Terceira rodada: comoção, dez gols sobre JF, demissão e clássico empatado

Jogadores de Cruzeiro e Atlético se abraçam durante o minuto de silêncio antes do clássico

  A terceira série de jogos do Campeonato Mineiro foi marcada pelo minuto de silêncio antes dos jogos e manifestações de torcedores, clubes e atletas em homenagem às vítimas de Brumadinho.

  Antes de a bola rolar, cogitou-se até mesmo o adiamento do clássico Cruzeiro x Atlético, mas, por questões de segurança e calendário, o jogo foi mantido para a manhã de domingo, dia 27.

  A bola começou a rolar sábado, dia 26, com o Tupynambás abrindo a rodada e sendo surpreendentemente goleado em casa. Mesmo embalado pela vitória no clássico Tu-Tu, o Baeta não foi páreo para o Boa Esporte, que fez 5 a 0 nos juiz-foranos. Parecendo invejar o coirmão, o Tupi também levou de cinco, no dia seguinte, do América, em Belo Horizonte, somando um saldo negativo de dez gols contra juiz-foranos na rodada. Com a vitória sobre o Carijó, o Coelho assumiu a liderança do Estadual (veja arte abaixo)

Outra queda

Ito Roque não é mais técnico da Caldense

  Seguindo velha tradição do futebol brasileiro, mais um técnico pagou com o cargo uma derrota em casa. Após sua Caldense perder para o Patrocinense do técnico juiz-forano Wellington Fajardo, no domingo, dia 27, por 2 a 0, Ito Roque foi demitido da Veterana nesta segunda, dia 28.

  Os outros dois confrontos do interior terminaram empatados. Villa Nova e Guarani ficaram no 0 a 0 em Nova Lima, na estreia do técnico Eugênio Souza, ex-Tupi e Tombense, no comando do Leão do Bonfim. Já URT e Tombense empataram em 1 a 1, com os donos da casa indo buscar a igualdade no segundo tempo, com gol do juiz-forano Reis, após saírem atrás no marcador.

Clássico

Classificação do Mineiro 2019

  Em Belo Horizonte, a manhã de domingo teve clássico e homenagens nas arquibancadas aos mortos na tragédia de Brumadinho. Dentro de campo, um gol de pênalti para cada lado, com o Cruzeiro saindo na frente em cobrança de Fred, e o Atlético empatando com o Fábio Santos, que não comemorou, dedicando o tento às vítimas do rompimento da barragem da Vale do Rio Doce na cidade da região metropolitana da capital mineira.

  Um fato curioso marcou o clássico: a substituição do árbitro. Com problemas musculares nas duas pernas, o juiz principal do confronto entre Cruzeiro e Atlético, Wanderson Alves de Souza, destaque da arbitragem mineira em 2018, teve que ser trocado. Ele chegou a ser atendido pelos departamentos médicos de ambos os times, enfaixou as coxas, mas, na metade do segundo tempo, não conseguiu mais continuar. Ronei Cândido Alves assumiu o apito e foi até o fim do confronto.

Próximos jogos do Mineiro 2019

Confira as fichas dos jogos que completaram a terceira rodada do Mineiro 2019:

CRUZEIRO 1 x 1 ATLÉTICO
Mineirão 
 
Gols: Fred, aos 15 do 2T (Cruzeiro); Fábio Santos, aos 37 do 2T (Atlético)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (substituído pelo quarto árbitro Ronei Cândido Alves no segundo tempo)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Felipe Alan Costa Oliveira
Cartões amarelos: Léo, Edilson e Dedé (Cruzeiro); Elias, Luan, Igor Rabello, Patric, Fábio Santos e Adilson (Atlético)
Cartões vermelhos: Dedé (Cruzeiro); Adilson (Atlético)
 
Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Thiago Neves (Raniel, aos 41 do 2T) e Rafinha (Jadson, aos 28 do 2T); Fred (Murilo, aos 38 do 2T). Técnico: Mano Menezes
 
Atlético: Victor; Patric, Igor Rabello, Iago Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Luan e Cazares; Chará (Terans, aos 39 do 2T) e Ricardo Oliveira (Jair, aos 50 do 2T). Técnico: Levir Culpi
 
VILLA NOVA 0 x 0 GUARANI 
Castor Cifuentes
 
Árbitro: Leonardo Rotondo Pinto
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e Warllen Breno da Paixão Salgado
Cartões amarelos: Magalhães e Victor (Guarani); Eurico (Villa Nova)
 
Villa Nova: Georgemy, Renato Bruno, Rafael, Gabriel e Iury (Leonidas aos 34 do 2T); Denílson, Eurico e Diney; Cassiano (Vitor Hugo aos 17 do 2T), Hiwry (Luiz Fernmando aos 19 do 2T) e Elias. Técnico: Eugênio Souza
 
Guarani: Leandro Henrique, Paulão, Renato Xavier, Paulo Rogério (Charles aos 22 do 2T) e Magalhães (Victor aos 35 do 1T); Alemão, Yuri e Ewerton Maradona (Leomir aos 38 do 2T); João Marcos, Paulo Rogério e Douglas. Técnico: Gian Rodrigues
 
CALDENSE 0 x 2 PATROCINENSE
Ronaldão
 
Gols: Giovanni aos 14 do 1T; e Toniel aos 26 do 2T (Patrocinense)
 
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira
Assistentes: Marcyano da Silva Vicente e Leandro Salvador da Silva
Cartões amarelos: Renato e Luiz Eduardo (Caldense); Arilson, Felipe e Wanderson (Patrocinense)
Cartão vermelho: Leleco (Caldense)
 
Caldense: Omar, Carlinhos, Renato, Rodolfo Manoel e Luiz Eduardo; Luis, Jean Henrique e Tiago Santana (Reginaldo aos 25 do 2T); Leleco, Mazinho (Judson no intervalo) e Édipo (Lorran aos 14 do 2T). Técnico: Ito Roque
 
Patrocinense: Julio César, Ângelo, Diegão, Betão (Deoclecio no intervalo) e Ian; Bruno Moreno, Arilson (Chinaqui aos 29 do 2T) e Wanderson; Davi, Giovanni e Felipe (Toniel aos 13 do 2T). Técnico: Wellington Fajardo
 
URT 1 x 1 TOMBENSE
Zama Maciel
 
Gols: Edson aos 44 do 1T (Tombense); Reis aos 27 do 2T (URT)
 
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto
Assitentes: Sidmar dos Santos Meurer e Magno Arantes Lira
Cartões amarelos: Reynaldo, Marco Antônio, Felipe, Bruno Barbosa, Lincoln e Edson (Tombense); Kaio Wilker, Gladstone e Bruno Aquino (URT)
 
URT: Marcos, Douglas (Bruno Aquino aos 27 do 2T), Gladstone, Marcos Vinícius e Djalma; Diogo (Patrick no intervalo), Derli e Kaio Wilker; Rodney, Jonathan (Jarlesson aos 11 do 2T) e Deivyd Reis. Técnico: Sidney Moraes
 
Tombense: Felipe, David (Bruno Santos aos 29 do 2T), Lincoln, Reynaldo (João Vitor aos 15 do 2T) e Bruno Barbosa; Rodrigo, Lucas, Edson e Marco Antônio; Cássio Ortega e Ricardo Jesús (Denilson aos 20 do 2T). Técnico: Ricardo Drubscky
 

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: divulgação Caldense; Facebook Atlético; Vinnicius Silva/Cruzeiro 

Artes: Toque de Bola com informações da Federação Mineira de Futebol

Deixe seu comentário