Tupi enfrenta Fluminense com foco na defesa. Dieguinho ganha vaga no meio

No último treinamento do Tupi antes do confronto de quarta-feira, 23, contra o Fluminense, às 22h, pela segunda fase da Copa do Brasil, no Mário Helênio, o comandante carijó, Léo Condé deixou claro o primeiro objetivo do Carijó: não levar gols.

“Estaria mentindo se não fosse isso. Quando você vai medir forças com equipes de mesmo orçamento, jogando em casa, você tem que buscar o gol. Mas se tratando de um time da qualidade do Fluminense, entramos no jogo com uma atenção maior na marcação. Qualquer equipe vai ter essa preocupação com o Fluminense, e o Tupi mais ainda. Porém também criamos alternativas nos treinamentos para causar dificuldades a eles”, afirmou o técnico.

Léo Condé orientou separadamente em Santa Terezinha, durante parte da atividade, o time que deve começar a partida. A novidade ficou por conta do meia Dieguinho, que ganhou vaga no setor de criação da equipe. Álvaro deve ser opção no banco de reservas.

“Quando eu cheguei, o Diego não estava, então começamos trabalhando com o Álvaro, que diga-se de passagem é um bom jogador, porém o Diego tem características um pouco diferentes, jogando um pouco mais próximo da área, com um bom drible e infiltração entre os zagueiros. Pelo que observamos da equipe do Fluminense, precisávamos de um jogador com estas características. O Álvaro já é mais passador, de inversões de bola, batidas de fora da área, então a partida pediu um jogador com características do Diego”, justificou Condé.

Dieguinho elogiou o grupo e afirmou estar pronto para sua estreia. “Estou tranquilo para amanhã. É um elenco bem concentrado, trabalhador, que sabe o que faz. Apesar de ter chegado há pouco tempo, vi que a equipe é boa e vamos fazer um bom jogo”, disse.

Se as pendências na regularização de Dieguinho e Rodrigo forem solucionadas até esta terça-feira, 22, o Carijó deve entrar em campo com Rodrigo, Henrique, Wesley Ladeira, Fabrício Soares e Bruno Barros; Felipe Lima, Maguinho, Raphael Toledo e Dieguinho; Núbio Flávio e Wesley.

Leia também: Tupi x Flu: partida será a primeira oficial da história entre os clubes. Veja retrospecto e arbitragem

Tupi x Fluminense: Cristóvão quer força máxima contra Carijó

Condé orienta jogadores cotados como titulares para amanhã
Condé orienta jogadores cotados como titulares para amanhã

Reencontro e primeiro treino com bolas da Copa do Brasil

Ídolos do time juiz-forano, o goleiro Rodrigo e o zagueiro Wesley Ladeira farão sua primeira partida oficial diante do torcedor, após retornarem ao clube. Focado na partida, o paredão carijó só pensa em um bom desempenho nesta quarta.

“Espero corresponder a todas as expectativas e fazer melhor do que já fiz, esse é meu pensamento de todos os dias. O torcedor pode esperar muita garra, a equipe está muito concentrada, fez dois bons jogos-treino e tem tudo para realizar um ótimo jogo contra o Fluminense”, projetou.

O treino foi a primeira atividade em Juiz de Fora do elenco com as bolas da Copa do Brasil. Mesmo sem o tempo ideal para acostumar com o novo material, Rodrigo já pode perceber algumas mudanças.

“É um pouco diferente sim, a bola é um pouco mais leve, pega pressão a curta distância principalmente. É uma bola realmente diferente em relação a do ano passado e tentamos nos acostumar o máximo hoje”, afirmou.

Rodrigo trabalhou com a bola da Copa do Brasil pela primeira vez antes da partida contra o Fluminense e percebeu diferenças
Rodrigo trabalhou com a bola da Copa do Brasil pela primeira vez antes da partida contra o Fluminense e percebeu diferenças

Texto de Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem 2 comentários

Deixe seu comentário