Copa Bahamas: Cruzeirinho, Sport e Bonsucesso buscam o caneco nos pênaltis. Veja vídeos nas redes sociais do Toque

  Foram roteiros diferentes e o mesmo final. com direito à chegada de Papai Noel na ensolarada manhã de domingo, 11, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.  A definição dos três últimos títulos da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador terminou da mesma forma: na marca do pênalti.

  Cruzeirinho, na  categoria  Adulta, Bonsucesso, na dente-de-leite (sub-11), e Sport, na Mirim (sub-13), só tiveram como festejar depois de superar o tempo regulamentar e os pênaltis. Com bola rolando, os resultados foram Cruzeirinho 2 x 2 Arsenal, Bonsucesso 0 x 0 Sport e Sport 1 x 1 Estrela do Futuro, reforçando a teoria que chegar às finais da Copa coloca as equipes em situação de  muito equilíbrio.

 

  Cobertura nas redes sociais

    Veja vídeos de gols e momentos decisivos das três partidas nas redes sociais do Toque de Bola, na cobertura especial com apoio de Plasc e Hiperroll Embalagens.

Siga o Toque também no  face https://www.facebook.com/toquedebola/

No Instagram https://www.instagram.com/toquedebolajf/

No  Twitter https://twitter.com/toquedebolajf

Misto Quente Comunicação

A final adulta entre Cruzeirinho e Arsenal encerrou, em domingo ensolarado no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, a edição 2016 da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador
A final adulta entre Cruzeirinho e Arsenal encerrou, em domingo ensolarado no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, a edição 2016 da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

 

   A Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador é coordenada pela Secretaria de Esporte e Lazer de Juiz de Fora, com patrocínio do Bahamas e apoio de GSport,  Pepsi, Farinha Rosa Branca, Sadia, Vilma Alimentos, Café  Bom Dia, Brahma, Brilhante, Perdigão, Marilan e Bahamas Card.

     É considerada a maior competição do gênero no País.

 

 Final Mirim: Sport 1 x  1 Estrela do Futuro – nos pênaltis, Sport campeão

 Na primeira decisão do dia, os  gols saíram no segundo tempo. No tento do Sport, depois de jogada pela esquerda, a bola acabou chegando para Robert, na direita. Da intermediária, ele decide arriscar um lançamento para a área. A bola passa por todo mundo e ganha as redes do adversário.

  O Estrela do Futuro empata em sua jogada característica: arrancada em velocidade pela esquerda. Whallyson recebe em condição legal e ninguém consegue detê-lo no caminho até a grande área. Daí, é só tirar do alcance do goleiro e sair para o abraço.

 Nos penais, brilhou a estrela do goleiro João Victor. “Catou muito, véio”, disseram seus companheiros. Nas arquibancadas, as torcidas das duas equipes não deixaram de incentivar por um instante sequer a garotada.

“A equipe se portou muito bem, trabalhando bem a bola,  jogando com segurança e mantendo o controle  da partida. Criou poucas chances de gol, mas não sofreu riscos. Conseguiu abrir o placar, continuou chegando mais, mas numa falha sofreu um gol no contra-ataque. Méritos também do atacante adversário. Ficamos satisfeitos porque fizemos uma boa partida dentro do que planejamos para essa final”, disse ao Toque de Bola o treinador do Sport, Ramon de Oliveira Moreira, ao lado de Rodrigo Cesar Moreira Santos e Marco Aurélio Sobreira de Paula na Comissão Técnica.

 

Fotos  Final Mirim

20161211_083438

20161211_083541

20161211_083559

20161211_083609

20161211_083634

20161211_083651 20161211_083720

20161211_083731

20161211_084225

20161211_084234

20161211_084718

20161211_085609

20161211_090135

Taça de campeão mirim ao Sport Club Juiz de Fora
Taça de campeão mirim ao Sport Club Juiz de Fora

 

Taça de vice-campeão mirim ao Estrela do Futuro
Taça de vice-campeão mirim ao Estrela do Futuro

 

João Victor Caniato Moreira, camisa 1 do Sport: decisivo nos tiros livres
João Victor Caniato Moreira, camisa 1 do Sport: decisivo nos tiros livres

 

Bernardo Cal, camisa 17 do alviverde, converteu a cobrança de pênalti que levou o caneco para o clube da avenida Rio Branco
Bernardo Cal, camisa 17 do alviverde, converteu a cobrança de pênalti que levou o caneco para o clube da avenida Rio Branco

 

Whallyson, camisa 11 do Estrela do Futuro, empatou e levou definição para os tiros livres
Whallyson, camisa 11 do Estrela do Futuro, empatou e levou definição para os tiros livres

 

Robert, camisa 10 do Sport, fez o gol do time no tempo regulamentar
Robert, camisa 10 do Sport, fez o gol do time no tempo regulamentar

 

  Final Dente de Leite: Bonsucesso 0 x  0 Sport – nos pênaltis, Bonsucesso campeão

  Na decisão da menor faixa de idade da competição – a dente de leite reúne atletas de no máximo 11 anos – coube ao Sport a iniciativa das ações ofensivas. O Bonsucesso, admitindo a força do adversário, assumiu claramente a estratégia de buscar o título no contra-ataque:  “Eles têm uma ótima equipe”, explicou, após o jogo, Bruno Motta, o Piuí, da  Comissão Técnica do clube da Zona Norte, ao lado do ex-jogador do Tupi, Walmir de Lima e de Elton Franco Dias.

  Se no tempo regulamentar, dois períodos de 20 minutos cada, o alviverde não conseguiu passar por um bloqueio também alviverde – as cores do Bonsucesso são verde e branco, restou conhecer os donos da taça na marca da cal.

  Com um detalhe: a baliza nesta categoria é menor que a baliza dos “marmanjos”. Talvez essa informação ajude a explicar porque foi difícil superar os arqueiros. Melhor para o Bonsucesso, que marcou 2 a 1 nas cobranças e festejou bastante.

   A frase ouvida após a primeira disputa de tiros livres voltou: “Catou muito, véio”, disseram também os meninos do Bonsucesso, que prestaram homenagem ao zagueiro Marcelo, cria do clube da Zona Norte, falecido tragicamente no voo que levava a Chapecoense para a disputa da final da Copa Sul-Americana,  em 22 de novembro.

   “Tivemos muita dificuldade no primeiro tempo devido à boa marcação do adversário. No segundo, melhoramos e tivemos as melhores chances do jogo, nas quais o goleiro deles foi feliz. Nos pênaltis, acho que o nervosismo fez com que os batedores não batessem com a mesma precisão dos treinos”, analisou Rodrigo Moreira, que dirigiu a equipe do Sport na final. uma vez que o treinador Diego estava em viagem com o time de futsal sub-10.

Fotos Final Dente de Leite

20161211_092616

 

20161211_092743

 

20161211_092931

Taça de campeão dente de leite 2016 ao Bonsucesso Futebol Clube
Taça de campeão dente de leite 2016 ao Bonsucesso Futebol Clube

 

Taça de vice-campeão dente de leite 2016 ao Sport Club Juiz de Fora
Taça de vice-campeão dente de leite 2016 ao Sport Club Juiz de Fora

 

Gustavo Henrique dos Santos Silva, goleiro do Bonsucesso, foi muito festejado por seu desempenho nos tiros livres
Gustavo Henrique dos Santos Silva, goleiro do Bonsucesso, foi muito festejado por seu desempenho nos tiros livres

 

Kit dos patrocinadores também para João Vitor, camisa 7 do Sport
Kit dos patrocinadores também para João Vitor, camisa 7 do Sport

 

Camisa 10 do Bonsucesso, Gabriel, recebe premiação após a partida: ele marcou o gol do título
Camisa 10 do Bonsucesso, Gabriel, recebe premiação após a partida: ele marcou o gol do título

 

Gustavinho, camisa 11 do Sport, teve atuação destacada na decisão
Gustavinho, camisa 11 do Sport, teve atuação destacada na decisão

 

 

  Final Adulta: Cruzeirinho 2 x 2 Arsenal Mundo Novo  – nos pênaltis, Cruzeirinho campeão

  Na final adulta, o roteiro não lembrava em nada o dos dois primeiros “capítulos” da rodada decisiva. Logo no primeiro tempo, passados os  instantes iniciais, o Cruzeirinho tomou conta do jogo e marcou duas vezes. Jean abriu o placar e Robson ampliou pouco depois, dando a impressão ao bom público no Estádio Mário Helênio que os pênaltis das decisões anteriores não seriam necessários.

  O Arsenal, no entanto, teve forças. Ainda na etapa inicial, aproveitando passe em profundidade, o atacante Marcus Vinícius chegou primeiro que a zaga adversária e diminuiu para  2 a 1.

  O segundo tempo mal havia começado e o Arsenal encaixou um contra-ataque “de manual”. Na conclusão, lá estava novamente Marcus Vinícius, em chute rasteiro, para igualar em 2 a 2.

  O Cruzeirinho passou a contar com boas peças de reposição, que saíram do banco de reservas, como o ex-jogador do Tupi, Fabiano Guru, e retomou o controle da partida. Aparentando estar com melhor condicionamento físico, dominou a metade final do segundo tempo, mas sem conseguir o gol que valeria o título. 

  Na cobrança das penalidades, a frieza do goleiro Waltencler, o Keko, e um capricho do destino acabaram levando o caneco, assim como ocorreu em 2015, no estádio do  Tupynambás,  novamente para Cruzeirinho. Marcus Vinícius, justamente o carrasco do tempo regulamentar, perdeu sua cobrança, assim como Leonardo. Pelo time campeão, apenas Luis Humberto não converteu a sua chance. Final: Cruzeirinho 4 a 3, marcando para os campeões Wendel, Romerito, Lucas Vianna e Cristian. Pelo Arsenal, os goleadores foram Luiz Fernando, Maykon e Wallace.  

  O quarteto de  arbitragem na rodada final da competição contou com José Vieira (apitou a decisão  adulta), Alex Barbosa (final dente de leite), José Maria da Silva Pereira  (decisão mirim)  e Rodrigo Aguiar, do quadro da Liga de Futebol de  Juiz de Fora.

Fotos Final Adulta

20161211_114635

20161211_111306

 

20161211_111257

20161211_111239

20161211_111224

20161211_110834

 

Tatá, do Cruzeirinho, recebe premiação dos patrocinadores pelo gol decisivo na cobrança dos pênaltis
Tatá, do Cruzeirinho, recebe premiação dos patrocinadores pelo gol decisivo na cobrança dos pênaltis

 

Keko Duque, goleiro do Cruzeirinho: frieza e “estrela” no momento dos tiros livres
Keko Duque, goleiro do Cruzeirinho: frieza e “estrela” no momento dos tiros livres

 

Marcus Vinícius, camisa 9 do Arsenal Mundo Novo, anotou os dois gols de sua equipe no tempo regulamentar
Marcus Vinícius, camisa 9 do Arsenal Mundo Novo, anotou os dois gols de sua equipe no tempo regulamentar

 

Camisa11 do Cruzeirinho, Xororó, foi um dos destaques da final adulta
Camisa 11 do Cruzeirinho, Xororó, foi um dos destaques da final adulta

 

Taça de campeão adulto 2016 ao Cruzeirinho
Taça de campeão adulto 2016 ao Cruzeirinho

 

 

   Chegada do Papai Noel

   Antes da final adulta, o Bahamas promoveu a chegada do Papai Noel, de helicóptero. Ele pousou bem no centro do gramado e fez a alegria da  criançada, permanecendo depois para  tirar fotos com centenas de pequenos e grandes torcedores.

   Papai Noel foi recepcionado pelo Prefeito reeleito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira, e pelo diretor do Grupo Bahamas, Paulo Roberto Lopes.

Fotos do Papai Noel no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio

20161211_110051

20161211_110057

20161211_110345

20161211_110418

20161211_111331

 

Texto e  fotos: Toque  de Bola

O Toque de  Bola é administrado  pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

 

Deixe seu comentário