Leo Santana, de JF, é campeão europeu no Futsal

  Depois de eliminar o atual campeão Barcelona, o Kairat voltou a surpreender. Neste domingo, na decisão da Copa da Uefa de Futsal, a equipe do Cazaquistão bateu o Dínamo Moscou, base da seleção russa, por 4 a 3, e ficou com o título da mais importante competição de clubes da Europa.

  O juiz-forano Leo Santana foi um dos destaques da conquista do título, tendo assinalado um dos gols na final.

  Para chegar ao título, os cazaques contaram com a presença de nada menos que dez brasileiros: o goleiro Higuita; os alas Leo Santana, Fumaça (naturalizado georgiano), Leo, Joan, Henrique Elgart e Alexandre Moras; o fixo Euler; e o experiente pivô Betão. O técnico Cacau completa a lista.

  Com o título, o Kairat faz história no futsal europeu, como a primeira equipe do Cazaquistão a se sagrar campeã continental. Na verdade, o país não havia tido representantes na decisão. A melhor participação até então havia sido o terceiro lugar do próprio Kairat, em 2008/09 e 2010/11.

  Aumentando ainda mais o tamanho do feito, o time do Cazaquistão superou a base da seleção russa na decisão. O Dínamo, vice-campeão europeu pelo segundo ano consecutivo, contou com seis jogadores que disputaram o Mundial da Tailândia: Sergeev, Suchilin, Pula, Cirilo, Gustavo e Fukin.

  Os gols – O Kairat abriu o placar da Arena de Tbilisi, na capital da Geórgia, com 10 minutos de jogo. O brasileiro Alexandre recebeu na linha de fundo e, mesmo sem ângulo, chutou. O ala contou com a ajuda de Popov, que tentou defender com os pés, mas acabou jogando contra a própria meta.

  O empate do Dínamo veio há dois minutos do final da primeira etapa, quando Sergeev recebeu cobrança de escanteio do brasileiro naturalizado russo Pula e soltou pé, pouco a frente da linha do meio de campo, marcando um belo gol, sem chances para o goleiro Higuita defender.

  Na volta do intervalo, o Kairat retomou a vantagem com gol parecido com o primeiro. Novamente sem angulo nenhum, Leo Santana tocou por cima de Popov e fez 2 a 1 aos sete minutos. Os cazaques ampliaram a vantagem pouco tempo mais tarde, com Fumaça, após boa trama do ataque.

  No desespero, os russos apostaram no brasileiro Tatu como goleiro-linha. A ousadia, porém, foi castigada, quando o goleiro Higuita fez 4 a 1 em bola recuperada, por cobertura. No entanto, quando tudo parecia perdido, o Dínamo esboçou reação e quase estragou a festa cazaque.

  Há cinco minutos para final da partida, Higuita tentou aproveitar nova bola perdida do goleiro do Dínamo, mas na saída de bola acertou Cirilo, que diminuiu sem querer. Na base da pressão, Tatu deu esperanças para os russos ao fazer 4 a 3, mas o Kairat soube se segurar e soltou o grito, em português, de campeão.

Texto: ESPN

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Este post tem 2 comentários

  1. Leonardo

    Parabéns ao Léo e à todos que fizeram parte da história desse jogador em Juiz de Fora. Essa notícia enche de orgulho todos que participam do futsal de JF!

Deixe seu comentário