10 abr 2018

“Peneira” do Uberabinha-Tupi é nesta quarta. Veja detalhes da parceria



 

Arte que oficializa a parceria, antecipada com exclusividade pelas redes sociais do Toque de Bola

 Serão promovidas nesta quarta-feira, dia 11, a partir de 8h, seletivas “peneiras” para completar os elencos sub-15 e sub-17 da Associação Esportiva Uberabinha que disputarão o Campeonato Mineiro de Base a partir do dia 21 de abril.

   As atividades estão marcadas para o estádio Salles Oliveira, em Santa Terezinha.

Clique aqui para preencher a ficha e conferir mais informações

  Levar no dia seletiva:  ficha preenchida (fazer o download no link acima) – eletrocardiograma com laudo médico – identidade – taxa de inscrição: R$ 10 – meião e calção pretos – chegar meia hora antes do horário escolhido

 

 

Atenção para os horários informados:

Manhã

8h às 9h30: categoria sub-15 (nascidos em 2003 e 2004)

9h30 às 11h: sub-17 (nascidos em  2001 e 2002)

Tarde

14h às 15h30: sub-15

15h30 às 17h: sub-17

  Parceria

Da esquerda: Sérgio Eduardo (Uberabinha), Nicanor Pires e Jarbas Cruz (Tupi), durante a coletiva

  O Toque de Bola antecipou, via redes sociais, uma parceria entre Uberabinha e Tupi para a disputa do Campeonato Mineiro de Base. O clube da Zona Norte já havia divulgado uma nota oficial, informando a desistência por falta de apoio.

  Um contato por telefone da diretoria do clube de Santa Terezinha, no entanto, foi o ponto de partida para que as partes se reunissem pessoalmente e atendessem o prazo para dar resposta à Federação Mineira de Futebol.

  Na tarde de quinta-feira, dia 5, dirigentes dos dois clubes concederam entrevista coletiva, apresentando mais detalhes sobre a parceria, que havia sido antecipada na véspera pelas redes sociais do Toque de Bola.

  Coletiva

 Confira os principais trechos da coletiva, que reuniu pelo Tupi Nicanor Pires, dirigente de futebol, e Jarbas Cruz, Diretor Financeiro do clube, e pelo Uberabinha o presidente Sérgio Eduardo – conhecido como o Dudu, do Cerâmica – e o dirigente Amarílio Arrila.

 Os primeiros jogos do Uberabinha estão programados para 21, diante do Dínamo Esporte Clube, em Araxá, e dia 18, quando haverá rodada dupla em Juiz de Fora, diante do América, de Belo Horizonte.

  Nicanor Pires, dirigente do Tupi:  Eles têm uma estrutura formada, alguns atletas que disputam e a gente ainda vai se reunir mais vezes para acertar detalhes, de comissão técnica,  jogadores, esses detalhes. Em relação aos atletas, eles já possuem alguns que fazem parte do elenco e estamos programando para a próxima quarta-feira uma “peneira” em Santa Terezinha. Vamos contar com o apoio de vocês para divulgar essa peneira.  Esperamos tirar dessa peneira jogadores que tenham condições de disputar o Campeonato Mineiro. Entendemos que essa parceria, com o nome do Tupi, vai conseguir atrair jogadores de nível para disputar uma série A de Campeonato Mineiro (na base)

     Embora tenha sido um acordo para essa competição, o Tupi viu a possibilidade de poder disputar até o Mineiro sub-20. A ideia nossa é ter a categoria de base. Inicialmente seria começar com o sub-17. O sub-20 tem um custo muito semelhante ao profissional. Com essa parceria, a gente inicia o desenvolvimento de uma ideia de um projeto,  para quem sabe, ano que vem, com as coisas caminhando do jeito que a gente imagina, se consiga formalizar uma parceria mais forte entre Uberabinha e Tupi e consolidar de vez a categoria de base.

Jarbas Cruz, Diretor Financeiro do TupiOs gastos continuam a cargo do Uberabinha. O Tupi só vai dar suporte logístico (transporte para viagem e alimentação) e apoio institucional. Despesas, responsabilidade financeira de todo o projeto continuam com o Uberabinha.

Amarílio Arrila Canuto (Uberabinha): Vamos buscar trazer investidores para ajudar, apoiar o projeto. Já começamos com alguns contatos para tentar trazer parceiros e ajudar o Uberabinha nessa situação e quem sabe conseguir revelar algum atleta.  Depois que o Uberabinha oficializou que vai disputar,  fomos procurados por algumas empresas que demonstraram interesse. Entendemos que o Tupi estar junto com o Uberabinha a tendência é conseguir bem mais apoio e conseguir patrocínios para complementar.

 Sérgio Eduardo (Uberabinha):  Sobre o nome: ano passado tínhamos uma parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora, não pôde ser colocado o nome da Universidade Federal de Juiz de Fora porque o Uberabinha era o detentor da vaga. O que podemos colocar hoje na imprensa ou em Juiz de Fora é Uberabinha/Tupi. Isso vai ser veiculado nos meios de comunicação. Estamos com dificuldade no local de jogo junto ao Barreira porque a Federação, até o momento, neutralizou o campo do Barreira alegando algumas dificuldades, então estivemos lá, tiramos algumas fotos e vamos encaminhar junto à Federação. Se não tiver liberação, vamos ver se tem viabilidade no campo do Tupi e, se não der, o único lugar possível será o Estádio Municipal. A Federação está exigindo banheiro, divisão de torcida, banheiro feminino e masculino para árbitro e o único lugar que tem isso em Juiz de Fora é o (estádio) Municipal.

 Não teria como fazer como preliminares de jogos do Tupi na série C?
  Sois jogos seguidos, do sub-15 e sub-17, cada um com duas horas de duração, tem tempo de aquecimento, essas coisas. Se o Tupi jogar às 16 horas, eu teria que jogar meio dia e mesmo assim, não daria tempo do Tupi entrar em campo. O jogo teria que ser às 11 horas porque cada jogo da Federação são duas horas. Se solicitarmos, a entidade não vai restringir. 

Os jogos têm que ser sempre casados, sub-15 colado no sub-17?
Sim. Porque os times vêm de outras cidades para cá, é ordem da Federação.

Os treinos podem ser lá no Barreira?
  A princípio é no (campo do) Granbery, toda segunda e quarta. No Vila Branca , terça e quinta, e na sexta feira, a partir desse mês, fazer no campo que for jogar. Como o Barreira não está confirmado e não sabemos da disponibilidade do Tupi, não sabemos onde exatamente jogaremos, não tem um campo especifico. Provavelmente como é um treino mais recreativo, de bola parada, faria no Cerâmica, que temos como emergência.

Há alguma possibilidade de o Uberabinha não conseguir sediar os jogos em Juiz de Fora e precisar sediar em outro lugar? Existe a possibilidade de jogar em cidades vizinhas?
Nós temos convites de cidades fora de Juiz de Fora, como Guarará, Maripá, Rio Novo, Rio Pomba, Argirita, só que a gente não queria sair de Juiz de Fora. A gente queria que a cidade abraçasse o Uberabinha como fazem com o Tupi, Tupynambás, UFJF. O Uberabinha é uma instituição em que a gente luta com muita dificuldade e graças ao irmão Tupi, que nos estendeu a mão, vamos caminhar e chegar longe nessa parceria. Não vai ser só para esse ano, até porque esse ano não tem rebaixamento. Com a desistência do Democrata de Sete Lagoas, não cai ninguém. Ano que vem, a vaga na primeira divisão do Uberabinha está garantida. O que plantarmos este ano podemos colher no ano que vem. Se estruturar, organizar atrás de parceiros.

 

Texto: Toque de Bola

Foto: Toque de Bola

Arte: Divulgação


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 out 2018
Renovação! Liga Desportiva da Zona da Mata levanta a bola do vôlei

13 out 2018
Fim de Estadual! JF Vôlei termina sem vencer; Sada/Cruzeiro é campeão

11 out 2018
Semifinal! JF Vôlei encara Sada/Cruzeiro em Contagem pelo Mineiro

11 out 2018
Terceira etapa da Copa JF de Natação AABB-Panathlon 2018 é sucesso

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.