JF Vôlei não soma pontos diante do Sesi-SP (3 a 1) e já recebe Taubaté na quinta

JF Vôlei vence um set diante do Sesi, mas não consegue pontuar na Superliga

  A chuvosa noite de sábado, dia 3, em Juiz de Fora veio acompanhada de mais um resultado negativo para o JF Vôlei: 3 sets a 1 para a forte equipes do Sesi-SP, vice-líder da Superliga masculina 2017/18, no ginásio da Faculdade de Educação Física – Faefid – da UFJF.

  A equipe de Henrique Furtado teve revés idêntico nos dois primeiros sets, que terminaram com vitória do Sesi por 16 a 25. O terceiro parcial trouxe uma melhora ofensiva da equipe de Juiz de Fora, que venceu por 25 a 23. Desempenho que não foi mantido no quarto e último set, resultando em parcial de 17 a 25.

  Com o resultado, o sexteto juiz-forano segue em situação delicada na competição, ocupando a penúltima colocação. Os quatro times com pontuação mais baixa são: Montes Claros, 13 pontos, Ponta Grossa/Caramuru, 11, JF Vôlei quatro e Maringá, dois pontos.

  De acordo com o regulamento, os dez primeiros colocados ao final da fase de classificação estarão garantidos na divisão de elite da próxima temporada. Caso termine em 11º ou 12º, o time local dependeria de alguma desistência de alguma equipe (ou patrocinador de um sexteto), o que não é incomum, para prosseguir na Superliga em 2018/19.  

  O próximo jogo do JF Vôlei está marcado para quinta-feira, dia 8, novamente no ginásio da Faefid, 19h30, diante do Taubaté (SP).

Classificação da Superliga após a quarta rodada do returno. Clique sobre a imagem para ampliar

EQUIPES

JF VÔLEI – Adami, Emerson, Bruno, Rômulo e Rammé e Leozinho. Líbero – Juan

Entraram – Welinton, Felipe, Raphael. Técnico: Henrique Furtado

SESI-SP – William, Alan, Aracaju, Lipe, Douglas Souza, Lucas. Líbero – Murilo 

Entraram –  Franco, Evandro, Vaccari. Técnico: Rubinho

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 17/18

Quarta rodada do returno – Resultados:

Resultados da quarta rodada do returno. Clique sobre a imagem para ampliar

02.02 (SEXTA-FEIRA) – Minas Tênis Clube (MG) 3 x 0 Vôlei Renata (SP), às 18h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (29/27, 25/22 e 25/17)

03.02 (SÁBADO) – JF Vôlei (MG) 1 x 3 Sesi-SP, às 18h, no ginásio da UFJF, em Juiz de Fora (MG) (16/25, 16/25, 25/23 e 17/25)

03.02 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 0 Ponta Grossa Caramuru (PR), às 19h, no ginásio do Riacho, em Belo Horizonte (MG) (25/16, 31/29 e 25/23)

03.02 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) 3 x 2 Corinthians-Guarulhos (SP), às 19h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) (25/23, 24/26, 21/25, 26/24 e 15/13)

03.02 (SÁBADO) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) 0 x 3 Sesc RJ, às 19h, no Chico Neto, em Maringá (PR) (17/25, 19/25 e 20/25)

03.02 (SÁBADO) – Lebes Canoas (RS) 2 x 3 EMS Taubaté Funvic (SP), às 21h30, no ginásio Perinão, em Gramado (RS) (27/25, 19/25, 23/25, 25/22 e 11/15)

 

 Entrevistas

  Depois do jogo, o treinador e o atleta Bruno conversaram com os jornalistas.

   Confira trechos das entrevistas:

Henrique Furtado

Agenda do JF Vôlei no returno da Superliga. Clique sobre a imagem para ampliar

 O que falta para aliar o bom desempenho, como o que a equipe teve no terceiro set, aos resultados?

“Sempre falta alguma coisa. É um momento de evolução. Acho que em muitos jogos nosso sistema ofensivo poderia ter rendido mais, fomos muito bem na recepção e no bloqueio, mas faltou o ataque. Mesmo em derrotas, mostramos coisas interessantes, coisas que talvez não cheguem ao olhar do público, como uma mudança de posicionamento de alguns jogadores, uma condução diferente no ataque, e isso é muito positivo. É interessante para que possamos seguir na busca pela décima colocação.”

No quarto set, mesmo após um erro, foi possível observar você incentivando os jogadores e aplaudindo. Foi uma percepção dessa evolução também?

“Minha conduta foi realmente de dar apoio, porque senti eles o tempo todo motivados, ofensivos, muito dedicados na partida, e é meu papel jogar junto com eles. Acho que a torcida fez uma coisa muito especial, que foi nos apoiar sempre, mesmo quando estávamos atrás no placar, e isso nos ajudou bastante. Mostrei para eles que eu estava jogando junto.”

Bruno

Jogos da quinta rodada do returno. Clique sobre a imagem para ampliar

O que deve mudar para a próxima partida, contra o Taubaté, quinta feira (dia 8), em Juiz de Fora?

“Acho que os erros. Corrigir os erros. São equipes parecidas, o Taubaté, assim como o Sesi possui ótimos levantadores e atacantes, oposto, então temos que corrigir os erros.”

Quão frustrante é para você, que estava no grupo da temporada passada, ver que no mesmo período, há um ano, vocês estavam brigando pela classificação e esse ano as coisas não dão certo?

“Eu vejo da seguinte forma: temos um grupo muito bom, é claro que a situação não é das melhores, não é confortável, e muito diferente da temporada passada. Temos que focar em vencer o máximo de jogos possível.”

 

 

 

Texto: Toque de Bola

Foto: assessoria JF Vôlei

Informações complementares: site da Confederação Brasileira de Voleibol

Artes: Toque de Bola, com informações do site da CBV

 

Deixe seu comentário