Juiz de Fora participa da Olimpíada das Apaes da Zona da Mata

  Juiz de Fora vai contar com 11 atletas, nas modalidades atletismo, vôlei gigante misto e dama, de sexta-feira, 22, e domingo, 24, na 9ª Olimpíada das Apaes (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais ) da Zona da Mata, na cidade de Dores do Turvo, a aproximadamente 90 km de Juiz de Fora.  São ao todo 14 cidades participantes: Juiz de Fora, Rio Pomba, Visconde do Rio Branco, Ubá, Mercês, Dores do Turvo, Viçosa, Ponte Nova, Piraúba, Alto Rio Doce, Cipotânea, Brás Pires, Paula Cândido e Senador Firmino.

Intercâmbio Social e Esportivo

Cópia de 2 - DSC00048    As modalidades costumam seguir as regras oficiais de cada Confederação, sofrendo algumas adaptações de acordo com os comprometimentos dos atletas. São ao todo sete modalidades: Ginástica Ritmica Desportiva,  Futsal,  Vôlei Gigante Misto, Queimada, Basquete, Dama,  Atletismo. Segundo a professora de Educação Física da Apae de Juiz de Fora, Sandra Visentin, o objetivo da Olimpíada é fazer com que os alunos possam fazer intercâmbio esportivo e social entre as Apaes da Zona da Mata.

  “O objetivo é fazer um intercâmbio esportivo e social entre as Apaes da região e as escolas especiais, oportunizando para que eles trabalhem a auto-estima, a independência, as atividades da vida diária que são importantes para uma pessoa com deficiência”, afirmou Sandra.

Mais inclusão, menos competição

 Cópia de 4 - DSC00131 Nesta edição da Olimpíada, cada aluno vai receber uma única medalha de participação no evento. De acordo    com Sandra, isso já vem acontecendo porque o evento passou a ter uma caráter mais lúdico descaracterizando o caráter competitivo existente anteriormente, onde alguns alunos conquistavam cinco medalhas e outros apenas uma. Sandra afirma que mesmo assim as olimpíadas ainda conseguem revelar atletas com potencial esportivo.

  “Há alguns anos essa olimpíada tinha um caráter mais competitivo, agora ela tem um caráter mais lúdico. Mesmo assim, a gente consegue perceber alguns alunos com potencial esportivo que a gente pode encaminhar para as competições de nível de rendimento, então é um trabalho bem gostoso, porque a gente sempre tem uma revelação em alguma modalidade”, contou.

  Cópia de 5 - DSC00477  As competições voltadas para obtenção de índices de rendimento acontecem de forma paralela, em campeonatos específicos.  Os alunos que se destacarem por boa participação técnica e disciplinar poderão ser selecionados para a Olimpíada Estadual em 2014.  E, em seguida, para a Olimpíada Nacional em 2015.

Texto: Mari Sequeto

Fotos: Divulgação

 

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário