Juiz-forano participa de evento do COB com principais técnicos brasileiros do judô e taekwondo

O juiz-forano Jeferson Vianna, que faz  parte da Academia Brasileira de Treinadores, criada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), participou do estágio nacional do COB, evento realizado no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, que trouxe os mais renomados treinadores brasileiros do judô, taekwondo e lutas associadas, de segunda, 7 a sexta-feira, 11. Jeferson fez parte da equipe de professores encarregada da orientação dos técnicos durante a troca de experiências, tanto na parte téorica, como prática, e concedeu entrevista exclusiva ao Toque de Bola.

“Os técnicos brasileiros que fazem parte da Academia Brasileira de Treinadores devem assistir três dias de estágio, que aconteceu na segunda, terça e quarta, e os grupos foram divididos em judô, taekwondo e lutas associadas, que é a greco romana e luta livre. No estágio nacional foram convidados treinadores de renome nacional e nas lutas associadas foram convidados um técnico cubano e um búlgaro, especializados na área, que promoveram parte teórica-prática nesses três dias”, explicou Jeferson.

Cinquenta e dois técnicos foram divididos em um grupo de formação esportiva e outro de alto rendimento, em cada modalidade, num total de seis equipes, formadas com nomes como Luiz Shinohara e Rosicleia Campos, técnicos das Seleções Brasileiras de judô masculina e feminina, respectivamente, além de ex-judocas que foram medalhistas, como Flávio Canto, medalhista de bronze nas Olimpíadas de Atenas de 2004. Todos realizam o curso como alunos.

Treinadores de renome no Brasil participaram de aula de taekwondo
Treinadores de renome no Brasil participaram de aula de taekwondo

As aulas teóricas e práticas foram realizadas nos três primeiros dias de evento. Os dois últimos dias, no auditório da sede do COB, foram reservados para a elaboração e apresentação de análises dos treinadores brasileiros sobre a experiência vivida, pontos positivos e negativos e opinião do que esperam para o estágio internacional, que será realizado no segundo semestre. Além de se mostrar satisfeito com a experiência, Jeferson pode trocar figurinhas com alguns dos principais nomes brasileiros de modalidades como o judô.

“É uma satisfação poder colaborar com o COB neste momento de preparação dos treinadores olímpicos e, ao mesmo tempo, uma baita responsabilidade poder discutir com estes profissionais o planejamento para as próximas Olimpíadas em relação as equipes brasileiras. Tive a oportunidade de conversar sozinho, por cerca de quase uma hora, com o Luiz Shinohara, sobre como está sendo esse planejamento dos atletas brasileiros, assim como com a Rosicleia. Então é um momento muito importante na minha carreira profissional poder compartilhar ensinamentos, trocar conhecimentos com essas pessoas que ajudaram a levar o judô brasileiro a ser um dos melhores do mundo”, contou.

Flávio Canto, medalhista olímpico, participa de aula no judô
Flávio Canto, medalhista olímpico, participa de aula no judô

Jeferson ainda ressaltou o fato de profissionais experientes no ramo estarem abertos a novos aprendizados e informações de outros professores. “Da parte dos treinadores é muito importante a compreensão deles em querer também discutir e aprofundar, saber que ninguém é dono da verdade, ou seja, todo mundo tem algo para falar e escutar. Falei com o próprio Flávio Canto, conversamos sobre a parte da preparação, eles têm muitas dúvidas sobre alongamentos, flexibilidade, por exemplo”, afirmou.

Como próximo compromisso pelo COB, Jeferson terá a oportunidade de ministrar parte de uma aula a treinadores em junho. “Vou poder ministrar uma parte da aula sobre os aspectos fisiológicos que mais poderiam ser trabalhados na preparação dos atletas de luta. Já encaminhei ao COB um material didático que fiz e que será entregue com antecedência aos técnicos”, revelou.

Texto de Bruno Kaehler

Fotos: Facebook Jeferson Vianna

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário