Vasco tem duas rodadas para reagir e chegar às semifinais do turno

Com o empate em 1 a 1 diante do Fluminense na tarde deste sábado, 9, de carnaval, o Vasco segue fora da zona de classificação para a fase semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Estadual do Rio. Restam duas rodadas para o time cruz-maltino buscar a vaga, quando vai enfrentar o Audax, domingo, 17, em São Januário, e o Duque de Caxias, a princípio dia 24, fora de casa. O Madureira, que está um ponto a frente do Vasco, tem como próximos adversários: dia 17, em casa, recebe o Bangu, e no dia 24, sai para enfrentar o Fluminense.

Se o turno já estivesse encerrado, as semifinais seriam: Botafogo (líder do Grupo A) x Fluminense (vice-líder do B) e Flamengo (líder do B) x Madureira (vice-líder do A). Pelo regulamento – modificado – deste ano, quem chegar à semifinal como vencedor do grupo tem a vantagem do empate em partida única para se apontar os finalistas.

Após a disputa de seis rodadas, o Estadual do Rio registra o Flamengo como o dono da melhor campanha. Cinco vitórias e um empate, 16 pontos. O Fla já marcou 13 gols, perdendo, neste aspecto, para Botafogo, 15 gols, e Vasco, 14. A defesa rubro-negra sofreu apenas três gols – é o melhor desempenho entre os 16 participantes, ao lado do Bangu, com o mesmo número de gols sofridos.

A torcida rubro-negra aposta suas fichas na boa fase de Rafinha, principal destaque individual até o momento, e no oportunismo de Hernane, atacante que já pertencia ao clube mas só agora deslanchou. Tem sete gols marcados e está disparado na liderança entre os artilheiros. Bernardo, do Vasco, e Seedorf, do Botafogo, têm 4, ao lado de Frontini, do Volta Redonda, e Marcel, do Rezende.

O Fluminense divide suas atenções com a Taça Libertadores. Os primeiros jogos do tricolor na competição sul-americana estão próximos: dia 13, quarta-feira, encara o Caracas, na Venezuela, e no dia 20, recebe o Grêmio no Engenhão.

O Botafogo busca afirmação apoiado no talento e no carisma de Seedorf, o diferencial do time que em alguns momentos apresenta bom padrão de jogo.

O Vasco convive com as conhecidas dificuldades financeiras. No clássico diante do Flu, a surpresa foi a excelente atuação do goleiro Alessandro, que vinha sendo muito criticado e fez pelo menos duas defesas excepcionais, em conclusões de Fred e Welington Nem. A boa fase de Carlos Alberto também traz esperanças ao torcedor. O meia-atacante começou muito bem a temporada.

Texto: Toque de Bola

Foto: Alexandre Auler – Agência Globo

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário