Genalvo e Gustavo voltam ao time titular. Dieguinho retorna ao Nova Iguaçu

A boa atuação de Felipe Alves e Léo Salino na partida contra o Macaé pela décima rodada da Série C gerou dúvida na composição do meio-campo para a partida deste sábado, 16, às 15h30, contra o Juventude, em Muriaé. No entanto, não pareceu haver indefinições para o treinador do Tupi, Léo Condé, que utilizou Genalvo e Gustavo como titulares no treinamento desta quinta-feira, 14, no campo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da UFJF e ressaltou a importância da dupla na equipe.

“Eles (Gustavo e Genalvo) são os titulares. Fizeram nove jogos como titulares e saíram por conta de suspensão apenas. O Léo e o Felipe entraram muito bem, mas nesse momento temos que dar consistência para a equipe. Ainda não podemos arriscar muito com o Léo porque ele ficou um tempo parado, colocamos ele para jogar pela necessidade e temos que tomar cuidado para evitar lesões. E o Genalvo tem um entrosamento maior com o Gustavo e é experiente, fator fundamental para esse jogo na minha visão”, explica Condé.

Genalvo ressaltou a força do grupo carijó nesta Série C
De volta ao time, Genalvo ressaltou a força do grupo carijó nesta Série C

Após oito partidas consecutivas na equipe do Tupi e um entrosamento cada vez maior, Genalvo vê como natural a briga pela posição no meio campo e afirmou ter ficado satisfeito pela boa atuação tanto de Felipe Alves, como de Léo Salino na última partida.

“É muito gratificante saber que estou em um grupo qualificado. Torci muito para o Felipe, o Salino e por todos. Nosso grupo é unido e quem estiver em campo vai fazer o melhor para que a equipe vença. O grupo é forte e o Felipe foi muito bem, se eu der brecha, ele vai entrar e ficar”.

Bruno Barros volta à equipe titular

Outra novidade no treino, já esperada, foi a utilização de Bruno Barros na lateral-esquerda. O jogador deve iniciar a partida contra o Juventude por conta da suspensão de Raphael Toledo, que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Macaé. Prejudicado por lesão no início de sua passagem pelo Carijó, no começo da Terceirona, Bruno Barros se diz pronto fisicamente para voltar aos titulares e em melhores condições que nas outras partidas que realizou.

“Tenho que ajudar a equipe e continuar no mesmo nível que o Raphael. Estou sempre tentando ajudar, se não estou jogando procuro isso de outra forma. E estou treinando para jogar, então estou muito tranquilo em questão de ritmo de jogo, até pela minha experiência sei o momento certo de atacar e defender”.

Lateral-esquerdo de origem, Bruno espera dar mais consistência defensiva ao Tupi e avançar ao ataque nos momentos cruciais
Lateral-esquerdo de origem, Bruno espera dar mais consistência defensiva ao Tupi e avançar ao ataque nos momentos cruciais

Com histórico de sempre apoiar o setor ofensivo, o experiente lateral quer auxiliar os ataques carijós, mas apenas nos momentos certos.

“Hoje em dia não adianta o lateral fazer o papel do Chico, do Maradona. Tenho que ler o jogo e quando tiver oportunidade, preciso chegar com qualidade. Primeiro é jogar a bola lá na frente para eles definirem, mas lógico que lateral tem que chegar no fundo e, sempre que puder, temos que colocar eles em chance de fazer o gol também”, afirma Bruno.

Dieguinho não é mais jogador do Tupi

O meio-campo Dieguinho não é mais jogador do Tupi. A decisão, comunicada pela assessoria do Tupi, foi decidida em acordo após pedido do clube que possui os direitos do atleta, o Nova Iguaçu, em utilizar o jogador na Copa Rio.

Contratado como uma das esperanças alvinegras para o setor de criação na Série C, o meia Dieguinho pouco fez no Tupi. Sem espaço com as partidas consistentes de Ewerton Maradona, o meia não engrenou na equipe e figurou no banco de reservas na maior parte da Terceirona.

 

Texto: Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário