, Rafinha, Ariel Cabral, Egídio e Dedé (Cruzeiro)

América: Fernando Leal; Leandro Silva, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho (Carlos França); Neto Berola (Felipe Azevedo), Júnior Viçosa (Jonatas Belusso) e Marcelo Toscano. Técnico: Givanildo Oliveira 

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Ariel Cabral), Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Rafinha); Raniel (Sassá). Técnico: Mano Menezes

 

Texto: Toque de Bola

Informações sobre a competição: Federação Mineira de Futebol

Fotos: Vinnicius Silva/Cruzeiro e Bruno Cantini/Atlético

 

Deixe seu comentário