Entre “altas e baixas”, Tupi recebe Atlético-GO às 16h, no Estádio Mário Helênio

Para alcançar seus objetivos na Série B, Tupi e Atlético-GO duelam em Juiz de Fora buscando mais três pontos. Enquanto o time da casa tenta respirar e se aproximar dos primeiros times fora da zona de rebaixamento, os visitantes querem a vitória para voltar a sonhar com o título do campeonato. Nova derrota pode deixar o Galo na última colocação, caso o Sampaio Corrêa vença o confronto com o Londrina, no Estádio do Café.

A partida será disputada no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, sábado, 23, às 16h. O jogo é válido pela 17ª rodada da Série B.

  Cobertura

O Toque de Bola informa o andamento e os bastidores do jogo a partir de 15h nas redes sociais – fan page Toque de Bola – Juiz de Fora, twitter toquedebolajf e Instagram toquedebolajf, com apoio de Plasc e Hiperroll Embalagens.


TUPI X ATLETICO GO_INSTAGRAM-FACE

 

  Semana de ‘altas e baixas’

A preparação do Galo Carijó para o próximo desafio do time foi agitada. Além da pressão por bons resultados, a equipe ainda precisa se reorganizar para suprir as ausências e encaixar as novidades. A última saída confirmada foi a do ex-capitão Jataí, que segue rumo ao futebol internacional. Além dele, os atacantes Michel Henrique e Thiago Silvy e os meias Renato Silva e Gabriel Sacilotto também não fazem mais parte do grupo alvinegro.

Se tem gente indo embora, também tem novidades desembarcando em Santa Terezinha. O lateral-esquerdo Luiz Paulo, o meia Pedrinho e os atacantes Maxwell e Dudu já treinam com o elenco Carijó e estão à disposição para o jogo de sábado, 23. Com base nos últimos treinamentos do time, Luiz Paulo deve ser o único a entrar como titular. Ele entraria no lugar de Bruno Costa, que está no Departamento Médico.

 

No interminável entra-e-sai carijó na Série B, a sexta feira foi de apresentação de três jogadores
No interminável entra-e-sai carijó na Série B, a sexta feira foi de apresentação de três jogadores

 Maxwell, Dudu e  Pedrinho apresentados

O Tupi apresentou no final da manhã desta sexta-feira, 22, três novos jogadores: o meia Pedrinho e os atacantes Maxwell e Dudu. Três jovens que chegam ao Carijó com discursos semelhantes. Eles querem ajudar o Alvinegro de Juiz de Fora a subir na tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. Para isso, garantem que não faltará dedicação.

Maxwell foi o primeiro a chegar a Santa Terezinha. Ele tem 21 anos e é natural de Maceió (AL). Fez a base no CRB, primeiro clube como profissional. No primeiro semestre deste ano defendeu o Red Bull Brasil na primeira divisão do Campeonato Paulista.

“A minha chegada ao clube foi muito boa. Os companheiros me recebem muito bem e gostei da cidade. Foi escolha minha vir para o clube, mesmo sabendo que não estava bem no campeonato. Temos excelentes profissionais e vamos tirar o Tupi dessa situação”, afirmou Maxwell no primeiro contato com a imprensa juiz-forana.

Dudu tem 24 anos e é natural de Santo André (SP). Fez a base no Flamengo, equipe em que se profissionalizou. Jogou no Beira Mar (Portugal), no Rio Claro (SP), CRB e Bonsucesso em duas oportunidades, sendo este o seu último clube.

“Sou um atacante de área e que gosta de fazer gols. Vim para somar. Pelo que vi, os jogadores estão focados para tirar o time dessa situação”, afirmou Dudu, destacando, ainda, que a história do Tupi contribuiu para a sua vinda para Juiz de Fora.

Dos três reforços, Pedrinho foi o último a chegar. Ele tem 23 anos de idade e é natural de Ponta Grossa (PR). Fez a base no Atlético-PR. Depois, defendeu o Operário Ferroviário-PR, clube pelo qual conquistou o Campeonato Paranaense de 2015. Jogou pelo Marcílio Dias (SC), Cascavel (PR) e Santa Cruz, seu último clube e pelo qual foi campeão Pernambucano e da Copa do Nordeste.

“Chego muito motivado e sei que a equipe está em um momento delicado. Mas o grupo é bom e poderemos escapar. Vou treinar muito forte para ajudar o Tupi a sair dessa situação”, garantiu Pedrinho ao vestir a camisa alvinegra pela primeira vez.

 

  Volta de Giancarlo

O atacante Giancarlo vem sendo testado nos treinamento e deve ter nova oportunidade como titular no duelo contra a equipe goiana. Ele começou a competição como titular, mas acabou indo para o banco de reservas após atuações ruins e muitas críticas da torcida. Giancarlo tem 12 jogos com a camisa do Tupi e balançou as redes uma vez. Com a mudança, Rubens volta a ser suplente.

 

  Nada de Hiroshi

O torcedor ainda vai ter que esperar mais um tempo para ver Hiroshi em campo. O meia voltou a treinar com bola, mas não tem condições de jogo. Segundo o preparador físico do Tupi, Renê Carlos, Hiroshi trabalhará a parte e volta a ter condições de atuar na próxima semana. “Estamos colocando ele degrau por degrau. Nesta semana ele trabalha com o grupo para semana que vem ter condições de jogo”, explicou.

 

 Para compensar o prejuízo

Na última rodada, o Atlético-GO foi derrotado em casa para o Londrina, por 2 a 1. O tropeço não estava nos planos do Dragão, que agora ocupa a quarta colocação e quer vencer fora de casa para compensar o resultado adverso como mandante. Para isso, o técnico Marcelo Cabo contará com duas novidades no time titular. Gilsinho assume a vaga de Magno Cruz, suspenso, e Luiz Fernando entra no lugar de Jorginho, gripado.  A provável escalação do rubro-negro é: Márcio; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Raul; Michel, Pedro Bambu, Marquinho, Luiz Fernando e Gilsinho; Alison.

 

  Arbitragem

O trio responsável pela partida é paulista. Vinicius Furlan apita, com o auxílio de Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Leandro Matos Feitosa.

 

Confira, abaixo, a classificação da Série B (fonte: CBF. Se preferir, clique sobre a imagem para ampliar):

classificação

 

 

Texto com informações do site da CBF e da assessoria do Tupi,  com supervisão e edição do Toque de Bola

Foto: Tupi

Artes: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Deixe seu comentário