Estatísticas comprovam desempenho fraco do Tupi na Série B. Vitória sobre o Paraná “alivia” um pouco os números

A Série B chegou ao final e o rebaixamento do Tupi é a prova de que o desempenho da equipe deixou a desejar. O time terminou a competição na 18ª posição, com 33 pontos em 114 disputados, a frente apenas de Bragantino e Sampaio Corrêa. O saldo de gols negativo também reflete que houve problemas na defesa e no ataque.

Vitória para as estatísticas

  Para quem acha que a vitória por 2 a 0 sobre o Paraná não serviu de nada, é porque não considerou as estatísticas. Ter vencido sem sofrer gols deixou o Galo na vice-lanterna do ranking de melhores defesas. O Galo ficou com um gol de vantagem sobre o Sampaio Corrêa. Enquanto os maranhenses sofreram 57 revezes, os mineiros tiveram suas redes balançadas em 56 oportunidades.

  A melhor – mas nem tão boa assim – estatística carijó se dá no ranking de melhores ataques. O Tupi marcou 40 vezes durante a Série B e assegurou a posição de número 12 na classificação por gols marcados. Sem os gols da última rodada, o Galo cairia para a 16ª posição e, por pouco, se salvaria do rebaixamento – isso se a classificação fosse medida pelas vezes em que se estufaram as redes adversárias.

Na despedida  da Série B, Tupi venceu o Paraná  fora de casa por  2 a 0
Na despedida da Série B, Tupi venceu o Paraná fora de casa por 2 a 0

Mal no início, meio e fim

Em busca de dados que deixariam o Galo fora da zona de rebaixamento, foi analisado o desempenho dos times no turno e returno. Na primeira parte do campeonato o Tupi somou 18 pontos, com apenas cinco vitórias em 19 jogos disputados. Esse retrospecto deixou o alvinegro na 18ª colocação.

Já na última metade o aproveitamento conseguiu ser menor. Nas 19 rodadas finais, o time de Santa Terezinha somou apenas 15 pontos – três vitórias, seis empates e dez derrotas – e também terminaria na 18ª posição se fosse considerado apenas o returno do Campeonato Brasileiro da Série B. Analisando separadamente, turno e returno, não daria para salvar o Galo.

Visita bem vinda

As equipes da Série B devem ter sorrido ao saber que seu próximo adversário viria de Juiz de Fora. O Tupi só não teve o pior aproveitamento como visitante porque somou um ponto a mais que o Sampaio Corrêa. Dos 57 pontos disputados longe de casa, o Galo conquistou apenas nove. Em 19 jogos foram 2 vitórias, três empates e 17 derrotas. O torcedor pôde soltar o grito de ‘gol’ em 16 oportunidades e lamentou os gols sofridos o dobro de vez.

Quando os jogos foram no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio a esperança por somar pontos foi maior. Se só fossem válidos os jogos como mandante, o Galo não teria sido rebaixado, já que foi o 15º melhor mandante – seis vitórias, seis empates e sete derrotas.

Ano novo, vida nova

Não adiantar lamentar os resultados negativos de 2016. O pensamento em Santa Terezinha já deve ser sobre 2017. O Tupi terá um ano complicado, disputando uma divisão que está cada vez mais disputada. No balanço do final de ano a diretoria falou sobre a passagem do alvinegro na Série B.

Balanço da Série B: Diretoria nega falta de planejamento

Balanço da Série B: Dificuldades financeiras em 2017

Vasco sem Jorginho

Nesta segunda-feira, 28, o  presidente do Vasco, Eurico Miranda, anunciou a saída do treinador Jorginho e  do auxiliar técnico Jorginho. Em coletiva com diversas críticas aos veículos de  comunicação representados na entrevista, disse que a primeira condição para escolher  o próximo comandante em campo é simples:  “O treinador tem que querer vir para o Vasco, tem que saber que é uma honra treinar o Vasco”. Sobre as  vaias direcionadas a ele  sábado,  mesmo com a vitória sobre o Ceará, no Maracanã, declarou: “Estou no Vasco porque o Vasco precisa de mim. No dia em que entender que o Vasco não precisa mais de mim, não fico aqui um dia sequer.”

 O comentarista da Rádio Globo, Dé, e o ex-jogador  Edmundo, hoje no Fox Sports, foram alguns alvos  do polêmico dirigente, que ainda citou a participação do ex-jogador e ex-presidente  Roberto Dinamite na emissora de rádio Bradesco Esportes: “Foi ele  quem deixou o Vasco nessa situação”.

Veja a colocação final da  Série B

   Confira, abaixo, os núumeros finais da segunda divisão do futebbol brasileiro, conforme publicado no site da Confederração Brasileira de Futebol. Atlético-GO, campeão, Avaí, com antecedência, Vasco e Bahia, no sufoco, conseguiram o acesso para disputar a Série A  de  2017.

    

classificacao-serie-b

Texto: Cérix Ramon, do Toque de Bola, com supervisão de Ivan Elias

Dados: Departamento de Matemática da UFMG

Foto: Geraldo Bubniack – Paraná  Clube/Divulgação

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Deixe seu comentário