Dominado! Baeta não resiste ao Cruzeiro no Mineirão

Cruzeirenses bateram o Baeta neste domingo em BH

  Jogando pela primeira vez me sua centenária história no Mineirão, o Tupynambás acabou derrotado pelo Cruzeiro, neste domingo, dia 10. Pela sexta rodada do Campeoanto Mineiro, a Raposa fez 3 a 0 no Baeta com o centroavante Fred, o meia Rodriguinho e o atacante Rafinha. Agora, o Leão do Poço Rico tenta a recuperação diante da URT, em Patos de Minas, no dia 18 de fevereiro, às 19h.

  Antes da bola rolar, Marcelinho, que tinha a expectativa de estrear em 2019, voltou a sentir contusão na coxa direita. Assim o Tupynambás começou o jogo com o volante Gustavo Crecci na lateral-direita. Reforçando o meio de campo, o técnico do Baeta, Felipe Surian, escalou o setor com três volantes: Marcel, Léo Salino e Leandro Salino.

Vantagem pelas pontas

  Sem se intimidar, o Tupynambás começou o jogo pressionando a marcação. Em uma roubada de bola, logo aos sete minutos, Léo Salino tocou para Giovane na direita da área. O meia colocou na frente e ficou reclamando de pênalti quando Léo atravessou seu caminho de carrinho, mas o árbitro marcou apenas tiro de meta para a Raposa.

Artilheiro do Estadual, Fred abriu o placar no Mineirão

  Quem marcou primeiro foi o Cruzeiro. Marquinhos Gabriel recebeu ótima enfiada de bola de Egídio, nas costas de Gustavo Crecci. O meia invadiu pela direita e tocou para Fred que só teve o trabalho de completar para a rede, abrindo o marcador para o time celeste aos 14 minutos.

  Enquanto os juiz-foranos não conseguiam articular contra-ataques, os cruzeirenses controlavam o jogo, usando as jogadas pelas beiradas para levar perigo ao gol do Baeta. No fim do primeiro tempo, aos 44, foi assim que o Cruzeiro ampliou. Rafinha cruzou da direita, e Rodriguinho, na pequena área, tocou para fazer seu primeiro gol com a camisa celeste e levar o 2 a 0 para o intervalo.

Ampliou

Rodriguinho marcou pela primeira vez pelo Cruzeiro

  Na volta para o segundo tempo, o Tupynambás tentou ficar mais com a bola e sair para o jogo. Mas quem marcou novamente aos 14 minutos foi o Cruzeiro. Aproveitando o espaço pela ponta esquerda, Rodriguinho retribuiu e tocou rasteiro para Rafinha, na pequena área, completar para as redes e colocar 3 a 0 no placar.

  Dominando tranquilamente, o Cruzeiro diminuiu o ritmo e aproveitou para poupar jogadores. Já o Baeta não melhorou, mesmo com as alterações e a articulação das jogadas não encaixou. Assim, o jogo seguiu até o apito final com a vitória por 3 a 0 da Raposa.  

 

 

CRUZEIRO 3 X 0 TUPYNAMBÁS

Mineirão – Campeonato Mineiro

Gols: Fred aos 14 do 1T; Rodriguinho aos 44 do 1T; e Rafinha aos 14 do 2T

Público: 14.176 presentes (11.021 pagantes)

Renda: R$ 166.735,00

Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel

Assistentes: Leonardo Henrique Pereira e Welington Pereira Neto

Cartões amarelos: Léo Salino, Lucas Hipólito e Felipe Gregory (Tupynambás)

Cruzeiro

1 – Fábio

2 – Edílson

3 – Léo

35 – Dedé

6 – Egídio

8 – Henrique

29 – Lucas Romero

23 – Rodriguinho (Jadson aos 28 do 2T)

20 – Marquinhos Gabriel

7 – Rafinha (Renato Kayser aos 36 do 2T)

9 – Fred (Raniel aos 17 do 2T)

Técnico: Mano Menezes

Tupynambás 

1 – Renan Rinaldi

2 – Gustavo Crecci

3 – Adriano

4 – Felipe Gregory

6 – Lucas Hipólito

15 – Marcel

7 – Léo Salino

8 – Leandro Salino

10 – Geovani (Matheus Pimenta aos 13 do 2T)

11 – Igor Soares (Téssio aos 20 do 2T)

9 – Ademilson (Eraldo aos 29 do 2T)

Técnico: Felipe Surian

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Arte: Tupinambás FC

Fotos: Vinnicius Silva/Cruzeiro EC

Deixe seu comentário