Estádio Mário Helênio: reforma do gramado e novo sistema de irrigação em obra de R$ 1,5 milhão

As obras de reestruturação do Estádio Radialista Mário Helênio foram iniciadas. Toda a grama foi retirada, o espaço passou por tratamento de pragas e está sendo instalado um sistema automatizado de irrigação para o plantio das novas mudas, a ser realizado nos próximos dias. A reformulação dos vestiários, cabines de imprensa e bares faz parte da segunda fase das reformas, que está em processo licitatório.

A verba para realização das reformas foi conseguida junto ao Governo federal, através do Ministério dos Esportes, totalizando R$ 1,5 milhão. “Nosso objetivo é modernizar o Estádio Mário Helênio, colocando-o nos mesmos padrões dos grandes estádios do país. Desta forma, vamos conseguir dar melhor condição de jogo à equipe profissional da cidade, o Tupi, e atrair outras grandes partidas do futebol brasileiro para Juiz de Fora”, ressaltou o prefeito Bruno Siqueira, que acompanhou o início das intervenções no gramado, junto com o secretário de Esporte e Lazer, Francisco Canalli.

Canalli afirmou que foi necessário aguardar todo o trâmite burocrático para iniciar as obras: “Em todo projeto público há prazos a serem cumpridos. Fizemos tudo dentro destes prazos e aguardamos a liberação da verba por parte da Caixa Econômica Federal, para dar início as obras. O próximo passo será finalizar esta etapa, para, posteriormente, conseguirmos a liberação do restante do recurso que será investido na reforma dos vestiários e cabines de imprensa”.

Estádio Municipal Radialista Mário Helênio: troca do gramado e novo sistema de irrigação
Estádio Municipal Radialista Mário Helênio: troca do gramado e novo sistema de irrigação

 Troca do gramado

A troca da grama do Estádio Municipal teve início no fim de junho. O campo receberá irrigação automatizada, o que contribuirá para aumentar a qualidade da grama esmerada, que será plantada no local. Além disso, sofrerá readequação em suas medidas, passando dos atuais 110 x 70 metros para 105 x 68 metros, determinada pelas normas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para partidas oficias.

“O gramado existente no local não tinha muitas pragas, mas o maior problema era a existência de grandes variedades de grama. Havia áreas mais fofas e outras mais compactadas, o que prejudica o rolamento da bola de futebol. O novo gramado será mais uniforme, terá caimento adequado e a manutenção será mais fácil”, explicou José Mário de Oliveira, proprietário da empresa Biocrats Consultoria Ambiental, que venceu a licitação.

“Estamos buscando maior qualidade em nosso estádio e isso beneficiará, em muito, o time de futebol profissional da cidade. Por isso conversamos com a diretoria do Tupi e orientamos que a equipe realize seu jogo contra o Guarani, em 3 de agosto, fora de casa, para que a grama fique perfeita para utilização da equipe em 17 de agosto, contra o Juventude”, afirmou Canalli.

Nota da redação: o Tupi ainda não definiu o local da partida diante do Guarani, inicialmente previsto para 3 de agosto, em Juiz de Fora. No site da CBF, nesta quarta-feira, 9, o jogo está marcado normalmente para o Estádio Mário Helênio.

  Etapas

A primeira fase do trabalho consistiu em retirar toda a grama existente de forma mecanizada, a fim de danificar o menos possível o solo. A segunda foi a aplicação do herbicida, para eliminar as pragas e insetos. Ao mesmo tempo, foi realizado o levantamento topográfico do terreno, quando foi considerada a declividade recomendada nas laterais, para escoamento de água. Foi feito o piqueteamento do terreno e está sendo instalado o sistema de irrigação eletrônica, que permitirá melhor resultado no plantio e fixação das placas de grama de 60 x 0,75 metros.

 

Texto, informações e foto enviados pela assessoria da SEL

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário