10 ago 2018

Quem cai? Fora de casa, Tupi decide rebaixamento com o Ypiranga



Classificação do grupo B da Série C após 17 rodadas

  Após uma campanha decepcionante para quem entrou na competição com o objetivo de disputar o acesso como em 2017, o Tupi joga a vida e o futuro contra o Ypiranga neste sábado, dia 11, às 17h, naquela que foi batizada pela torcida alvinegra como Batalha de Erechim.

  Para permanecer na Série C do Campeonato Brasileiro em 2019 o Carijó precisa de, no mínimo, um ponto. Se empatar com os donos da casa, o Tupi se livra do rebaixamento justamente porque não será ultrapassado pelo próprio Ypiranga. A equipe de Erechim só se livra sem depender de outro resultado se vencer os juiz-foranos.

Começou embaçado

  Pela importância do confronto e necessidade de vitória, o Ypiranga fez promoção de ingressos: quem comprar uma entrada ganha outra para levar seu pai ou filho. Mais de mil bilhetes também foram distribuídos para empresas parceiras do Canarinho.

  Tudo já levava a crer que o nome escolhido pela torcida para batizar a partida foi exato. Mas parece que ficou perfeito antes mesmo da chegada do time ao local do confronto.

Se Vilar não for vazado neste sábado, Tupi fica na Série C em 2019

  Por conta do mau tempo e neblina que causaram o cancelamento de voos de São Paulo para Chapecó, em Santa Catarina, de onde os alvinegros seguiriam de ônibus nos 100km até Erechim, os planos foram alterados. A delegação só deixou a capital paulista no meio da tarde de sexta, dia 10, rumo a Porto Alegre, de onde pegaria estrada de 370km até o local do jogo.

Em campo

  Quando a bola rolar na Batalha de Erechim, as atenções dos torcedores carijós vão estar voltadas principalmente para um de seus xodós: o goleiro Vilar. Se não for vazado, o arqueiro do Tupi garante a permanência do time na Série C por mais uma temporada.

  O camisa 1 do Carijó sabe de sua importância para a equipe, garante estar preparado para dar sua contribuição quando exigido, mas divide a responsabilidade com o restante da equipe. “Estou consciente dessa responsabilidade e pronto, mas quem toma o gol é o time inteiro. Por isso temos que estar bem atentos. Não acredito que eles venham logo de cara para tentar definir. Cabe a nós sermos regulares como nesses últimos dois jogos e manter o Tupi na Série C”, deseja Vilar.

Manter o embalo

  Quem também quer que o time local mantenha o embalo das vitórias em Juiz de Fora sobre o Joinville, por 2 a 0, e o Volta Redonda, por 2 a 1, nas duas últimas rodadas é o volante Léo Costa, que pode pintar de volta entre os titulares após se recuperar de dores na coxa direita. “É o jogo mais importante da temporada. Conseguimos uma sequência de duas vitórias depois da fase ruim que vivemos e temos que manter, repetir e confirmar isso para nos livrarmos do rebaixamento”, diz

Léo Costa deve reaparecer entre os titulares

  Titular diante do Ypiranga no jogo do turno, quando o Tupi venceu por 4 a 1, Léo Costa vive situação semelhante à daquela oportunidade, mas espera um confronto bem diferente. “Estava voltando ao time também e, a meu ver, fizemos o melhor jogo nessa Série C. Desta vez, pela tensão, pelo clima, vai ser um jogo completamente diferente. Uma verdadeira guerra. Da qual esperamos sair vitoriosos”, pretende o volante.

Mudanças

  Com o desfalque do zagueiro e capitão Sidimar – que apesar da suspensão pelo terceiro amarelo viajou para Erechim com os companheiros –, o técnico Aílton Ferraz foi obrigado a mexer no time em relação aos titulares que iniciaram a última rodada. Mateus foi o escolhido para formar a zaga ao lado de Diogo.

  Mas, não foi só a saída de Sidimar que mudou a equipe principal. O técnico Aílton Ferraz, buscando preparar seus atletas para o maior número de situações possível, testou várias formações durante os trabalhos táticos da semana, e a tendência é que tenha atletas de mais movimentação e velocidade do meio de campo para a frente.

Do outro lado

  Jogando em seu campo na Batalha de Erechim, só a vitória interessa ao Ypiranga. Depois de não conseguir o acesso no Campeoanto Gaúcho, disputa que concorreu com a Série C do Canarinho até o fim do primeiro turno da competição nacional, o time do Sul se viu em situação complicada para reagir na Terceirona, passando a maioria das rodadas entre os dois últimos.

  O jogo deste sábado é a última cartada para os gaúchos que querem vitória, mas não contarão com o centroavante titular e artilheiro, Hélio Paraíba. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, ele dá lugar a Paulinho entre os titulares do técnico Márcio Nunes.

A última rodada da fase de grupos da Série C

Última esperança

  A Batalha de Erchim  necessariamente terminará com um time salvo. Em caso de vitória dos juiz-foranos, os donos da casa serão rebaixados. Nas outras situações, o rebaixamento dependerá do resultado do confronto entre Volta Redonda e Joinville, na Cidade do Aço, no mesmo dia e horário de Ypiranga x Tupi.

  Caso perca para o Ypiranga, o Carijó torce por uma derrota do Voltaço. Já se o jogo em Erechim terminar em empate, quem passa a torcer por um revés do Volta Redonda para o já rebaixado Joinville é o Canarinho.

Ypiranga x Tupi

Colosso da Lagoa – 17h

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo

Assistente 1: Emerson Augusto de Carvalho

Assistente 2: Daniel Paulo Ziolli

Ypiranga: Rodrigo, Maicon, Claudinho, Marcão e Rennan; Tarik, Jean Silva, Faísca e Rafinha; William Ribeiro e Paulinho. Técnico: Márcio Nunes

Tupi: Vilar, Fábio Henrique, Diogo, Mateus e Magalhães; Léo Costa e Marcel; João William, Diego Luís, Rodrigo Dantas e Potita. Técnico: Aílton Ferraz

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Artes: Toque de Bola com informações da CBF

Fotos: Nina Proton/Tupi FC


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2018
Gasparette confirma candidatura e quer futebol de volta no Sport

23 out 2018
Campeonato Mineiro mantém fórmula e tem VAR a partir das semi

22 out 2018
Com ‘ex-juizforanos’! Final da Segundona Mineira começa quarta

22 out 2018
Quando será o Tu-Tu? Resposta sai no arbitral do Mineiro desta terça

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.