Futsal Tupi digere eliminação na Copa do Brasil: “O ano ainda não acabou”, diz Biaggi. Com vídeo no Toque

  “Foi bom pelo aprendizado”.  Esta é a avaliação do treinador do Tupi, Henrique Biaggi, após a eliminação da equipe na Copa do Brasil de Futsal, no domingo, com a derrota de 4 a 1 para o Álvares Cabral (ES) – no jogo de ida, a equipe capixaba havia vencido, por 6 a 3.

  Veja gols e lances da partida, na cobertura do Toque de Bola:

   Confira o que Biaggi disse, em entrevista ao Toque de Bola

  Adversário

  Sempre trabalhamos o sistema ofensivo, que é um dos nossos pontos fortes, sabendo que a equipe deles defendia muito baixo e isso nos causou algumas dificuldades. Fomos pouco eficientes. No final tivemos que arriscar, mas sem êxito.

Goleiro-linha

   O tempo para colocar o goleiro linha é muito relativo. Como deu certo no último jogo e treinamos bastante essa situação de jogo, tenho que confiar naquilo que foi trabalhado. O time deles teve um expulso e não conseguimos nos aproveitar dessa superioridade numérica. Faltou calma para acertar a finalização.

  Desfalques

  Sentimos a ausência de alguns desfalques importantes como o Thiago, um dos jogadores mais importantes do elenco, que já passou pelo Minas e tem bastante experiência, e o Digão, que tem um estilo que facilita o nosso jogo ofensivo. Tentamos mudar, criamos bastante chances, mas não conseguimos marcar.

  Não comandar o time da quadra

  Foi muito ruim. Doeu ficar de fora de um jogo decisivo, precisava de todas as pessoas envolvidas no projeto. Vou procurar não me exaltar, para não prejudicar a equipe (nota da redação: o técnico foi expulso no jogo de ida, em Vitória, e por isso não pôde ficar no banco na partida de volta, da UFJF).

  Balanço 

   Começamos o projeto no ano passado e sempre buscamos o crescimento. Já nesse ano disputamos a primeira competição a nível nacional. Mas não fizemos uma preparação adequada. Houve erros administrativos. Precisamos melhorar a estrutura também, lembrando que não vivemos do futsal. Apesar disso tudo, foi bom pelo aprendizado, para não cometermos esses erros novamente.

  Futuro

  Temos os Jimi (Jogos do Interior de Minas) para disputar, o Mineiro do Interior e a Liga Sudeste, que conta com equipes nacionais. O ano ainda não acabou e vamos dar sequência a esse projeto com tranquilidade, para atingir objetivos maiores.

 

Tupi pressionou muito no primeiro tempo da partida

O segundo  jogo

   Os torcedores juiz-foranos acordaram cedo para acompanhar o Tupi na manhã de domingo, 28, pela Copa do Brasil de Futsal. Em um ginásio da UFJF lotado, o carijó recebeu o Álvares Cabral pela partida de volta das oitavas-de-final do torneio, mas não soube aproveitar o fator casa e perdeu por 4 a 1, sendo eliminado.

   Após a derrota de 6 a 3 no primeiro jogo, o Tupi já começou pressionando, tocando a bola e se movimentando bastante. Só a vitória interessava. Mas foi o time visitante que abriu o placar logo aos 2’12’’ com Gustavo Caetano. Após tabelar com o companheiro, o camisa 5 sai na cara do gol e limpa o goleiro para marcar.

    Restando 41 segundos para o fim do primeiro tempo o Álvares Cabral comete a sexta falta, e com isso o Galo vai para o tiro livre direto. O camisa 6, Lucas Cabeça, bate rasteiro, sem chances para o goleiro e empata em 1 a 1.

     À medida que a partida transcorria, o relógio era o principal inimigo do Carijó: os anfitriões precisavam de mais um tento para não serem eliminados no tempo regulamentar e forçar a prorrogação. Aos 32’, o adversário ficou com um a menos por uma falta dura na entrada da área, cometida pelo camisa 11 Lekão. Ele foi expulso e deixou o Tupi em vantagem numérica por dois minutos.

   A equipe mineira desperdiça várias chances e não se aproveita da expulsão. Restando pouco mais de quatro minutos para o fim da partida, o Carijó lança o recurso do goleiro-linha e acaba cedendo espaços.Quem chegou ao segundo gol foi o Álvares Cabral, com Olavo: 2 a 1.

    Desesperado, o Tupi se lança ao ataque, mas o autor do gol é expulso e complica ainda mais o Carijó, que, com um a menos, sofre o terceiro gol, o segundo de Gustavo Caetano na partida. Na comemoração, houve uma grande confusão entre jogadores, comissões técnicas das duas equipes e alguns torcedores, forçando a paralisação do  jogo. Em seguida ocorreu uma problema no cronômetro do ginásio, o que atrasou um pouco mais o reinício da partida.

    No último lance, o time capixaba marca mais um, com David Neves e fecha o placar em 4 a 1, eliminando Tupi em sua primeira participação em uma competição nacional.

   

Cabeça anotou o gol do Tupi na segunda partida entre as duas equipes

 Cabeça lamenta “partida ruim lá”

    Apesar da derrota, Lucas Cabeça, autor do único gol do Tupi na partida, ressalta a dedicação da equipe. “É muito difícil o nosso dia-a-dia, batalhamos muito, é um esforço de todos para estar aqui todos os dias, tem gente que trabalha. Por isso não é fácil aceitar essa derrota”, revela.

    Segundo o atleta, a partida de ida foi determinante para a eliminação do time. “Fizemos uma partida ruim lá no Espírito Santo e tivemos que correr atrás do resultado. O jogo era difícil pela proposta deles, que têm uma defesa boa, contam com um grande goleiro, que fez ótimas defesas hoje (domingo). Partimos pra cima, essa era a nossa proposta, mas infelizmente o goleiro estava inspirado e conseguiu classificar a equipe do Espírito Santo”, afirma. “Independente de qualquer coisa o ano ainda não acabou. Temos bastante competições pela frente e vamos honrar a camisa do Tupi de qualquer forma”, completa.

   O Tupi ainda disputa o Campeonato Mineiro, os Jogos do Interior de Minas (JIMI) e a Liga Sudeste.

Próximos confrontos

  De acordo com o site da Confederação Brasileira de Futsal, os próximos confrontos da Copa Brasil de Futsal serão os e seguintes:

Grupo I 

Atlântico (RS) ou Mafra (SC) x Karmélia (PB) ou Horizonte (CE)

No jogo de ida entre Mafra e Atlântico, disputado nesta terça-feira, a equipe catarinense, em casa, venceu por 4 a 3. A partida de volta está programada para segunda-feira, dia 5 de junho. Já no outro confronto, o Horizonte venceu a primeira partida e precisa de um empate contra o time da Paraíba.

Grupo J

Moita Bonita (SE) x Pague Menos (CE)

Grupo K

Evolution (RO) ou Abílio Nery (AM) x Tubarão (PA)

Grupo L

Álvares Cabral (ES) x Sorriso (MT)

 

Veja galeria de fotos do Toque de  Bola

 

Texto e fotos: Toque de Bola, com participação de Patrick Alves e Ayupe Júnior e edição Ivan Elias

Deixe seu comentário