Após duas vitórias contra a seleção sub-21, técnico do JF Vôlei mira Superliga: “Nos deixou animados”

O JF Vôlei venceu os dois amistosos contra a seleção brasileira sub-21 realizados no ginásio da Faefid. As partidas disputadas na quarta, 12, e na quinta, 13, terminaram com o mesmo placar: 3 sets a 2 para os juiz-foranos. O JF Vôlei não contou com o oposto Renan, que foi cedido ao Sada Cruzeiro para a disputa do Mundial de Clubes. “Foco nessa batalha de chegar bem preparado para a Superliga”, disse o treinador Henrique Furtado.

A equipe se prepara agora para a disputa da Superliga e estreia em casa no dia 26 de outubro contra o Vôlei Brasil Kirin, que foi eliminado do Campeonato Paulista na semifinal. Já a seleção brasileira sub-21 vai para Bariloche na Argentina, onde disputa o Campeonato Sul-Americano da categoria a partir do dia 17 deste mês.

 

  Na quarta

O primeiro jogo teve bom público no ginásio da UFJF. A seleção brasileira saiu na frente e abriu 2 sets a 0. Mas o JF Vôlei conseguiu virar e levou a partida no tie-break, com parciais de 20/25, 24/25, 26/24, 29/27 e 15/13.

Seleção sub-21 comandada por Giovane fez jogo equilibrado contra JF Vôlei (Foto: Vitor Bara/JF Vôlei)
Seleção sub-21 comandada por Giovane fez jogo equilibrado contra JF Vôlei (Foto: Vitor Bara/JF Vôlei)

 

 Na quinta

A segunda partida teve o JF Vôlei vencendo o primeiro set e permitindo a virada da seleção. Mas a equipe da casa conseguiu reagir e venceu mais uma vez no tie-break. As parciais foram 25/21, 20/25, 23/25, 25/16 e 15/13.

Na quinta, 13, o JF Vôlei venceu novamente por 3 sets a 2 (Foto: Vitor Bara/JF Vôlei)
Na quinta, 13, o JF Vôlei venceu novamente por 3 sets a 2 (Foto: Vitor Bara/JF Vôlei)

 

  O técnico do JF Vôlei, Henrique Furtado, fez ao Toque de Bola sua análise dos amistosos

Henrique Furtado: Foram dois jogos muito interessantes para a nossa equipe visando nossa preparação para a Superliga. Foram dois jogos muito difíceis contra um adversário que nos ofereceu muitas dificuldades. Dentro das partidas nós fomos encontrando um caminho para jogar bem, um caminho coletivo, uma forma de atuar com baixo número de erros. Isso foi determinante para que a gente pudesse sair com a vitória nas duas partidas. A primeira partida começamos perdendo por 2 sets a 0 e fomos na força coletiva e conseguimos virar um jogo muito difícil. O terceiro set chegou a estar 19 a 13 para o nosso adversário e nós seguimos lutando e encontramos forças para virar o jogo. Na segunda partida, com algumas mudanças para dar rodagem a outros jogadores, eles começaram vencendo por 2 a 1 e nós tivemos a força também de virar o jogo. Foi fundamental ver um jogo bem distribuído, ver jogadores subindo muito de nível no ataque. Achei que a nossa recepção e nosso ataque cresceram bastante e comprovamos isso nos jogos. Isso foi fundamental para a nossa vitória nesses amistosos. Nos deixou animado, nos mostra que estamos percorrendo um caminho importante nos treinamentos e que temos que cada vez mais subir de nível nos treinamentos para que a gente possa jogar cada vez melhor.

O treinador do JF Vôlei também falou do potencial mostrado em jogo contra equipe com média de idade semelhante à da jovem equipe da cidade.

Henrique Furtado: Sim, mostra uma dificuldade equivalente, um nível próximo do que nós temos. Conseguimos jogar bem. Nós também temos alguns atletas mais experientes e que foram importantes também nessas duas vitórias. Não é comparar o nível das equipes. Foco muito no nosso nível. No nível que estamos jogando, no nível que estamos treinando e a busca permanente para subir de nível. Mesmo quando você sofre uma derrota você tem que buscar como seguir melhorando. Quando vence, a gente se questiona da mesma maneira como seguir melhorando. Foram vitórias importantes,mas que não mudam em nada o nosso foco em como seguir melhorando para o nosso principal objetivo do ano que é a Superliga. O dia-a-dia é importantíssimo e a busca permanente pela evolução, independente de uma sequência de derrotas ou de uma sequência de vitórias, a mesma luta por seguir evoluindo. O mesmo foco nessa batalha de chegar bem preparado para a Superliga que vai ser, sem dúvida nenhuma, uma guerra.

Futuro dos comandados de Giovane

Se o JF Vôlei se prepara para a Superliga, a seleção sub-21 comandada por Giovane Gávio se prepara para a disputa do Campeonato Sul-Americano Sub-21 que será disputado em Bariloche, na Argentina. Além do título, o campeonato vale vaga no mundial da categoria, que será na República Tcheca, em 2017. “Encarar um time adulto e a situação de um ginásio cheio é muito positivo para esses atletas. É uma circunstância muito próxima do que vamos enfrentar lá na Argentina”, disse o técnico Giovane em entrevista ao site da CBV.

Veja mais fotos das partidas:

img_1097

img_1061

img_1144

img_1143

img_1141

 

Texto: Toque de Bola com informações da assessoria do JF Vôlei e da CBV.

Fotos: Vitor Bara/JF Vôlei

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Deixe seu comentário