Caem rei de espadas, rei de ouros, rei de paus e várias peças. No Tupi, não fica nada?

Na entrada da sede social do clube, Jogadores aguardam para definir a rescisão contratual

  O lateral esquerdo Emerson e o atacante Saulo não vestem mais a camisa do Tupi. Os atletas viajaram nesta quarta para Goiás e devem acertar com uma equipe da primeira divisão estadual.

  Além deles, o clube dispensou diversos atletas: o goleiro Alexandre Azizi, o zagueiro Gustavo Rodrigues, o lateral direito Afonso, os volantes Fábio Henrique, Diego Gomes e Eduardo Nardini, os meias Natan e Breno e os atacantes Anderson Chub e Hugo Ragelli foram comunicados que não serão aproveitados e foram liberados pela diretoria.

Reformulação

  As dispensas já fazem parte da reformulação do elenco, comandada por André Luiz e Beto. Do grupo que deixou Santa Terezinha, os laterais Emerson e Afonso; os volantes Eduardo Nardini, Fábio Henrique e Diego Gomes; além do atacante Anderson Chub, foram utilizados frequentemente durante o Campeonato Mineiro.

  Enquanto as rescisões eram encaminhadas na tarde desta quarta, dia 27, André Luiz e Beto estiveram reunidos com o auxiliar da comissão técnica permanente do Tupi, Tarso Guarino. Em pauta, além da avaliação do grupo, a chegada de novos atletas. O lateral direito Pablo e o volante Cleiton retornaram ao Carijó. Eles estiveram presentes na pré-temporada e foram dispensados por Nicanor Pires.

Parcerias

  No início da temporada de 2019, o Tupi anunciou mudanças na forma de gestão do clube. Com o slogan “Um novo momento, novas possibilidades”, o então diretor de futebol do Carijó, Nicanor Pires, comunicou à imprensa, no dia da apresentação do elenco, que o sistema de parceria seria amplamente utilizado na montagem de um novo Tupi.

  Em um primeiro momento, a diretoria fechou dois acordos.

  A agência de consultoria esportiva Taveira Sports Group (TSG), de Santos-SP, forneceu atletas ao clube, inclusive arcando com salários de alguns deles, além de trazer o patrocínio de uma construtora ao Carijó. A informação de momento é que, após a saída de Nicanor, a intenção do grupo é deixar o Tupi.

  Outro acerto foi com o empresário e ex-zagueiro André Luiz, anunciado como novo diretor. Inicialmente, o acordo funcionaria apenas para as categorias de base, na qual os atletas representados por André atuariam e, aqueles que se destacassem, ganhariam oportunidades na equipe profissional.

Discordância

  Com a ausência de resultados e a consequente demissão de Nicanor, não demorou até o nome de André Luiz ser considerado favorito para assumir o posto. Em contato com o ex-diretor, ele confirmou que a cúpula Carijó o tirou do cargo, diferentemente do que foi veiculado pelo clube em nota oficial, alegando comum acordo.

  A reportagem do Toque de Bola entrou em contato com o clube. Em resposta às declarações de Nicanor, “a diretoria do clube mantém o que foi informado na nota”.  

  E o chefe?

O novo treinador do Tupi, Beto será anunciado em breve pelo Carijó. O comandante chega com o respaldo do novo diretor de futebol, André Luiz, mas com desconfiança de parte do elenco pelo trabalho apresentado como auxiliar de Aílton Ferraz.

 De acordo com informações de bastidores, a chegada do comandante foi pedido de André Luiz. O novo mandatário do futebol alvinegro ainda não foi anunciado, mas solicitou, além da chegada de Beto, a saída de alguns membros da comissão técnica.

  O treinador Gerson Evaristo, o preparador físico Talles Warol, o auxiliar de preparação física Andrezinho e o preparador de goleiros Hugo Rodrigues foram os escolhidos da vez. À exceção de Evaristo, os demais profissionais já estão de casa nova. Eles foram anunciados nesta quarta, dia 27, pelo Ipatinga, por indicação de Nicanor Pires, que trabalhou no clube de 2007 a 2010.

  Reviravolta

  Após ser demitido juntamente com Aílton Ferraz, Beto já tinha em mãos uma proposta para assumir as categorias de base do Carijó em 2019. O profissional apenas aguardava a oficialização da montagem da equipe para iniciar os trabalhos.

  A oportunidade de comandar os profissionais surgiu após o início dos contatos entre André Luiz e a cúpula do Tupi. Dentro do elenco, Beto não chega com boas referências e é visto com desconfiança por alguns atletas. Em contato com o profissional, ele disse não poder falar sobre o tema, pois dependia do resultado de uma reunião, que ocorreu na tarde desta terça, dia 26, para saber seu futuro.

 

Texto: Toque de Bola

Deixe seu comentário