Tupi volta a enfrentar Duque de Caxias. Araxá deve disputar Série D

O Tupi tem mais um  jogo-treino programado. Neste sábado, 27, a equipe vai ao estado do Rio de Janeiro enfrentar o Duque de Caxias, mesmo adversário da atividade do último sábado, 20, em Juiz de Fora. A partida será às 10h30, no Estádio Romário de Souza Faria.

Falta evoluir 30%

Ainda falta evoluir 30% tanto na parte física quanto em relação ao conjunto. Esta é a avaliação que o técnico do Tupi, Felipe Surian, faz do elenco carijó ao final da terceira semana de preparação visando a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. O treinador acredita que o atual nível está dentro do esperado e projeta crescimento nos dois aspectos até o dia 1° de junho, quando o Alvinegro estreia na competição nacional contra o Aracruz, no Espírito Santo.

“Além das peças que estão faltando, como um meia mais experiente para fazer as ligações, acho que precisamos evoluir ainda uns 30%. Acredito que estaremos com 85% a 90% do nosso potencial já para a partida de estreia”, revela o treinador.

É o empenho dos jogadores que deixa Surian otimista. Na tarde desta quinta-feira, 25, ele comandou um disputado treino tático no campo da UFJF. Um dos destaques foi a utilização do meia Dwann entre os titulares na primeira parte da atividade, atleta que, com muito esforço, vem conquistando seu espaço no Tupi.

“O Dwann veio emprestado do Atlético-MG e já sabíamos que era um bom jogador. Nossa preocupação era com a parte física, por ele estar retornando de cirurgia. Chegou acima do peso, mas mostrou que está querendo e buscando a sua melhor forma. Em duas semanas perdeu quase seis quilos. A utilização dele no time titular é também um prêmio para ele se sentir prestigiado e ver que está brigando por posição”, expôs Surian.

Novo “companheiro”

Nesta sexta-feira, 24, foi divulgada a informação que o Araxá seria o novo companheiro de chave carijó na disputa da Série D.

Veja, abaixo, íntegra da matéria publicada no site Superesportes:

Fim do imbróglio. Minas Gerais finalmente tem seu terceiro e último representante definido para Série D do Campeonato Brasileiro. Após recusas de Tombense, Caldense, Guarani e América de Teófilo Otoni, o Araxá confirmou, nesta quinta-feira, que vai disputar a Quarta Divisão do futebol nacional. Apesar do rebaixamento no Campeonato Mineiro, o Ganso ficou com a vaga na competição graças às desistências dos outros clubes do interior.

Além do Araxá, os outros mineiros na Série D são Villa Nova e Tupi. O Leão do Bonfim garantiu a vaga por ter conquistado o título simbólico de campeão do interior, com o terceiro lugar no Campeonato Mineiro. Já o Galo Carijó, campeão da Quarta Divisão em 2011, foi rebaixado na Série C no ano passado e volta a disputar a competição.

O secretário-geral da Federação Mineira de Futebol, Rodrigo Diniz, revelou que prefeitura de Araxá intermediou a participação do Ganso na Série D do Brasileiro. No entanto, o clube ainda precisa encaminhar a documentação necessária à FMF para confirmar sua presença no campeonato.

 

“Tudo indica que o Araxá vai participar. A Federação Mineira recebeu um documento da prefeitura da cidade oficializando a presença do time no torneio. Mas o que vale para nós é a documentação assinada pelo clube. Se não recebermos esses papéis até esta sexta-feira, aguardaremos sem problemas até a próxima segunda, pois é muito importante para Minas Gerais”, disse o secretário-geral ao Superesportes.

 

A Série D do Campeonato Brasileiro será disputada por 40 clubes divididos em oito chaves. Tupi e Araxá estão no Grupo A, ao lado de Nova Iguaçu-RJ, Resende-RJ e Aracruz-ES. Na estreia, o Ganso enfrenta o time carioca, em 1° de junho, às 16h, no Fausto Alvim. O Galo Carijo disputa seu primeiro jogo diante dos capixabas do Aracruz, no mesmo dia e horário, no Estádio do Bambu, no Espírito Santo.

 

O Villa Nova esperava fazer parte da mesma chave, mas a CBF colocou o clube de Nova Lima no Grupo A, junto de Penapolense-SP, Santo André-SP, Marcílio Dias-SC e Juventude-RS. A estreia do Leão será apenas no dia 12 de julho, contra o Santo André, no ABC Paulista

Texto, informações e foto Tupi: assessoria

Texto e informações Série D: www.superesportes.com.br

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário