Versão “Boka” da história

POR: Saulo Santana – Só não participou de um Ibitipoca/11º ano na organização do evento

“Já corri até Ibitipoca doente. E o que mais me marca no Ibitipoca são as histórias do companheiro Boka. Aliás, são os vídeos que ele faz, dando a versão dele do que acontece pré-prova. Fazemos os levantamentos junto com o Thiago e o Manoel, e as brincadeiras, claro, sempre estão presentes.

O mais impressionando é que o Boka nunca se dá mal nas imagens que sempre mostramos nos vídeos da prova. Mas isso tem uma explicação: é ele quem leva o equipamento de filmagem. Assim, não é a verdade da história. É a ‘versão Boca’ dessas histórias.

A verdade é que ele agarra toda hora, cai toda hora, mas eu, por exemplo, não tenho uma câmera para filmar. Assim, parece que eu, o Thiago e o Manoel é quem sempre estamos expostos nos mínimos detalhes, dando a impressão de que ele é o bom e nós não conseguimos fazer as trilhas direito. Tudo história do Boka!”


Voltar