Em semana de observação, Condé arma Tupi com mudanças para amistoso em Varginha

Com menos de uma semana no comando do Alvinegro de Santa Terezinha, o treinador Léo Condé ressaltou que ainda vem observando o elenco e conhecendo os jogadores. No entanto, em coletivo realizado no campo da AABB nesta sexta-feira, 11, o time titular formado pelo técnico apresentou novidades na defesa e meio de campo, podendo ser mantido para o amistoso contra o Boa Esporte neste sábado, 12, em Varginha, às 16h, na preparação para a disputa da Série C e segunda fase da Copa do Brasil. Condé levará 22 jogadores para o jogo-treino, visando uma análise de jogadores que ainda não possui muitas informações.

“Estou levando 22 jogadores para colocar o máximo deles em campo, para poder observar bastante. Muitos já trabalharam comigo, o que facilita, mas talvez 60 por cento do elenco ainda não conhecia. É claro que tenho informações por jogar contra, mas é importante no jogo você fazer essas observações para que possa ter uma ideia de equipe para o futuro”, afirmou Condé.

Jogadores realizaram um treino no campo da AABB nesta sexta, antes de viajar para Varginha
Jogadores realizaram um treino no campo da AABB nesta sexta, antes de viajar para Varginha

Toledo deve compor o meio de campo e o reforço Bruno Barros assume a lateral-esquerda. Outra novidade é a utilização do meia Álvaro, emprestado pelo Atlético, articulando as jogadas ofensivas do time juiz-forano. Ídolos, os campeões da Série D em 2011, Rodrigo e Wesley Ladeira, também devem começar jogando. A provável equipe que deve iniciar o amistoso contra o Boa Esporte é formada por Rodrigo; Henrique, Wesley Ladeira, Fabrício Soares e Bruno Barros. Felipe Lima, Maguinho, Toledo e Álvaro; Núbio Flávio e Wesley.

Em relação à entrada de Bruno Barros na lateral-esquerda, deslocando Toledo para o meio de campo, sua posição de origem, Condé justificou a escolha. “Ainda está cedo, mas é uma situação. O Bruno é da posição e o Toledo terminou jogando o Campeonato Estadual ali, e por sinal bem, mas estava improvisado. Então conversamos com ele e a vontade do jogador é de atuar no meio, apesar de que também se mostrou à disposição de jogar na lateral, em caso de necessidade, mas não é sua posição de origem e não gosto de improviso. Adiantamos o Toledo para jogar junto com o Bruno e fazer uma dobra, vamos ver se dá certo. Temos essa opção pelo lado direito também com o Maguinho junto ao Henrique”, analisou.

Ainda devem estar à disposição, para análise de Condé durante o amistoso, o goleiro Gonçalves, os zagueiros Hélder e Rafael Vitor, os volantes Genalvo, Filipe e Fabrício Isidoro, os meio-campistas Sidinei e Lee, e os atacantes Maranhão, Raphael Aguiar e Élder Santana.

  Treinador prioriza meia e centroavante experiente

O amistoso deste sábado será um teste principalmente para Álvaro e Lee. Com poucas informações destes dois atletas, Condé afirmou que deseja observá-los para, posteriormente, conversar com a diretoria sobre carências do elenco. Além de um jogador responsável pela criação ofensiva, o treinador confirmou o interesse na contratação de um atacante mais rodado, pela ausência de Ademílson, que segue recuperando lesão, e se mostrou satisfeito com a possibilidade da volta de Michel, meia com quem trabalhou no Estadual, pela Caldense.

“Em relação ao Michel, a direção já estava conversando mesmo antes da minha vinda e é uma possibilidade, mas não concreta ainda. Estamos conversando sobre a contratação de um meia e talvez mais um centroavante experiente devido à lesão do Ademilson. Mas ainda vou observar esse jogo de amanhã (sábado, 12) e quem sabe os jogadores possam dar uma resposta e tenhamos a solução dentro do próprio elenco, que é o caso do Álvaro, do sul-coreano, Lee, que não conheço, então o objetivo do jogo é em cima disso”, confirmou Condé.

Condé vem comandando os treinos do Carijó desde o início da semana
Condé vem comandando os treinos do Carijó desde o início da semana

    Primeira semana

Com menos de uma semana no comando do Carijó, Condé avaliou positivamente o trabalho realizado e ressaltou que o importante, neste período, era priorizar a relação com os atletas e captar mais informações do elenco.

“É uma semana mais de observação do que tudo. Como temos esse tempo antes da estreia da Série C e até mesmo da Copa do Brasil, dediquei mais para fazer algumas observações e conhecer os jogadores dentro e fora de campo. Mas está sendo bastante proveitoso, claro que vamos ter esse jogo-treino amanhã, faremos algumas análises e veremos se temos carências para conversarmos com a diretoria”, disse.

   Fluminense à vista

Com a definição do adversário do Tupi na segunda fase da Copa do Brasil nesta quinta-feira, 10, após o Fluminense golear o Horizonte por 5 a 0 no Maracanã, jogadores e comissão técnica já passam a pensar na partida de ida, ainda sem data confirmada, em Juiz de Fora. Mesmo com a partida podendo ser marcada para antes da estreia da Série C, Condé lembrou que a prioridade não é o torneio disputado em mata-mata.

“O objetivo maior do Tupi é a Série C, não resta dúvida, mas como tem essa situação da Copa do Brasil vamos trabalhar da melhor forma possível, esperar a CBF definir esta data e a partir da semana que vem começamos a moldar essa equipe tanto para as duas competições. Não restam dúvidas que é um adversário complicado, de muita tradição, mas que acaba sendo um presente ao torcedor que poderá presenciar uma grande partida”.

O meia Maguinho, revelado nas categorias de base do clube juiz-forano, destacou a importância do primeiro jogo, antes de pensar em um possível confronto no Maracanã. “A gente sabe das dificuldades que vamos ter, mas temos que pensar no primeiro jogo, fazer o dever de casa com uma boa partida. É um passo de cada vez, mas fazendo um bom jogo podemos levar para o Rio, que é nosso objetivo”, afirmou.

 

Texto de Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola

 

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário