JF Vôlei busca acordo para que atletas da equipe não tenham que deixar o Trade: “Preocupante”

  Preocupante. Essa é a definição da direção do JF Vôlei sobre a renegociação de contrato com o Independência Trade Hotel, onde atletas e parte da Comissão Técnica estão hospedados desde o início da temporada.

  “Estamos rediscutindo o contrato. Ouvindo a posição do hotel para discutir readequações”, afirma o diretor do JF, Maurício  Bara Filho. Questionado se a situação é alarmante, com risco iminente de que  a delegação tenha que deixar o hotel, Maurício não esconde o temor, mas prefere utilizar outra palavra: “Digamos preocupante por agora”.

   “Contrato desrespeitado”

  O gerente do hotel, Felipe Barros, em entrevista ao Toque de Bola, confirmou que há uma renegociação em andamento e alega que os termos do contrato não estão sendo  cumpridos. “A parceria tem que ser boa para os dois lados. Não temos o menor interesse que a delegação deixe o hotel, mas entendemos que o contrato está  sendo desrespeitado quanto às contrapartidas estipuladas”, revela.

    Felipe lembra que o hotel passou recentemente por mudanças administrativas e está revendo os contratos em andamento: “O grupo Victory vem honrando o contrato, os valores são altíssimos”. Sobre as contrapartidas, o empresário citou, entre outras coisas, que  a exposição da imagem do  hotel – como a logomarca na camisa da equipe – não estaria sendo veiculada da forma como foi acordada.

    Outra informação de Felipe é que o JF Vôlei teria se comprometido a buscar uma parceria com uma empresa do ramo de alimentação para aliviar um pouco as despesas consideradas altas do hotel.

   Sobre o prazo que a equipe teria para eventualmente deixar o hotel, Felipe reafirma que não há intenção em que o grupo saia, mas deixa claro que o Victory Hoteis vai buscar cumprir o que está determinado: “Se a cláusula do contrato disser que eles ficarão mais mais um ano, é mais um ano. Se disser que são só mais cinco dias, são cinco dias”.

Maurício Bara Filho e treinador Henrique Furtado, no dia em que foi anunciada a parceria entre a equipe local e o Sada Cruzeiro
Maurício Bara Filho e treinador Henrique Furtado, no dia em que foi anunciada a parceria entre a equipe local e o Sada Cruzeiro

  Dirigente crê em solução

  Maurício Bara Filho revela  que a questão da exposição da imagem pode ser discutida, sim, e, por exemplo, a logo ganhar destaque maior na camisa da equipe. Sobre a empresa  de alimentos, o diretor da equipe  confirma: “Estamos de fato buscando essa parceria, mas não conseguimos fechar  até o momento”.

   O dirigente acrescenta que a parceria entre o JF Vôlei e o grupo de hoteis é antiga (desde 2011, primeiro ano de participação local na Superliga) e experimentou diferentes formatos até se chegar ao modelo  em vigor. Ele concorda com a necessidade de readequar as condições, até para evitar que qualquer aspecto extra-campo comprometa o bom desempenho da equipe – o JF cumpre a melhor campanha em seis anos de participação local, ocupando,  após nove rodadas, de um total de 22, a sexta colocação – os oito primeiros lugares disputarão os playoffs, situação que a cidade jamais alcançou na competição.

  “Não  há como negar. O que nos manteve na Superliga nesta temporada, além, claro, do acordo com o Sada Cruzeiro, foi a ampliação dessa parceria com o Independência Trade Hotel. Temos interesse em buscarmos juntos uma solução”.

  De  acordo com o dirigente, são cerca de 18 pessoas que ficam concentradas no hotel, entre atletas e membros da Comissão Técnica. Inicialmente, o  acordo prevê que as acomodações do  hotel sejam ocupadas pelo grupo até o final de maio, quando termina a disputa da Superliga.

  Jogo antecipado

  A próxima  partida do JF Vôlei foi antecipada. A data e o local estão mantidos – sábado, dia 17, no ginásio da Faculdade de Educação Física (Faefid), na UFJF. O horário é que mudou.  Inicialmente marcado para 18h,o encontro irá começar às 13h30. A alteração, segundo informa o JF, se deve à transmissão ao vivo pelo SporTV.

Reunião

     Informação atualizada: nova reunião entre as partes ocorreu na tarde quarta-feira, 14.  Ouvidos novamente pelo Toque de Bola, o dirigente do JF Vôlei revelou: “Passamos informações e estamos aguardando”. Já o gerente observou que foi uma conversa um pouco mais aprofundada e que a sugestão do JF para um acordo será avaliada pela direção do grupo de hoteis.

Texto: Ivan Elias –  Toque de Bola

Foto:  Arquivo Toque de Bola

O Toque de Bola é  administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Deixe seu comentário