21 abr 2018

Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe



 

Tupynambás comemora a vaga para a primeira divisão do futebol mineiro., depois de superar a vantagem do empate e um estádio cheio em Teófilo Otoni

  O Tupynambás superou o adversário e a pressão de um público de 3.304 torcedores (renda de R$ 49.280,00) na tarde deste sábado, dia 21, no Estádio Nassri Mattar, em Teófilo Otoni.

  Com a vitória por 2 a 1 sobre o América, que atuava por um empate, o Baeta conquistou de forma dramática o “combo”: vitória, vaga na final e – o mais importante – acesso à primeira divisão do futebol mineiro de 2019.

  Os anfitriões atuavam por um empate em função do zero a zero do jogo de ida e da melhor campanha na fase de classificação. O gol do acesso não poderia ter sido mais emblemático.

  O veterano Ademilson, 43 anos, principal jogador da equipe e provavelmente de todo o Módulo 2 do Campeonato Mineiro, marcou. Depois de dominar a bola, já na área, e tocou na saída do goleiro. Aos 43 minutos do segundo tempo.

 “Vou encerrar a carreira neste clube”, afirmou o atacante, em entrevista ao repórter Carlos Ferreira, da Rádio Catedral FM de Juiz de Fora.

Empate era derrota

Arte do Toque de Bola em homenagem ao Tupynambás

O primeiro tempo terminou 1 a 0 para o Tupynambás, gol assinalado por Yan, aos 26 minutos do primeiro tempo, após jogada de Richard. Na etapa final, logo aos sete minutos, Jonathan Obina empatou, cobrando pênalti muito contestado pelo zagueiro Gustavo Japa.

 Guarani pela frente

  As finais do Módulo 2, também em duas partidas, serão diante do Guarani, de Divinópolis, que perdeu em casa para o Uberaba por 1 a 0 – havia vencido o jogo de ida, no campo do adversário, pelo mesmo placar e avançou pela melhor campanha na primeira fase.

 Pressão “provocada” 

  O dirigente do futebol do Baeta, Alberto Simão, revelou após a partida que utilizou uma estratégia antes da partida, para evitar que os jogadores mais jovens do elenco sentissem a pressão da torcida adversária – o estádio recebeu ótimo público. Quando a delegação juiz-forana chegou ao estádio, o ônibus parou de modo que os atletas teriam que passar bem perto do torcedor anfitrião. “Comunicamos à Polícia e fomos acompanhados. Acho que foi importante”, observa Simão.

  Além de Ademilson, outro veterano e também ex-carijó foi fundamental para que o time mantivesse a calma após o gol de empate – o resultado daria a vaga ao América: o goleiro Glaysson, que já atuava em time de veteranos do Cruzeiro quando recebeu convite para voltar a jogar profissionalmente pelo clube do bairro Poço Rico.

 O meia Filipinho, destaque em alguns jogos do time no Estádio Mário Helênio, sofreu contusão e foi substituído por Bilu ainda no primeiro tempo da partida.

 

Texto: Toque de Bola, com informações das emissoras Rádio Catedral JF, Rádio Globo JF e Rádio 98 Teófilo Otoni

Arte: Toque de Bola

Foto: Tupynambás


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


13 out 2018
Fim de Estadual! JF Vôlei termina sem vencer; Sada/Cruzeiro é campeão

11 out 2018
Semifinal! JF Vôlei encara Sada/Cruzeiro em Contagem pelo Mineiro

11 out 2018
Terceira etapa da Copa JF de Natação AABB-Panathlon 2018 é sucesso

10 out 2018
Detalhes tão pequenos… Baeta segue com Alberto e acerta ponteiros na segunda

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.