Autor de gol, Daniel Morais quer equipe mais compacta: “Precisamos melhorar essa transição”

O atacante carijó, Daniel Morais, lutou, correu, marcou, sofreu pênalti e fez seu primeiro gol no Campeonato Mineiro. Ainda assim o Tupi foi derrotado pelo América no sábado, 14, jogando em Juiz de Fora: “Tomamos um descuido no segundo gol. Era hora de crescermos na partida quando empatamos, buscarmos a virada. Mas então é consertar essas falhas que ainda viemos tendo para que nos outros jogos possamos vencer”, avaliou o centroavante em entrevista pós-jogo na rádio web do Toque de Bola.

Daniel Morais sofreu e converteu pênalti contra o Coelho
Daniel Morais sofreu e converteu pênalti contra o Coelho

 

Posicionamento

Por diversos momentos do jogo Daniel Morais era um alvinegro solitário no meio da zaga do Coelho. A esperança de gols juizforana no Estadual assumiu que a equipe precisa melhorar a postura tática para que mais jogadores façam companhia ao camisa 9: “Precisamos melhorar essa transição. Está tendo um sacrifício muito grande dos três meia-atacantes em marcar, mas temos que possuir uma consciência na parte defensiva para adiantar os três jogadores e então sermos uma equipe mais agressiva. Temos que agredir um pouco mais o adversário para criarmos mais oportunidades”, opinou Daniel Morais.

O técnico do Tupi, Felipe Surian, não vê o atacante isolado no campo ofensivo, não compartilhando a opinião do jogador. Para o comandante carijó, a equipe falhou em momentos decisivos de tramas ofensivas no duelo.

“As oportunidades foram criadas. Ele (Daniel Morais) cabeceou duas bolas, o Marco Goiano finalizou na pequena área e outras chances vieram. Acho que falta é um pouco mais de capricho nessa última bola, tanto nessa enfiada para o atacante, como também na finalização ao gol. Não podemos nos dar ao luxo de errar oportunidades que são criadas, porque são poucas já que estamos jogando com equipes muito qualificadas”, analisou o treinador.

 

Texto: Bruno Kaehler

Foto: Toque de Bola

Deixe seu comentário