Santos afasta Muricy. Flu mantém Abel. São Paulo lidera

O Santos anunciou nesta sexta-feira, 31, a demissão do treinador Muricy Ramalho. Já o Fluminense, eliminado da Taça Libertadores, garantiu a permanência de Abel Braga.

Estas foram algumas das novidades envolvendo os grandes clubes do futebol brasileiro, às vésperas da terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Após três rodadas,  São Paulo, Vitória, Botafogo e Fluminense, este com cem por cento de aproveitamento, ocupam as quatro primeiras colocações da Série A.  Na zona de rebaixamento,  do 16° ao 20° lugar, estão: Goiás, Portuguesa, Atlético Mineiro e Náutico.

Veja, abaixo, matéria publicada no www.uol.com.br/esporte, sobre a saída de Muricy do Santos:

Os maus resultados da equipe do Santos nos últimos tempos foram decisivos para a demissão do técnico Muricy Ramalho, anunciada nesta sexta-feira pela equipe paulista. Em entrevista coletiva, o vice-presidente Odílio Rodrigues citou ‘decréscimo’ do time como o principal motivo para a saída.

“Nós avaliamos este ciclo, que consideramos vitorioso, e entendemos que começamos a ter um decréscimo nos resultados. Isso nos chamou a atenção e nos leva a tomar decisões e fazer mudanças”, afirmou o dirigente, durante entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

Na atual temporada, o Santos chegou até a decisão do Paulistão, quando foi derrotado pelo Corinthians, e está na terceira fase da Copa do Brasil. O futebol apresentado pela equipe, no entanto, não tem agradado torcida e diretoria, e há algum tempo conselheiros pediam a saída de Muricy. No Brasileirão, o Santos teve maus resultados nas duas primeiras rodadas (empate com o Flamengo e derrota para o Botafogo) e, neste sábado, fará o terceiro jogo, contra o Grêmio, na Vila Belmiro.

Como o clube já havia anunciado em nota oficial, Claudinei Oliveira, técnico da equipe sub-20, assumirá o comando do time principal a partir de agora. Pelo menos por enquanto, até a pausa para a Copa das Confederações, será ele o responsável pela direção do grupo no Campeonato Brasileiro.

“Não discutimos nenhum outro técnico. O trabalho do Claudinei vai continuar até o momento em que o Comitê de Gestão entenda que deva fazer novas alterações”, declarou o vice-presidente.

A reformulação proposta pelo Comitê de Gestão, que começou com a saída de Neymar e terá continuidade a partir de agora, terá um novo perfil. A diretoria quer que a partir de agora exista um intercâmbio entre a base e o futebol profissional.

“A gente pretende nesta nova fase reafirmar o compromisso do Santos com a base, com a política da base, e não apenas colocar jogador da base no time principal. É uma integração. O Comitê elegeu o modelo da base do Barcelona como o ideal para ser seguido. A gente tem discutido um convênio com a base do Barcelona. O Santos quer reafirmar nesse ciclo o compromisso com essa base, que revelou tantos jogadores”, completou.

Texto Santos: UOL

[wpfootball id_league=9 id_template=2]

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário