09 jun 2017

Depois de quase desistir da Série C, Macaé “estreia em casa” diante do Carijó



    O início de ano do Macaé definitivamente não foi positivo.  Pelo Campeonato Carioca, a equipe sequer venceu uma partida. Na sequência, alegando falta de patrocínios, o clube ameaçou não disputar o Campeonato Brasileiro. Na Série C, com o elenco completamente reformulado, o Leão Alvianil conseguiu apenas uma vitória em quatro jogos e amarga a zona de rebaixamento. Em busca de tranquilidade na tabela, a equipe recebe o Tupi, neste sábado, às 15h, no Estádio Cláudio Moacyr (Moacyrzão).

   Quatro jogos, quatro pontos

  Em quatro partidas, o Macaé conseguiu somar apenas quatro pontos. A única vitória ocorreu na segunda rodada, diante do Bragantino, jogando em Bacaxá.  O time está na zona de rebaixamento, na nona colocação. Mesmo diante da situação, em entrevista ao Futrio.com, o zagueiro Sanchez projetou o clube longe do Z-2 e brigando pelo acesso:

   “Embora na zona de rebaixamento, estamos em uma constante evolução. Nosso início de competição está sendo difícil, pois estamos tendo muitos jogos fora de casa seguidamente, mas estamos disputando jogos de igual para igual. Com esse empate fora de casa adquirimos mais confiança. Com uma vitória contra o Tupi, não só saímos da zona de rebaixamento, como pode nos dar um lugar no G-4”.

    “Zerado” no Estadual

  Durante a disputa da Taça Guanabara, a equipe foi comandada pelo experiente Renê Simões até a quarta rodada. Até o final da Taça, não somou pontos. Na segunda metade do campeonato, pela Taça Rio, já com Toninho Andrade como treinador, o Leão Alvianil não conseguiu engrenar e novamente fez uma campanha ruim, totalizando dois pontos em seis partidas e fechando a competição em último lugar. Com 11 jogos e nenhuma vitória durante o Campeonato Estadual, a diretoria optou por mais uma troca e demitiu Toninho Andrade.

Estádio Moacyrzão, em Macaé

  Quase fora

  Após uma campanha vexatória no Campeonato Carioca, o Macaé teve dificuldades na manutenção de seus patrocinadores. Antes do início do torneio nacional, o presidente Mirinho chegou a cogitar a hipótese do clube não disputar a competição. Com o impasse na questão financeiro, o clube ainda teve problemas com a administração do estádio, que ainda não foi liberado para a disputa da Série C por questões estruturais.

   Liberação do estádio

   Por conta da falta de estrutura, o Estádio Cláudio Moacyr segue com sua situação indefinida. Na segunda rodada, como mandante, o clube teve que atuar em Bacaxá. Diante do Tupi, será a primeira partida literalmente em “casa”. Em entrevista ao Globoesporte.com, o presidente Mirinho disse que aguardava o laudo para a partida ser aberta ao público: “ O campo está lindo, arrumado, botaram alambrado… está tudo certo. Faltam só os laudos dos bombeiros. Eles ficaram de entregar na terça-feira. Já está tudo organizado, fizemos tudo o que pediram. O vestiário e o gramado estão excelentes. Já não está mais interditado, disse o mandatário”

   Se o laudo não chegar, o clube terá que atuar com os portões fechados.

 

Roy, treinador do Macaé, em sua passagem como treinador do Tupi

 Treinador ex-Tupi

  Com a participação na Série C garantida, a diretoria correu contra o tempo para reforçar o time. Para a função de treinador trouxe o experiente Antônio Carlos Roy, com passagens por Cabofriense, Madureira, Bangu, Rezende entre outros muitos clubes. Em 2012, Roy comandou o Tupi durante a reta final do Campeonato Brasileiro, que terminou com o rebaixamento do clube à Série D.

   Remanescentes

  Do elenco que disputou o Campeonato Carioca, apenas três jogadores permaneceram: o zagueiro Matheus Cambuci, o meia-armador Lepu e o atacante Yuri, que não atuou no Estadual por conta de uma lesão. Do time que estreou no Brasileirão, diante do Volta Redonda, apenas Lepu esteve presente durante a competição fluminense.

  Na quarta rodada, quando o Macaé visitou o Ypiranga-RS e ficou no empate por 1 a 1, a escalação do time fluminense foi: Luis Henrique; Valdir, Raphael Costa(Charles), Luis Felipe, Oton, Sanchez, Leonardo, Rodrigo Correa, Willeam Bernardo, Carlos Alberto(Igor) e Claudio Oliveira(Israel).

 

Texto:  Ayupe Júnior, estagiário, com  informações do Globoesporte.com e Futrio.com e supervisão de Ivan Elias

Fotos: Divulgação

 

 

 

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


11 dez 2018
Copa Zico Verão JF: entrevistas, resultados e próximos jogos

07 dez 2018
Esquentando! JF Vôlei faz amistoso e lança Superliga B 2019

06 dez 2018
Fotos exclusivas! Agraciados recebem Mérito Esportivo Panathlon 2018

03 dez 2018
Copa Zico Verão Juiz de Fora: última chamada!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.