Inspirados na Copa! Saem os campeões do futebol dos Intercolegiais 2018

Decisões foram disputadas no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio

  O que poderia, em termos de futebol, ser tão importante quanto os jogos da Copa do Mundo que estão sendo disputados na Rússia? De pronto, muitos podem responder: nada. Mas se você perguntasse isso a uma turma de Juiz de Fora até segunda, dia 25, poderia ter resposta diferente.

  Na tarde de segunda, foram realizadas as finais do futebol dos Jogos Intercolegiais 2018, e o palco foi o mais nobre da cidade: o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. E a garotada não decepcionou, inspirando-se em craques da Copa – em sua grande maioria no português Cristiano Ronaldo – deu show de bola para convocado nenhum colocar defeito.

  No fim, a vitória ficou com o Colégio dos Jesuítas, no infantil, batendo o Insitutito Metodista Granbery, por 4 a 0. No juvenil, o Colégio Militar venceu o Jesuítas por 3 a 0, e comemorou. Mas o resultado em si não importe tanto.

Garotada mostrou habilidade e faro de gol nos jogos

Só dá CR7

  Os destaques das duas partidas resumiram bem em quem a geração está de olho na Rússia. Artilheiro do infantil do Jesuítas, Antônio Almeida Alves fez dois dos quatro gols de sua equipe e busca olhar para um certo craque português. “Estou inspirado com a Copa, claro. Gosto muito do Cristiano Ronaldo, por ser parecido com meu estilo e também fazer muitos gols”, diz.

  Autor do primeiro dos três gols do juvenil do Colégio Militar, Carlos Vítor Brazil tem no nome a torcida na Copa, mas diz não se inspirar em nenhum dos jogadores brasileiros. Novamente, o craque português ganha a preferência. “Não me inspiro no Brasil não. Procuro me inspirar no Cristiano Ronaldo tanto dentro como fora de campo. A habilidade ainda está um pouco longe, mas estou treinando para chegar lá. Artilheiro busco ser sempre”, deseja.

O Jesuítas foi o campeão da categoria infantil do futebol no Jogos Intercolegiais 2018

Os jogos

  Se na Copa estamos vendo muitos jogos amarrados, e os gols só agora começaram a sair em maior número, com a garotada dos Intercolegiais não teve miséria. Em ambas as partidas, as chances se somaram, e a busca do gol foi tão intensa como uma decisão de vaga para as oitavas de final da Rússia 2018.

  No juvenil, Jesuítas e Granbery fizeram um jogo aberto, espécie de Japão x Senegal, mas com qualidade. Qualquer um dos dois times podia ter aberto o placar. Mas, aos 13 minutos, Enzo Pires Amaral escorou cruzamento na marca do pênalti para fazer 1 a 0 para os jesuítas.

  O Granbery então se abriu, conseguiu uma bola na trave, mas deixou espaços para o contra-ataque. Então, em cinco minutos no segundo tempo, entre os 13 e os 18, saíram os gols que deram o título ao Jesuítas. Pedro Braga Villela completou para a rede no rebote do goleiro, Antônio fez seu primeiro batendo da entrada da grande área e o segundo driblando dois adversários na esquerda da área e batendo cruzado.

O Colégio Militar venceu o juvenil do futebol nos Jogos Intercolegiais 2018

No segundo tempo

  A partida do juvenil lembrou mais os jogos da Rússia 2018. Com o Jesuítas apostando na marcação forte e saídas em velocidade nos contra-ataques, e o Colégio Militar ficando mais com a bola, esse poderia bem ser um Uruguai x Egito. Até quase a metade do segundo tempo, a impressão era essa, e quem abrisse o placar ganharia pela vantagem mínima, como a partida da Copa.

  Mas a garotada gosta mesmo é de balançar a rede. Depois de Brazil abrir o placar aos 8 minutos para o Colégio Militar, tocando na saída do goleiro, o Jesuítas teve que sair para o jogo, que se transformou numa espécie de Argentina x Croácia. Os campeões aproveitaram para completar o placar aos 13, com Davi Tagliate Vidigal, e nos acréscimos com Lucas Ribeiro dos Santos tocando para o gol vazio. Além dos gols, a segunda etapa ainda teve dois pênaltis perdidos – um para cada – lado, sem ficar nada a dever em emoção para qualquer jogo do Mundial.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Toque de Bola 

Deixe seu comentário