Estreante Bruno Ré contém empolgação: “Foi apenas o primeiro jogo”

Nada de festejar. Um dos estreantes carijós na noite desta terça-feira, 28, na vitória sobre o Atlético Paranaense por 1 a 0, o lateral-esquerdo Bruno Ré procurou conter a animação após o resultado: “Uma vitória contra um time da Série A dá um ânimo a mais, mas temos que ter os pés no chão porque foi apenas o primeiro jogo desse ‘segundo semestre’. Temos que trabalhar cada vez mais em busca da classificação em Curitiba e do acesso para a Série B. Aos poucos vamos encorpando para buscar esses objetivos”, analisou.

Bruno Ré teve atuação segura em sua estreia pelo Tupi
Bruno Ré teve atuação segura em sua estreia pelo Tupi

Prioridade é a defesa

O jogador de 25 anos estava no São Bento (SP) e chegou para reforçar o elenco na disputa da Série C e Copa do Brasil. Em sua primeira partida oficial com a camisa carijó, o reforço atuou em diversos momentos como um terceiro zagueiro, dando mais liberdade para as saídas de Osmar pela direita: “Como o professor falou, a primeira coisa que eu e o Osmar temos que fazer é defender, fechar a linha de quatro bem para não tomar o gol. Fico feliz de ter conseguido esse primeiro objetivo e graças a Deus conseguimos fazer um e sair com a vitória”, contou o lateral-esquerdo.

Mesmo priorizando setor defensivo, Bruno Ré quase marcou seu gol
Mesmo priorizando setor defensivo, Bruno Ré quase marcou seu gol

“Foi por pouco”

No início da segunda etapa, Bruno Ré aproveitou rebote da zaga paranaense em uma de suas investidas ao ataque e finalizou com força, de fora da área, no canto direito do goleiro do Furacão, Weverton, que se esticou todo para espalmar a bola para escanteio. O lance deu ainda mais confiança para a equipe e torcida: “Foi por pouco, fico feliz de ter acertado um belo chute e tenho que dar parabéns ao Weverton também pela boa defesa. Costumo chegar um pouco na frente e agora é caprichar mais nos cruzamentos, mas está de bom tamanho para a estreia”, relembrou Bruno Ré.

A partida de volta entre Atlético Paranaense e Tupi está agendada para a próxima quarta-feira, 6, na Arena da Baixada, às 19h30. O Carijó passa de fase com qualquer empate ou até derrota por um gol de diferença se balançar as redes rubro-negras. A vitória de 1 a 0 do Furacão leva a decisão para os pênaltis e o triunfo por dois ou mais gols de diferença dos paranaenses elimina o Alvinegro juizforano da competição. Quem passar terá pela frente o Ceará ou América-MG.

 

Texto: Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário