16 out 2017

Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice



   

ADJF: décimo sexto título nos JIMI

  A equipe masculina de handebol da ADJF-Apogeu foi a Lavras e sagrou-se campeã da Etapa Estadual dos Jogos do Interior de Minas (JIMI). Representando Juiz de Fora, a equipe venceu Ponte Nova por 42 a 31 na final, no domingo, dia 15, garantindo mais uma  medalha de ouro para a coleção.

  Como a entidade mantém uma longa hegemonia na modalidade, a pronúncia do título é até complicada: hexa-deca-campeã. “Tradução”: foi o décimo sexto título juiz-forano na competição, sendo o oitavo consecutivo. O time feminino, que trouxe o vice, contabiliza sete canecos levantados.

   O treinador da equipe, Carlos Dias, fez questão de ressaltar que o resultado não é de agora. Segundo ele, o troféu vem em consequência de um trabalho desenvolvido há alguns anos.

 “Isso se deve ao trabalho iniciado já no final dos anos 2000, e que nos últimos anos amadureceu tecnicamente e taticamente por nossas participações em eventos nacionais, enfrentando adversários conceituados no cenário brasileiro. Esse ano optamos por valorizar nossos jovens valores, e a manutenção de uma base dos mais experientes, que se mostraram preparados. Essa conquista significa a consolidação de um trabalho”, avalia.

  O treinador comentou também sobre a partida, e disse que os jogadores procuraram focar no desgaste do adversário. Até por isso a diferença no placar ficou larga. “Foi um primeiro tempo muito equilibrado. Já no segundo, impusemos um ritmo mais forte de defesa, e consequentemente procuramos acelerar o jogo de transição da zona defensiva para a ofensiva. Isso porque a equipe de Ponte Nova teve uma semifinal mais desgastante do que a nossa. Sendo assim, impusemos nosso jogo e conquistamos a vitória. Se observados os resultados da fase classificatória e semifinal, o resultado não fugiu ao que produzimos na competição. Nos ofereceram um primeiro tempo difícil, mas nossa imposição física, técnica e tática fez o resultado”, analisou.

 Veja, abaixo, relação de atletas que defenderam o handebol da cidade na final dos JIMI 2017. Clique sobre a imagem para ampliar

 

   Feminino em segundo

Handebol feminino: ADJF, com equipe jovem, fica com o vice

  Já a equipe feminina ADJF/Apogeu também chegou à decisão, mas acabou derrotada por Governador Valadares pelo placar de 26 a 22, terminando com o vice-campeonato.

  A atleta Tuany Ferreira, de Juiz de Fora, se destacou e foi a artilheira, com 44 gols marcados no torneio.

  Na etapa, disputada entre 11 e 15 de outubro na cidade de Lavras, interior do estado, e além do handebol, ainda houve competição em basquete, futsal e vôlei. 

   “No feminino, optamos em utilizar as atletas campeãs cadete e juvenis mineira de 2017 para disputarmos os JIMI, com média de idade de 19 anos. E com a entrada de quatro a cinco atletas adultas, conseguimos nos manter competitivos e entre os quatro melhores do estado. O título não veio por detalhes. No geral os resultados obtidos atingiram plenamente nossos objetivos”, completou o treinador, que também esteve à frente do time das meninas.

Veja, abaixo, atletas que representaram Juiz de Fora na fase final dos JIMI, em Lavras. Clique sobre a imagem para ampliar

 

Clique aqui e veja o Boletim 6 (final) do handebol na etapa de Lavras

 

    No Mineiro, ADJF avança

Guilherme Oliveira, jogador do ADJF

  No final de semana anterior aos JIMI, o ADJF conquistou o primeiro lugar na fase classificatória do Campeonato Mineiro de Handebol, confirmado com triunfo sobre Pompéu/Abesc (BH) por 26 a 25 na manhã de domingo, dia 8, no ginásio do Tupynambás Football Club.

   O jogo foi acirrado do início ao fim com as duas equipes lutando em quadra e os dois times vibrando a cada jogada realizada. Com o placar em 24 a 22, os instantes finais foram de muita emoção. Os anfitriões foram eficientes no momento final e fecharam em 26 a 25.

   De acordo com Dias, o foco do grupo era conquistar a classificação: “O objetivo era classificar e conseguimos o primeiro lugar”, frisa o treinador. 

   Guilherme Oliveira, jogador do ADJF, mostrou-se satisfeito com a vitória e o primeiro lugar, mas admitiu que a equipe ainda precisa evoluir em alguns aspectos: Ganhamos por causa da nossa determinação, porque taticamente nosso time deixou a desejar, fizemos um jogo muito individual, e nos jogos, o ideal é trabalhar em grupo e ter um pensamento coletivo”. 

  Para o treinador, “o objetivo é de sempre prosperar. Somos a equipe com maior número de títulos no Campeonato Mineiro e nos Jogos do Interior de Minas. Pretendemos manter a hegemonia em 2017″.

  O técnico também aguarda a confirmação de Juiz de Fora como sede das finais da competição estadual, em novembro.

  

Texto: Toque de Bola, com informações complementares da coordenação do evento

Fotos: ADJF/Divulgação

 

 

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


18 out 2018
Superliga masculina 2018/2019: veja tabela, novidades e projeções

18 out 2018
Primeiro Tu-Tu! Times de JF na elite mineira se reúnem com a SEL

18 out 2018
Tupynambás: objetivo é manter-se na elite do Campeonato Mineiro

18 out 2018
Para trás e para a frente! Tupi ainda tem dívidas, mas já pensa em 2019

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.