Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

  Se na sexta-feira, dia 19, foi o momento de receber candidatos a talentos do basquete, a semana começa com atenções voltadas ao futebol na Faculdade de Educação Física da Universidade federal de Juiz de Fora.

  De terça-feira, dia 23, a sexta-feira, dia 26, as principais orientações são: levar a chuteira para campo soçaite e gramado e ficar atento aos horários, divididos por faixas de idade:

sub-11 (garotos até 11 anos de idade, nascidos em 2007 e 2008),

sub-13 (nascidos em 2005 e 2006)

sub-14 (nascidos em 2004)

sub-15 (nascidos em 2003) e

sub-17 (nascidos em 2002 e 2001).

   O professor Marcelo Matta, coordenador do Futebol UFJF, revelou ao Toque de Bola os objetivos das seletivas: “O propósito é observar novos futebolistas e aqueles que apresentarem potencial esportivo convidá-los a integrar o plantel da categoria relativa à sua idade”.

   JF Futebol

   Entre as novidades desta temporada, confirma: “A partir deste ano vamos disputar as competições pela ASEPEL, mas com o nome fantasia JF Futebol. Está na nossa programado participarmos dos campeonatos municipais, organizados pela Liga de futebol de Juiz de Fora, e Campeonato Mineiro pela Federação Mineira de Futebol.”

   Em competições anteriores, houve uma parceria entre UFJF e Uberabinha para a disputa dos Estaduais sub-15 sub-17. Na temporada que se inicia, cada um segue o seu projeto. O Uberabinha já confirmou que disputará os Estaduais das mesmas categorias.

  Futsal e outras ações

  Sobre os trabalhos voltados às escolinhas de futsal da UFJF, Matta disse que “daremos sequência na estruturação deste projeto. Paralelamente, teremos ações acadêmicas, como por exemplo curso de árbitro em parceria com a Liga, cursos de capacitação para treinadores e clínicas de treinamento para jogadores da cidade, em parceira com clubes de futebol do Brasil. Atualmente a ASEPEL tem quatro projetos esportivos aprovados em em Leis do Incentivo, sendo dois no Estado (ICMS ) e dois no Ministério dos Esportes (imposto de renda). Acredito que até abril teremos mais um aprovado.”

  De forma geral, o professor destaca que o trabalho “continua com a perspectiva de melhorar nossas estruturas, nossa funcionalidade, nossa formação de recursos humanos na UFJF e de atletas.”

 

Texto: Toque de Bola

Arte: Divulgação

Deixe seu comentário