E agora, JF Vôlei? No embalo, Botafogo persegue a quina na Superliga B

  Invicto, o Botafogo encara o JF Vôlei neste sábado, às 18h, no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em partida válida pela quinta rodada da Superliga B.

 Promoção

  O Toque de Bola lançou promoção no Instagram (story), valendo um par de ingressos para a partida.

  Favoritismo 

  Mesmo reconhecendo o favoritismo do vice-líder alvinegro, o treinador do JF Vôlei, Marcão, considera  fundamental vencer em casa pela primeira vez no campeonato. “É um jogo difícil. Sabemos da qualidade deles por termos enfrentado na Copa Trade, já dá para ter uma noção. Eles tiveram uma reposição interessante de dois ponteiros e têm a presença do Lorena. Dois centrais com muita força, qualidade na recepção… Não estão na vice-liderança à toa. São favoritos, mas vamos para cima”, disse Marcão.

 Virada em casa

Botafogo bateu a equipe de Anápolis por 3 sets a 2

  Na rodada anterior, o Alvinegro superou a equipe do Anápolis-GO, até então também invicta, no Ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro. O time goiano abriu 2 sets a 0 de vantagem, mas o Bota virou em 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 17/25, 28/26, 27/25 e 15/12. Após a partida, o ponteiro Bruno Godoy ressaltou a força de reação do grupo diante da situação adversa.

   “Entramos em quadra um pouco abaixo do nosso volume de jogo do que vínhamos fazendo, especialmente no passe e no bloqueio. Mas nos fechamos, nos organizamos e conseguimos reagir. Mostramos que somos um grupo, jogamos como um grupo. Precisamos de todos para alcançarmos os resultados. Foi uma grande experiência conseguirmos reverter esta adversidade, isto mostrou a nossa força, e nos dá mais ânimo para a continuidade do campeonato”, disse Godoy. 

“Velho” conhecido

Elenco campeão da Copa Trade em dezembro de 2018

  Não faz tanto tempo desde a última vinda do vôlei alvinegro a Juiz de Fora. No final de 2018, entre os dias 18 e 20 de dezembro, o Botafogo foi um dos participantes, ao lado de JF Vôlei e São José, da Copa Trade, torneio destinado à preparação das equipes para a Superliga B. Os cariocas ficaram com o título.

  Em torneio curto, o Bota foi derrotado por 3 sets a 2 pelo São José e venceu o JF Vôlei por 3 a 1. Já a equipe mineira, além da derrota para o Alvinegro, venceu os paulistas por 3 sets a 0. Com isso, o título ficou com o Fogão em função da vantagem de um parcial.

  Destaque

O veterano oposto Lorena é o destaque da equipe

  Com passagens por equipes como SESI-SP, Taubaté e Seleção Brasileira, o oposto Lorena é o principal nome do Botafogo. O atleta de 40 anos e 1,97m é peça fundamental no grupo e o favorito do levantador Tiago Windmoller: é o atleta que mais recebe bolas para finalização.

    Marcão, técnico do JF Vôlei, observou ao Toque de Bola que sabe da experiência e da qualidade de Lorena: “Ele é o cara que mais contagia a torcida e mais vira as bolas. Sempre respeitando muito os outros atletas do Botafogo, mas ele é um cara que define”.

Disparidade

  Com exceção de Blumenau, que venceu todos os sets até o momento, o Botafogo foi o que menos perdeu sets até então. Dos 16 sets disputados, a equipe faturou 12 e perdeu quatro – aproveitamento de 75%. O Alvinegro marcou dois triunfos por 3 sets a 0 (diante da UPIS e de São José), e duas por 3 sets a 2 (Anápolis e Lavras). O JF Vôlei, por sua vez, ganhou seis sets e perdeu nove – aproveitamento de 40%.

  Por outro lado, a equipe carioca é a terceira na classificação quando o assunto é “mais pontos sofridos”. Até o fim da quarta rodada, os alvinegros foram 338 pontos sofridos (o APAV é o time que mais sofreu, com 348).

 

Texto: Toque de Bola

Fotos: Reprodução/Facebook Botafogo Vôlei; Vítor Silva/SSPress/Botafogo; Caroline Delgado/JF Vôlei

Deixe seu comentário