Federação acredita que Campeonato Mineiro 2017 possa chegar ao recorde de R$ 40 milhões em cota de TV

Em arbitral realizado na tarde desta sexta-feira na sede da Federação Mineira de futebol (FMF), representantes dos clubes que vão disputar o Campeonato Mineiro de 2017 decidiram pela manutenção do regulamento adotado nas última seis edições da competição.

Na fase classificatória, os clubes vão jogar entre si em turno único. Os quatro melhores classificados se garantem na semifinal, enquanto que os dois últimos serão rebaixados para o Módulo II. O Estadual vai acontecer entre os dia 29 de janeiro e 7 de maio.

Só clube de Três Corações não enviou representante
Só clube de Três Corações não enviou representante

Faltou um

Participaram da reunião dirigentes de Atlético, Cruzeiro, América, Villa Nova, URT, Democrata-GV, América-TO, Tupi, Caldense Tombense e Uberlândia. O único clube que não mandou representante foi o Tricordiano.

Capacidade

Nas fases semifinal e final do Campeonato Mineiro de 2017, os estádios precisam ter capacidade para 10 mil torcedores. Se duas equipes do interior forem eliminadas na semifinal, o campeão do interior será definido em jogos de ida e volta.

Data do laudo

Os 12 clubes participantes do Campeonato Mineiro vão ter até o dia 17 de janeiro para enviar à FMF o laudo liberando os estádios para receber os jogos pela competição. Também ficou definido que o preço mínimo do ingresso para as partidas será de R$ 10.

Penalty Campo Pró S11 será a bola oficial do Mineiro 2017. Foto: FMF
Penalty Campo Pró S11 será a bola oficial do Mineiro 2017. Foto: FMF

Fórmula de sucesso

“A fórmula de disputa  é um grande sucesso e foi reconhecida pela Confederação Brasileira de Futebol, que espera que ela sirva de inspiração para outras federações do país. Conseguimos conciliar partidas entre todos os participantes com mata-mata e agradamos aos torcedores e clubes”, afirmou o presidente da FMF, Castellar Guimarães Neto.

  Cota de Televisão

  O presidente da FMF afirmou que na próxima temporada o valor da cota de televisão deverá ser recorde para os clubes que disputam o Campeonato Mineiro. “Ainda estamos negociando com a empresa que detém os direitos de transmissão dos jogos, mas o valor poderá chegar a R$ 40 milhões”, declarou Castellar Neto. Nesta temporada, os clubes receberam R$ 28 milhões.

 Consultoria

O presidente da FMF também adiantou que a entidade vai contar com uma empresa de consultoria para ajudar os clubes na questão referente a manutenção dos gramados dos estádios. “Com este auxílio, nós também seremos mais exigentes com nossos filiados”, declarou o dirigente.

Gol de Hiroshi em Tupi 1 x 1 Caldense, última partida do Carijó no Campeonato Mineiro 2016, em 10 de abril
Gol de Hiroshi em Tupi 1 x 1 Caldense, última partida do Carijó no Campeonato Mineiro 2016, em 10 de abril

 

Texto: Antônio Anderson SuperFC  – O  Tempo – Belo  Horizonte

Fotos da reunião:  site da Federação Mineira de Futebol

Foto  arquivo:  Felipe Couri e Leonardo Costa/Tupi

Edição: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

 

 

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário