Com auxílio do Panathlon Club JF, Toque de Bola tira dúvidas dos leitores sobre novas regras no futsal

Diante do interminável, extraordinário e permanente acesso a um texto com o registro do Portal Toque de Bola sobre as mudanças de regras no futsal em vigor a partir de 2015,  solicitamos ao integrante do Panathlon Club Juiz de Fora, jornalista e presidente da Liga Juiz-forana de Futsal, Adilson Mattos, árbitro emérito da Confederação Brasileira de Futebol de Salão, esclarecer dúvidas dos internautas. Adilson também é instrutor de arbitragem da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais.

 

IMAGEM DESTACADA SELO 5 ANOS TOQUE DE BOLA

 

Leandro: “Dúvidas: se o goleiro vai repor a bola da linha de fundo com as mãos e todos os seus companheiros estão marcados, ele pode sair jogando com seus pés?

Adilson Mattos: “Toda reposição de bola em arremesso de meta só poderá ser feita exclusivamente pelo goleiro com o uso das mãos”.

 

Bruno Paxeco: “Fiquei com dúvidas em relação à mudança da bola no chão. Se der bola no chão, a bola toca no solo e o jogador chuta para o gol qualquer, o gol não será válido, mas se chutar repentinamente será? Como assim?

Adilson: “Para ser validado o gol após o bola ao chão, OBRIGATORIAMENTE a bola terá que tocar o solo, ser dominada por um dos atletas, para depois ele chutar. Se o atleta chutar a bola DIRETAMENTE após ela tocar o solo, o gol não será validado, a menos que em sua trajetória toque ou seja tocada por qualquer outro atleta”.

 

Abraão Lourenço: “A bola já está em jogo, o goleiro pega e chuta pro gol adversário sem ter tocado no antes de tocar novamente. É válido o gol?”

Adilson: “Desde que esta bola esteja em jogo o goleiro poderá sim chutar diretamente e consignar o gol. Prestar atenção porque a bola TEM que estar em jogo”.

 

Joana D’Arc de Souza: “Ao iniciar o jogo, o atleta faz opção de chute direto ao gol do adversário. A bola entra no gol sem tocar em nenhum jogador, nem no goleiro. Esse gol é válido?”

Adlson: “No início e reinício de partida, após consignado um gol, NÃO será válido o gol consignado diretamente. Caso aconteça será cobrado um arremesso de meta”.

 

Azenildo Cabral: “Estamos organizando o Campeonato Municipal de Futsal de Boqueirão (PB). E o regulamento fala que se um atleta tomar três cartões amarelos na primeira fase, terá que cumprir suspensão automática, porém, no mesmo regulamento, fala que ao término da primeira fase todos os cartões amarelos serão zerados. Então queria saber se o atleta que tomar o terceiro cartão amarelo na última rodada da primeira fase terá que cumprir suspensão. Vale lembrar que o regulamento deste campeonato é regido pelo regulamento da CBFS. Desde já lhes agradeço pela atenção”.

Adilson: “Cada competição tem sua regulamentação específica. A regra normatiza a modalidade. Essa sua dúvida tem que ser tratada dentro do regulamento da competição. Quanto ao regulamento da CBFS você pode consultar diretamente no site da entidade”.

 

Árbitro Adilson Mattos (centro), na 3ª Copa Toque de Bola de Futsal
Árbitro Adilson Mattos (centro), na 3ª Copa Toque de Bola de Futsal

 

Texto, arte, edição e foto: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Este post tem 4 comentários

  1. Sidão

    Olá, estou com uma dúvida, sou o goleiro e a bola está em jogo e chegou em minhas mãos de chute adversário, logo botei a bola no chão para um passe, a dominei e o marcador me marcou e antes de esgotar meu tempo de bola, a pego e a arremesso com a mão, alguma infração nesta jogada? os segundos de reposição do goleiro não são livres?

  2. Patrickson

    Amigo se o goleiro cobrar o tiro de meta e a bola bate nas mãos do goleiro é considerado gol?

  3. Jorge Henrique

    Em relação ao Recuo ao goleiro, goleiro toca no companheiro, quando e onde pode receber a bola novamente?

  4. Geberson Torres Ferr

    se o jogador tirar o lateral no futsal e o tiro for direto para o gol adversário na tragetoria da bola ela tocar num adversário o gol é valido?

Deixe seu comentário