Diretoria anuncia saída de Condé e trabalha com três nomes para treinador

A manhã desta quarta-feira, 29, na sede social do Tupi foi marcada pelo adeus do técnico carijó na campanha da Série C desta temporada, Leonardo Condé. Ao lado de membros da diretoria do Alvinegro juizforano, o técnico agradeceu a todos os envolvidos na campanha e sai, na sua opinião, com saldo positivo.

“Ficou um gosto meio amargo, mas a avaliação é positiva, no meu entendimento, em cima daquilo que foi proposto de permanecer na Série C. Escolhemos os jogadores certos e dentro da competição, principalmente depois da Copa, fizemos a equipe jogar não apenas pelo resultado, mas fazendo boas partidas. Resgatamos ainda um pouco os torcedores no último jogo. Fica um legado para que o Tupi continua realizando boas campanhas e leve mais pessoas ao Estádio”, discursou Condé.

Leia também: Vai e vem carijó: Rodrigo admite propostas e Maradona quer ficar

Chega ao fim a terceira passagem de Condé pelo Tupi
Chega ao fim a terceira passagem de Condé pelo Tupi

Futuro de Condé

O ex-técnico do Tupi já tem sondagens de clubes do Rio de Janeiro, Minas Gerais e até Nordeste. Sem revelar nomes, Condé projetou definição nos próximos dias.

“Têm clubes de Série B e com projeto de Estadual e, em sequência, no segundo semestre. Ainda não posso revelar porque não acertei com ninguém, mas quero decidir até o final de semana, porque alguns clubes já pressionaram no sentido de definir logo o treinador para que não fique em cima das competições que vão disputar”, revelou.

Surian e Ludyo são especulados

Vice-presidente do Conselho Gestor do Tupi, Cloves Santos já trabalha com três nomes para assumir o comando técnico carijó. Em coletiva, o dirigente citou o nome de Felipe Surian, que levou o clube à Série C desta temporada, e ressaltou a possibilidade de um membro da comissão técnica permanente do clube assumir a equipe. Neste caso, Ludyo Santos seria o mais cotado, já tendo dirigido a equipe por dois jogos do Mineiro de 2014.

“Desde que assumi essa parte de gestão de futebol, só trabalho com treinadores que conheço. Abri mão disso duas vezes e a surpresa não foi boa, porque tem que ser pessoas que conhecem nossa metodologia de trabalho. Trabalhamos com três nomes, um deles vocês irão especular, é o Felipe Surian, tem chance de manter alguém da comissão técnica como treinador, porque confiamos, e o outro nome é uma pessoa que me conhece há bastante tempo, nunca trabalhou no Tupi, mas me agrada e vamos tentar com a diretoria”, contou Santos, que deve divulgar o novo treinador até meados de novembro.

Membros da diretoria do Tupi estiveram presentes na reunião que oficializou a saída de Condé. Futuro do clube já começou a ser trabalhado
Membros da diretoria do Tupi estiveram presentes na reunião que oficializou a saída de Condé. Futuro do clube já começou a ser trabalhado

Três jogadores devem permanecer

Assim como a escolha do treinador, o elenco do Tupi será formado com nomes já conhecidos pela cúpula e que aceitem o projeto, de preferência, de atuar no clube tanto no Estadual, como na Série C.

“A base do elenco sempre é feita por nós, da diretoria, com jogadores que também já conhecemos. Nesta temporada os únicos jogadores que eu não conhecia eram o Chico e o Maradona, que o Condé indicou. Fora isso, já conhecíamos todos. Precisamos agora de trazer uma base que compre a ideia de fazer uma boa campanha no Mineiro e fiquem para tentar o acesso na Série C. A fórmula nem sempre dá certo, mas vamos trabalhar com critério trazendo nomes que tenham nossa confiança”, explicou Santos.

Da equipe de 2014, apenas Maguinho e Ademilson têm contrato em vigência. Além deles, outros três atletas já demonstraram vontade em permanecer no clube juizforano: “O Maguinho e o Ademilson são os únicos que têm contrato, mas o Fabrício Soares, Henrique e Genalvo já sinalizaram interesse na permanência”, contou Santos.

O Tupi volta aos trabalhos, inicialmente, no dia 1° de janeiro, visando o Campeonato Mineiro.

 

Texto: Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

Deixe um comentário