Após derrota para URT, Baeta receita calma e diz que domingo é decisão

Baeta segue com oito pontos no Campeonato Mineiro, agora na sétima colocação

  Depois da derrota do Tupynambás, por 1 a 0, na noite desta segunda-feira, dia 18, em Patos de Minas, diante da  URT, o treinador Felipe Surian afirmou, em entrevista à Rádio Globo Juiz de Fora, que não há motivo para desespero e anunciou que o jogo de domingo, dia 24, às 11h, em casa, diante do Guarani,  de Divinópolis “é uma nova decisão”.

  A partida encerrou a sétima rodada do Campeonato Mineiro 2019, e o gol do zagueiro Ewerton, aos 10 minutos, após cobrança de escanteio da direita, acabaria sendo o único do jogo, no primeiro confronto na história entre as equipes. Mesmo com a vantagem de um jogador a mais durante quase toda a segunda etapa, o Leão do Poço Rico não encontrou o gol de empate, apesar de pressionar e criar chances. 

 Carijó na lanterna

  A derrota foi ruim também – e muito – para o Tupi, uma vez que a URT somou três pontos e “empurrou” o Carijó, cada vez mais ameaçado de rebaixamento, para a lanterna – e o time de Patos de Minas, que parece ter se motivado com a vitória na Copa do Brasil (3 a 2 sobre o Coritiba, na quinta-feira, dia 14), ainda tem um jogo a menos no Estadual. A equipe da Terra do Milho encara o Boa, em partida adiada da quinta rodada do dia 3 de fevereiro, primeiro o para 27 deste mês e, agora, para o dia 4 de março, após a classificação do Trovão Azul para a segunda fase da competição nacional.

Classificação do Mineiro 2019

Início ruim

   Surian reconheceu que a atuação do time no primeiro tempo deixou a desejar. “Só começamos a jogar e colocar a bola no chão depois da metade da etapa inicial”. Já no segundo tempo, na avaliação do treinador, o rendimento melhorou e faltou capricho para trazer ao menos um ponto como visitante. 

 Pontuação tranquiliza

  Mesmo depois de mais uma partida sem pontuar – a equipe não vence desde a segunda rodada quando superou o Tupi por 1 a 0, Surian destaca que o número de pontos – oito – já alcançado pelo Tupynambás  em comparação a de outras equipes deve ser levado em conta. Ele acredita que um triunfo sobre o Guarani, domingo, em Juiz de Fora, pode garantir a permanência na elite para 2020 e ainda aumentar as  possibilidades de o time terminar entre os oito primeiros colocados na fase de classificação, chegando ás quartas-de-final – no momento, está na sétima posição.

Gol aos 9  

   De acordo com a assessoria de imprensa do Baeta, “com mais força ofensiva, a URT encurralou o Baeta nos minutos iniciais. Logo aos nove minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro Ewerton empurrou para o gol e abriu o placar no Zama Maciel. Após o gol, a URT continuou melhor e assustava à meta do arqueiro Renan Rinaldi. Na segunda metade do primeiro tempo, o Baeta teve uma leve melhora, mas não conseguia finalizar. Aos 44 minutos, o volante e capitão da URT impediu um contra-ataque do Baeta e foi expulso após receber o segundo cartão amarelo”.

URT x Tupynambás marca a primeira vitória da equipe de Patos de Minas na competição

Segundo tempo

   Ainda segundo relato da assessoria, “com um jogador a mais em campo, o Baeta partiu pra cima dos donos da casa. Em menos de quinze minutos, foram nove finalizações em direção à meta da URT. O Leão do Poço Rico dominava totalmente a partida, com muita posse de bola e muito volume de jogo, chegava com facilidade na área do Trovão, mas as dezenas de chances criadas não resultavam em gol. Numa delas, em cobrança de falta, o zagueiro Gilson quase marcou contra, acertando a trave após desvio de cabeça. Na parte final, a URT também acertou a trave através de Rafael Oller. Aos 44 minutos, o zagueiro Adriano, do Tupynambás, acabou expulso. Final de partida: URT 1×0 Tupynambás.”

 

URT 1 x 0 TUPYNAMBÁS 

Zama Maciel – Campeonato Mineiro

Gol: Ewerton  aos 9 do 1T (URT)

Arbitro: Jerferson Antônio da Costa

Assistentes: Breno Rodrigues e Fabiano Jesus da Silva

Cartões amarelos: Geovani, Adriano (Tupynambás); Diogo Orlando e Marcão (URT)

Cartões vermelhos: Adriano (Tupynambás); Diogo Orlando (URT)

URT: Marcão; Rodney, Ewerton, Marcos Vinícius e Djalma Silva; Diogo Orlando, Derly, Rafael Oller (Bruno Aquino) e Patrick (Gilson); Juninho Potiguar (Carrara) e Reis. Técnico: Ito Roque

Tupynambás: Renan Rinaldi; Paulinho, Marcelinho, Adriano e Lucas Hipólito; Marcel, Léo Salino (Eraldo), Leandro Salino e Geovani (Téssio); Igor Soares (Ygor) e Ademílson. Técnico: Felipe Surian

Texto inicial: Toque de Bola, com informações da Rádio Globo JF 

Texto sobre o jogo com informações da assessoria de imprensa do Tupynambás FC

Artes: Toque de Bola e Toque de Bola com informações da Federação Mineira de Futebol 

Foto: Tupynambás FC

Deixe seu comentário