Tupi x Cruzeiro: portões abertos às 13h

As três entradas do Estádio Municipal “Radialista Mário Helênio” estarão abertas a partir das 13 horas no domingo, 21, para a partida entre Tupi x Cruzeiro, válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro. Entretanto, a entrada do Bairro Dom Orione será exclusiva para os torcedores cruzeirenses, de acordo com o Estatuto do Torcedor.

  Siga Tupi x Cruzeiro ao vivo na rádio web do Toque de Bola. Link da rádio web: 

http://www.toquedebola.esp.br/wp-content/themes/portal-toque/nas-ondas-do-toque.html

Os torcedores do Tupi terão acesso pelas entradas lateral e principal e, de acordo com orientação da Polícia Miltar (PM), garrafas, objetos pontiagudos, rádios com pilhas grandes e artefatos pirotécnicos não serão permitidos. Estas foram algumas das decisões anunciadas durante a reunião preparatória para o jogo, realizada na manhã desta segunda-feira, 15 , na Secretaria de Esporte e Lazer (SEL).

Dez mil ingressos à venda

Serão colocados à venda dez mil ingressos a partir das 13 horas da quinta-feira, 18, nos tradicionais postos de venda, localizados na Liga de Futebol, no Calçadão da Rua Halfeld; no centro de treinamento, no Bairro Santa Terezinha; e na sede social do Tupi (Rua José Calil Ahouagi, 332).

Além disso, o torcedor poderá adquirir ingresso em seis lojas do Bahamas: São Vicente, Manoel Honório, São Pedro, Getúlio Vargas, Benfica e o de Barbacena. Os torcedores pagarão R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia, para menores de 12 anos, maiores de 60 e estudantes, desde que a situação seja comprovada mediante documento específico na compra e na entrada do torcedor no estádio.

Transporte

A Settra disponibilizará 15 ônibus para o transporte dos torcedores. O dois primeiros veículos sairão do ponto em frente ao Procon, na Avenida Itamar Franco, às 13 horas. Os ônibus seguirão em direção ao estádio até meados do primeiro tempo. O último veículo partindo no sentido Estádio-Centro sairá do Municipal até uma hora após o término da partida.

Ao todo, serão empenhados 22 agentes de trânsito, que atuarão no entorno do estádio, garantindo o tráfego de veículos e pedestres, incluindo duas motos e três viaturas. A 3ª Cia de Missões Especiais (CME) da PM empenhará cem militares e a 99ª Cia de PM, por sua vez, disponibilizará 15 policiais, que garantirão a segurança nas entradas de acesso ao estádio.

A Guarda Municipal terá 15 guardas no estádio, dando, inclusive, apoio ao agentes de trânsito e policiais. O Corpo de Bombeiros também atuará na partida com um total de 16 bombeiros, com três unidades de resgate. Equipes da Vara da Infância e Juventude e do Procon também estarão no local, para possíveis atendimentos.

Parceria fundamental 

Para o secretário de Esporte, Francisco Canalli, a parceria entre todos os setores envolvidos na realização das partidas é fundamental. “Não é possível administrar esse tipo de evento sozinho e jogos como esse servem como vitrine para o estádio municipal, principalmente neste momento em que estamos diante de duas possibilidades muito importantes para a cidade: estamos trabalhando para que possamos nos tornar um Centro de Treinamento de Seleções (CTS) na Copa do Mundo 2014 e temos a possibilidade de Juiz de Fora sediar partidas dos times cariocas na Copa do Brasil e/ou Campeonato Brasileiro”, ressaltou.

Estiveram presentes à reunião representantes do Tupi, Liga de Futebol de Juiz de Fora, Guarda Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vara da Infância e Juventude, Secretaria de Saúde, Procon, Cesama, Secretaria de Transporte e Trânsito e do presidente da Associação Mineira de Cronistas Esportivos (Amce), Luiz Carlos Gomes, acompanhado do diretor de logística da entidade, Gino Beltrão.

Texto, informações e foto:  Secretaria de Esporte e Lazer

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário