02 jul 2018

Na bronca! Técnico vê falta de iniciativa e goleiro pede nova postura no Tupi



Eugênio (dir) identificou falta de atitude e acomodação no Tupi

  Nem tanto o placar em si, mas a maneira como o Tupi jogou no Paraná, no domingo, dia 1º, na derrota para o Operário-PR por 2 a 0, provocou reações duras do goleiro alvinegro, Vilar, e do técnico do Carijó, Eugênio Souza.

  Após a partida no Estádio Germano Krüger, o comandante alvinegro citou no que acredita que seu time deixou a desejar no confronto. “Falta ainda muita coisa a nível de equipe, de competitividade, de alto rendimento. Mesmo em um jogo fora de casa, o time adversário não pode sempre chegar na frente, ganhar as divididas, antecipar as jogadas. Faltou para nossa equipe essa iniciativa, de estar competindo mais, diminuir os espaços e ter personalidade para construir as jogadas”, analisou.

Mudança de objetivo

O goleiro Vilar pediu mudança de postura no Tupi

  O camisa 1 do Tupi, um dos principais responsáveis pelo placar não ter sido mais elástico no Sul, acredita que o time tem que mudar e disse que agora a luta do Tupi é mesmo contra o rebaixamento. “O sentimento (depois da derrota) é de que faltam algumas coisas. No começo do campeonato, tínhamos o objetivo definido de acesso. E agora tem que ser a permanência. Temos 14 pontos, acabamos perdendo duas em sequência. São mais seis jogos pela frente, e tem que mudar a postura de alguma forma”, deseja.

  Eugênio fez coro com o goleiro na luta para não cair e prometeu mudanças. “Viemos de três bons resultados e perdemos uma em casa. Não poderia mudar tudo, mesmo tendo algumas situações que gostaria. Preferi dar moral para os atletas. Agora não vai ter mais essa colher de chá”, disse. “A gente sempre pensa para frente. De forma positiva. Mas analisando nossa pontuação e a tabela, colocando em uma balança entre lutar pela classificação e contra o rebaixamento, estamos um pouco mais para baixo”, completou.

Acomodação identificada

 

Classificação do Grupo B da Série C 2018: Tupi mais distante da vaga para o mata-mata após duas derrotas consecutivas

De acordo com Souza, a motivo da queda de rendimento nos últimos dois jogos já foi identificado. “A equipe teve um crescimento e teve uma acomodação, já achando que era alguma coisa. Temos um time jovem, pouco jogado. Subiu um pouco na nossa cabeça. Também me incluo nessa. Não são só os atletas”, considerou.

  Para o técnico, o time deixou a desejar, mas há tempo para uma reação. “Esse início de returno é difícil. Tínhamos que ter jogado com mais intensidade, concentração e personalidade para poder suportar bem e vencer as partidas. O tempo é curto, faltam seis rodadas. Temos que trabalhar para achar uma melhor equipe e conseguir essa retomada como aconteceu quando assumi o clube”, deseja.

Diante do Cuiabá

 

Classificação do Grupo A da Série C 2018

Perguntado se o Tupi iria para tudo ou nada no próximo compromisso, diante do Cuiabá, sábado, dia 7, em Juiz de Fora, Eugênio nem cogitou a derrota. “Temos que ir para o tudo. Se for para o tudo ou nada pode sofrer as consequências.Certamente é um jogo importantíssimo que temos que vencer para fugirmos dessa situação de rebaixamento”, projeta.

  Souza acredita que a reta final da Série C pede uma solidariedade e um comportamento diferente de seu elenco. “Temos que mudar principalmente a atitude, atuar com personalidade, vontade. Até mesmo para acreditar em uma classificação. Esse é o momento de caráter, hombridade e de jogar pela instituição. Não podemos ficar individualizando e cada um jogando por seus próprios interesses”, pede.

 

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos (entrevistas de Vilar e Eugênio Souza à Rádio Catedral FM)

Arte: Toque de Bola com informações da CBF

Foto: Toque de Bola 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 out 2018
Voltando a rolar! Copa Toque de Bola retorna para agitar a garotada

18 out 2018
Superliga masculina 2018/2019: veja tabela, novidades e projeções

18 out 2018
Primeiro Tu-Tu! Times de JF na elite mineira se reúnem com a SEL

18 out 2018
Tupynambás: objetivo é manter-se na elite do Campeonato Mineiro

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.