Nas estatísticas, UFJF aparece bem no saque e levantamento

   A UFJF, que enfrenta Moda Maringa neste sábado, 23, com transmissão ao vivo pela rádio web do Toque de Bola, segue na nona colocação na Superliga Masculina de Vôlei 2013/14,  com quatro pontos em seis jogos disputados,  tendo conquistado uma única vitória, 3 sets a 1 diante do Montes Claros, além de ter vencido dois sets na derrota sofrida para o Sesi, 3 a 2.

Nas estatísticas da CBV,  no fundamento de ataque,  a  UFJF aparece na 11ª posição, com um aproveitamento de apenas 19,55%, ficando a frente somente do São Bernardo do Vôlei com 16,93%.

No bloqueio, a Federal aparece em nono com 18,72% de aproveitamento. Das 187 tentativas de bloqueio, o time cometeu 88 erros e 35 acertos.

No saque, a UFJF tem tido um desempenho melhor. com 4,74% de aproveitamento aparecendo entre os cinco melhores da competição no fundamento.

Revezando entre Gelinski e Rivoli, a Federal também teve bom desempenho no levantamento, aparecendo na sexta posição com 23,64% de eficácia.

Atletas destaque

Nas seis primeiras rodadas, a UFJF aparece com alguns atletas obtendo destaque em alguns fundamentos. O central Victor Hugo é o 10º melhor bloqueador da competição com oito pontos no fundamento. O líder é  Uallas, do RJX com 18 pontos.

No saque, o central Jardel também aparece na 10ª posição do ranking com aproveitamento de 7,55% e quatro pontos marcados. O maior sacador da Superliga até o momento é o central Sidão, do Sesi com oito pontos.

Na defesa, o oposto De Paula aparece em nono com  28,13% de aproveitamento. Já nas estatísticas de levantamento, Rivoli aparece em décimo com 24,53%, e, na recepção, o líbero Thales vem em oitavo lugar com 47,41%.

Confira as estatísticas completas aqui

Texto com informações da CBV

 

 

 

 

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem 2 comentários

Deixe seu comentário