Dia do Desafio: avaliação positiva

Durante toda a manhã e tarde desta quarta-feira, 29, foi realizada em Juiz de Fora a 14ª edição do “Dia do Desafio” (“Challenge Day”). A iniciativa teve como objetivo incentivar a prática de esportes, o convívio social e a integração entre os países do continente americano, com a participação de diferentes localidades, que concorrem entre si. Este ano, Juiz de Fora competiu com a cidade de San Miguelito, no Panamá, que tem cerca de 315 mil habitantes. O evento teve a participação da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), através da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), com a coordenação do Serviço Social do Comércio (Sesc).

As pessoas participaram do “Dia do Desafio” realizando atividade física em qualquer lugar, por, no mínimo, 15 minutos. Com incentivo à prática, a SEL preparou, junto a diversas academias, escolas e associações, uma série de atividades em dois pontos da cidade.

O chefe do departamento de Lazer e Atividade Física da SEL, Abemar Tadeu Martins, avaliou o evento como positivo, inclusive com a participação efetiva da população da cidade. “Esse ano, preparamos dois núcleos de atividades, no Centro e em Benfica. Eles estiveram lotados durante todo o evento. Foi muito bom. O envolvimento do público de Juiz de Fora foi muito grande. Para a cidade foi muito positivo”, ressaltou. Conforme ele, a estimativa é de que aproximadamente cinco mil pessoas tenham participado das atividades oferecidas pela PJF.

Foram oferecidas mais de 20 apresentações, como ginástica, dança de salão, capoeira, step, dance, entre outras. Além disso, houve a participação de diversas faculdades, academias, colégios e grupos de práticas esportivas. O encerramento do evento no Parque Halfeld ficou por conta da banda Zona Blue.

Texto, informações e foto: Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Juiz de Fora

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem 2 comentários

Deixe seu comentário